Bible of the WayBíblia do Caminho  † Temática

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Crença

Blue bar

 

TEMAS CORRELATOS
(Conversão) (Credo) (Cristão) (Deus) (Devoção) (Discípulo) (Divulgação) (Dízimo) (Doação) (Dogma) (Espiritismo) (Fanatismo) () (Incredulidade) (Investigação) (Mitologia) (Natureza do Cristo) (Orações) (Prece) (Pregação) (Religião) (Religioso) (Testemunho) (Vida espiritual)
(AFORISMOS)
 
  1. A crente interessada (O caso de Dona Marcela Fonseca: recitando fórmulas, cantando hinos ou concentrando-se na meditação, somente houve um propósito em sua fé: o pedido) — Humberto de Campos
  2. A escolha do Senhor (História de Ibraim Al-Mandeb) — Irmão X
  3. A fé religiosa — Condição da fé inabalável (Ev)
  4. A fé religiosa — Emmanuel
  5. A fé vitoriosa — Neio Lúcio
  6. A paixão de Jesus (Espíritas, busquemos o povo, a verdadeira paixão de Jesus, convivendo com ele, sentindo-lhe as dores, e servindo-o sem intenções secundárias) — Ewerton Quadros
  7. À procura da fé — Emmanuel
  8. A produção de fenômenos que induzam à crença (uma espécie de materialismo que, com tristeza, vemos grassar entre os espíritas) — Chico Xavier
  9. A promoção (História de Jonaquim) (Versos) — Maria Dolores
  10. A surpresa do crente — Irmão X
  11. As cinco alternativas da Humanidade (Op)

    I. Doutrina Materialista

    II. Doutrina Panteísta

    III. Doutrina Deísta

    IV. Doutrina Dogmática

    V. Doutrina Espírita

  12. As três sendas (O caminho mais nobre para a integração com Deus) — Irmão X
  13. Abrigo (O abrigo da fé) — Emmanuel
  14. Agradar (Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 15.2: “Portanto, cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificações”) — Emmanuel
  15. Alterações na fé (daqueles que se bandearam não só para a indiferença mas também para a negação. Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 12.21: “Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem”) — Emmanuel
  16. Ao crente (Soneto) — Auta de Souza
  17. Ao partir do pão (Dos candidatos à fé que sem garantia financeira, sem caprichos satisfeitos, não comungam na crença renovadora. Interpretação da passagem de Lucas 24.35: “E eles lhes contaram o que lhes acontecera no caminho, e como deles foi conhecido ao partir do pão”) — Emmanuel
  18. Aos crentes (Versos) — Alphonsus de Guimaraens
  19. Apelo fraternal (Não guardes em vão a fé que o Céu te conferiu) — Augusto Silva
  20. Aprendamos, no entanto (Estudo da epístola de Paulo 1 Timóteo 4.15: “Medita estas coisas, ocupa-te nelas para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos”) — Emmanuel
  21. Armai-vos (Estudo da epístola de Paulo aos Efésios 6.13: “Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes”) — Emmanuel
  22. Assuntos da fé (Versos) — Pedro Silva
  23. Até Moisés (Quando Euclides Brandão desencarnou, aguardava imediato ingresso ao paraíso. Vivera de Bíblia na mão) — Irmão X
  24. Atendamos ao Bem (A ligação com o Cristo, a comunhão com a Divina Luz, não dependem do modo de interpretar as revelações do Céu. Interpretação da passagem de Mateus 25.40: “Em verdade vos digo que quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes.”) — Emmanuel
  25. Avancemos além (Não basta situar nossa alma no pórtico do templo e aí dobrar os joelhos reverentemente. Estudo da epístola de Paulo aos Hebreus 6.1: “Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina do Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas”) — Emmanuel
  26. Basta lembrar (os testemunhos de Jesus) — Emmanuel
  27. Carta aos crentes (Versos) — Casimiro Cunha
  28. Carta aos crentes novos — Casimiro Cunha
  29. Cartão sem sê-lo (Soneto) — Alfredo Nora
  30. Comer e beber (na presença do Mestre. Interpretação da passagem de Lucas 13.26: “Então, começareis a dizer: Temos comido e bebido na tua presença e tens ensinado nas nossas ruas”) — Emmanuel
  31. Condição comum (A comunidade dos crentes pousa os olhos nos homens falíveis. Interpretação da passagem de Marcos 9.24: “Imediatamente, o pai do menino, clamando com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! ajuda a minha incredulidade”) — Emmanuel
  32. Confessar o Cristo (Desde a ascensão de Constantino ao poderio romano, milhões de criaturas hão confessado Jesus com os lábios) — Emmanuel
  33. Confessar o Mestre [Idem] [Idem] (Interpretação da passagem de Lucas 12.8: “E digo-vos que tudo aquilo que me confessam diante dos homens, também o Filho do Homem o confessará, diante dos anjos de Deus”) — Emmanuel
  34. Contendas religiosas — Adelino de Carvalho
  35. Convencer-se e converter-se (Fácil convencer-se alguém da Verdade do Senhor; difícil, porém, converter-se ao Senhor da Verdade) — Emmanuel
  36. Convicções (Aos que rogam manifestações evidentes da Esfera Superior) — Emmanuel
  37. Coragem da fé (Ev)
  38. Costumes (Norma de conduta em relação às crenças e costumes) — Emmanuel
  39. Crê (Soneto) — Anthero de Quental
  40. Crê e segue (Interpretação da passagem de João 17.18: “Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo”) — Emmanuel
  41. Crê e serve — Emmanuel
  42. Crê e vive (Interpretação da passagem de Mateus 13.31: “O Reino dos Céus é semelhante a um grão de mostarda, que um homem tomou, e semeou no seu campo”) — Emmanuel
  43. Credo Espírita — Allan Kardec
  44. Credo espírita (Preâmbulo de um programa das crenças espíritas) — Allan Kardec
  45. Crença (Soneto) — Antero de Quental
  46. Crença (Estudo da epístola de Tiago 2.19: “Crês que há um só Deus e fazes bem. Mas os demônios também o creem e estremecem”) — Emmanuel
  47. Crença espírita — Chico Xavier
  48. Crenças — Emmanuel
  49. Crer e agir — Emmanuel
  50. Crer em vão (Estudo da epístola de Paulo 1 Coríntios 15.2: “Pelo qual também sois salvos se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado, se não é que crestes em vão”) — Emmanuel
  51. Culto Espírita (O Culto Espírita, expressa veneração aos princípios evangélicos que ele mesmo restaura. Interpretação da passagem de Mateus 5.17: “Não penseis que eu tenha vindo destruir a lei ou os profetas: não os vim destruir, mas cumpri-los”) — Emmanuel
  52. Diante da fé (Para que a nossa fé não nos aprisione nas grades do fanatismo) — Emmanuel
  53. Diante da Justiça [Idem] (Estudo da epístola de Tiago 2.14: “Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé e não tiver as obras? porventura a fé pode salvá-lo?”) — Emmanuel
  54. Diante da Providência (A melhor maneira de apresentar-se a Deus. Estudo da epístola de Paulo 2 Timóteo 2.15: “Procura apresentar-te a Deus, aprovado como obreiro que não tem de que se envergonhar…”) — Emmanuel
  55. Diferença (Entre crer em Deus e fazer-Lhe a Sublime Vontade. Estudo da epístola de Tiago 2.19: “Crês que há um só Deus: fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem”) — Emmanuel
  56. Em tudo (Estudo da epístola de Paulo 2 Coríntios 6.4: “Tornando-nos recomendáveis em tudo: na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias”) — Emmanuel
  57. Espiritismo na fé (Interpretação da passagem de Marcos 16.17: “E estes sinais seguirão aos que crerem; em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas”) — Emmanuel
  58. Estudos da fé (Versos) — Trovadores diversos
  59. Falta de fé (Das motivações diversas para a incredulidade. Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 14.1: “Acolhei ao que é débil na fé, não, porém, para discutir opiniões”) — Emmanuel
  60. I (espírita) — Emmanuel
  61. II (A árvore da fé viva não cresce no coração, miraculosamente. Interpretação da passagem de Marcos 4.19: “Mas os cuidados deste mundo, os enganos das riquezas e as ambições doutras coisas, entrando, sufocam a palavra, que fica infrutífera”) — Emmanuel
  62. Fé e ação (Interpretação da passagem de Mateus 7.21: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus; mas sim o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse entrará no reino dos céus”) — Emmanuel
  63. Fé e coragem — Emmanuel
  64. Fé e caridade — André Luiz
  65. Fé e cultura [Idem] [Idem] (Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 14.1: “Acolhei ao que é débil na fé, não, porém, para discutir opiniões”) — Emmanuel
  66. Fé e defesa (Versos) — Jair Presente
  67. Fé e fanatismo (Versos) — Belmiro Braga
  68. Fé em Deus (As expressões da fé em Deus entre profetas e guerreiros e a exemplificada por Jesus, que o Espiritismo nos revela) — Emmanuel
  69. Fé inoperante (Estudo da epístola de Tiago 2.17: “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma”) — Emmanuel
  70. Fé raciocinada (A tua fé será raciocinada mas não fria) — Emmanuel
  71. Fé viva — Emmanuel
  72. Felizes os que têm Deus [Idem] (Soneto) — Cruz e Souza
  73. Fenômenos e nós (O homem quer ver para crer) — André Luiz
  74. Fidelidade (Interpretação da passagem de Lucas 17.5: “Disseram então os apóstolos ao Senhor: — Acrescenta-nos a fé”) — Emmanuel
  75. Filha rebelde (à crença) — Irmão X
  76. Firmes e serenos (Continuemos firmes em nossas convicções e serenos na fé!) — Margarida
  77. Firmeza e constância (Estudo da epístola de Paulo 1 Coríntios 15.58: “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão”) — Emmanuel
  78. Homens de fé (Quem são? Interpretação da passagem de Mateus 7.24: “Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha”) — Emmanuel
  79. Iluminemos o santuário (Advertência às pessoas que se declaram afastadas da luz eterna, deserdadas da fé. Estudo da epístola de Paulo 2 Coríntios 6.12: “Pois nós somos um santuário do Deus vivo”) — Emmanuel
  80. Indagação oportuna (Interpretação da passagem de Atos 19.2: “Disse-lhes: — Recebestes vós o Espírito Santo quando crestes?”) — Emmanuel
  81. Lembrai a chama (Soneto) — João de Deus
  82. Lutas da fé — Emmanuel
  83. Maldição (Estudo da epístola de Judas, 9: “Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: — O Senhor te repreenda”) — Emmanuel
  84. Membros divinos (Estudo da epístola de Paulo 1 Coríntios 12.27: “Ora vós sois corpo do Cristo e seus membros em particular”) — Emmanuel
  85. Na construção do Mestre (Estudo da epístola de Paulo 1 Coríntios 12.27: “Ora, vós sois o corpo do Cristo e seus membros em particular”) — Emmanuel
  86. Na edificação (da crença proveitosa) — Irmão X
  87. Na senda renovadora (Interpretação da passagem de Mateus 5.17: “Eu não vim destruir a Lei”) — Emmanuel
  88. Nas trilhas da fé (Estudo da epístola 2 Pedro 1.1: “Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus-Cristo, aos que conosco obtiveram fé igualmente preciosa…”) — Emmanuel
  89. Não confundas (Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 10.11: “Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido”) — Emmanuel
  90. Não creias em todos os Espíritos (Ev)
  91. Não desprezes (Por nada menosprezes quem não crê como crês) — Emmanuel
  92. Não é de todos (Estudo da epístola de Paulo 2 Tessalonicenses 3.2: “E para que sejamos livres de homens dissolutos e maus, porque a fé não é de todos”) — Emmanuel
  93. Não falta (Interpretação da passagem de Marcos 8.3: “E, se os deixar ir em jejum para suas casas, desfalecerão no caminho, porque alguns deles vieram de longe”) — Emmanuel
  94. Não se envergonhar (Interpretação da passagem de Lucas 9.26: “Porque qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do Homem”) — Emmanuel
  95. Não te esqueças (Interpretação da passagem de João 12.11: “Porque muitos dos judeus, por causa dele, iam e criam em Jesus”) — Emmanuel
  96. Não tema  (Interpretação da passagem de Marcos 5.36: “Não tema! crê somente”) — André Luiz
  97. Nem todos os que dizem: Senhor! Senhor! entrarão no reino dos Céus (Ev)
  98. No banquete fraterno (Versos) — Guerra Junqueiro
  99. No caminho da fé (Imaginemos a ascensão ao conhecimento superior como sendo uma escada a erguer-se das sombras para a luz) — Emmanuel
  100. No estudo da fé (Não bastará organizar demonstrações públicas de mediunidade, nem abrir espetáculos à curiosidade indiscreta dos negadores sistemáticos) — Irmão X
  101. No mundo (A pretexto de exaltar a fé, não podemos fugir do mundo) — Emmanuel
  102. No Portal de Luz (O anjo e o crente recém-vindo da luta humana) — Irmão X
  103. No roteiro da fé (Alerta aos que buscam Jesus, fazendo a idolatria em derredor de seus intermediários humanos. Interpretação da passagem de Lucas 9.23: “Se alguém quer vir após mim, negue a si mesmo, tome cada dia a sua cruz e siga-me”) — Emmanuel
  104. Nos caminhos da fé I (Interpretação da passagem de Mateus 10.32: “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai que está nos Céus”) — Emmanuel
  105. Nos caminhos da fé II (Cada qual tem a fé, segundo pode crer) — Emmanuel
  106. Nos círculos da fé (Da reverência, onde haja lisura na ideia religiosa) — Emmanuel
  107. Notas de começo [Idem] (Orientação para o serviço da fé?) — Emmanuel
  108. Numa cidade celeste (Quando Joaquim Pires desencarnou, crente sincero e praticante assíduo que fora do Evangelho, procurou, incontinente, as portas do Céu) — Irmão X
  109. Objetivo da fé (Estudo da epístola 1 Pedro 1.9: “Alcançando o fim da vossa fé, que é a salvação das vossas almas”) — Emmanuel
  110. O anjo consertador (O crente enfermo e o Anjo Consertador) — Irmão X
  111. O argumento (Ante os que não creem como crês, o único argumento edificante de que dispões é o de tua própria conduta, no livro da própria vida) — Emmanuel
  112. O botão (A muita crença em botão, tentamos impor, à força, a nossa compreensão) (Versos) — Casimiro Cunha
  113. O caminho mais curto (das estradas que nos levam a Deus) — Emmanuel
  114. O crente modificado (O caso de certo devoto que suplicara pela mordomia nos bens materiais para socorro aos necessitados e, após ter-se fartado do manancial da prosperidade terrestre virou outro homem) — Irmão X
  115. O devoto desiludido [Idem] (O caso do devoto que admitia piamente que a prece dispensava as boas obras) — Irmão X
  116. O eterno abrigo (Soneto) — João de Deus
  117. O filho ocioso (Parábola simbolizando o crente que embora conhecendo as leis de Deus não as respeita) — Neio Lúcio
  118. O imperativo da ação (O Reino Divino guarda o imperativo da ação por ordem fundamental) — Neio Lúcio
  119. O inesperado (Batuíra, Augusto Cezar e um amigo visitam um sanatório no Mundo Espiritual. Os crentes improdutivos) — Augusto Cezar
  120. O mundo e a crença (Interpretação da passagem de Marcos 15.32: “O Cristo, o Rei de Israel, desça agora da cruz, para que o vejamos e acreditemos”) — Emmanuel
  121. O tempo do Senhor (Oração e trabalho, fé e obras, o oitavo mandamento) — Irmão X
  122. O valor da fé (Discussões em nome da fé) — Emmanuel
  123. O viajor e a Fé (Versos) — Carmen Cinira
  124. Os falsos devotos — Delphine de Girardin
  125. Pela obra grandiosa da restauração das crenças puras — Maria João de Deus
  126. Pode acreditar — André Luiz
  127. Prazer e fé (Versos) — Jair Presente
  128. Preconceito (religioso. Como melhorar a convivência com as pessoas que acreditam que o Espiritismo é um erro, quando o livre-arbítrio não é respeitado dentro de casa, onde o pai segue um caminho e, por se considerar mais experiente, não aceita a religião escolhida pelos filhos?) — Emmanuel
  129. Privações do corpo e provações da alma (Reflexões a respeito da crença na eficácia de sacrifícios, promessas, votos, penitências, autocastigos, jejuns, mortificações, amuletos, talismãs, etc.) — André Luiz
  130. Quando há luz (Estudo da epístola de Paulo 2 Coríntios 5.14: “O amor do Cristo nos constrange”) — Emmanuel
  131. Recebeste a luz? (Interpretação da passagem de Atos 19.2: “Recebestes o Espírito Santo quando crestes?”) — Emmanuel
  132. Reconheçamos, porém (que a palavra do Evangelho é demasiado clara ao proclamar a necessidade do Cristo em nossa vida, sentimento, ideia, ação e conduta. Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 8.9: “…Mas se alguém não tem o Espírito do Cristo, esse tal não é dele”) — Emmanuel
  133. Respeito devido às crenças passadas — Lacordaire (Re)
  134. Ricamente (Estudo da epístola de Paulo aos Colossenses 3.16: “A palavra do Cristo habite em vós, ricamente…”) — Emmanuel
  135. Rumo ao porvir (Prossigamos avante na reedificação do Templo Espiritual da crença, unindo as nossas esperanças em Cristo) — Emmanuel
  136. Se crês em Deus — Emmanuel
  137. Se tens fé — Emmanuel
  138. Segue-me! E ele o seguiu… [Idem] (Interpretação da passagem de Marcos 2.14: “E passando, viu Levi, filho de Alfeu e disse-lhe: — Segue-me. E, levantando-se, o seguiu”) — Emmanuel
  139. Sem esmorecer (Tua fé — tua armadura e teu crisol) — Emmanuel
  140. Superstição (Re)
  141. Profissão de fé semiespírita (Re)
  142. Traço espírita (O traço de sua convicção espírita em cada atitude) — André Luiz
  143. Tu e tua casa (Aos que se sentem profundamente isolados no lar, no capítulo da crença religiosa. Interpretação da passagem de Atos 16.31: “E eles disseram: Crê no Senhor Jesus-Cristo, e serás salvo, tu e a tua casa”) — Emmanuel
  144. Verdade e crença (Interpretação da passagem de João 8.46: “E se vos digo a verdade, por que não credes?”) — Emmanuel
  145. Viver pela fé (Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 1.17: “Mas o justo viverá pela fé”) — Emmanuel
OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA
  1. A crença de cada um: a crença em pitonisas, adivinhos, horóscopos, etc.? (Ent)
  2. Crença (Filosofia) W
  3. Crença (Citações e frases célebres sobre o tema) W
  4. Há alguma diferença entre a crença e a iluminação? (Ocs)
  5. O Espiritismo veio ao mundo para substituir as outras crenças? (Ocs)
  6. Em seu nascimento, teve o Cristianismo que lutar contra uma potência terrível: o Paganismo, então universalmente espalhado. Não havia entre eles qualquer aliança possível, como não há entre a luz e as trevas. Numa palavra, não poderia propagar-se senão destruindo o que havia. Assim, a luta foi longa e terrível, de que perseguições são a prova. O Espiritismo, ao contrário, nada tem a destruir, porque assenta suas bases no próprio Cristianismo, sobre o Evangelho, do qual é simples aplicação. Concebeis a vantagem, não de sua superioridade, mas de sua posição. Não é, pois, como pretendem alguns, sempre porque não o conhecem, uma religião nova, uma seita que se forma à custa das mais antigas; é uma doutrina puramente moral, que absolutamente não se ocupa dos dogmas e deixa a cada um inteira liberdade de suas crenças, desde que nenhuma impõe. E a prova disto é que tem aderentes em todas, entre os mais fervorosos católicos como entre os protestantes, os judeus e os muçulmanos. O Espiritismo repousa sobre a possibilidade de comunicação com o mundo invisível, isto é, com as almas. Ora, como os judeus, os protestantes e os muçulmanos têm alma como nós, resulta que estas podem comunicar-se, tanto com eles quanto conosco, e que, consequentemente, eles podem ser espíritas como nós. — Allan Kardec (Re)
  7. O Espírito, antes de reencarnar, escolhe também as crenças ou cultos a que se deverá submeter nas experiências da vida? (Ocs)
  8. O radicalismo em matéria de fé pode ser encarado como obsessão? (En)
  9. Os pais espiritistas devem ministrar a educação doutrinária a seus filhos ou podem deixar de fazê-lo invocando as razões de que, em matéria de religião, apreciam mais a plena liberdade dos filhos? (Ocs)
  10. Vide esclarecimentos de Allan Kardec, no item 5 do artigo Partida de um adversário do Espiritismo para o mundo dos Espíritos: A liberdade de consciência é um dos nossos princípios; nós a queremos para os outros, como a queremos para nós. Só a Deus pertence julgar da validade das crenças e nenhum homem tem o direito de anatematizar em nome de Deus. A liberdade de consciência não tira o direito de discussão e de refutação, mas a caridade ordena não amaldiçoar ninguém.
  11. Vide no item 3 do artigo Modo de protesto de um espírita: O Espiritismo é uma crença. Sobre o respeito que os jornalistas não espíritas devem à liberdade de crença dos espíritas.
  12. Vide no item 5 do artigo Considerações sobre a prece no Espiritismo: Do respeito e dos deveres em nossa eventual presença em um templo de cuja crença não partilhamos.
  13. Vide item 6 do artigo Livre pensamento e livre consciência: Porque é lógico crer em Deus e na vida espiritual.
  14. Vide no item 2 do artigo As três filhas da Bíblia: Da transição ou transformação nas crenças humanas; o aparecimento das seitas; razão do Cristianismo ter sucedido ao paganismo, do fetichismo árabe ser substituído pelo Islamismo e do Protestantismo e da Igreja grega se separarem do Catolicismo romano. A incredulidade também é transição.
  15. Vide nos itens 1 e 2 do artigo Galileu:

    Das crenças que o homem possuía relativas à Criação, ao Céu e ao inferno: O erro de suas crenças sobre a origem e o destino da humanidade tinha como causa sua ignorância das verdadeiras leis da Natureza.

    Contribuição de Galileu na revolução das crenças.

    Contrastes da crença espírita com alguns dogmas das religiões tradicionais.

  16. Vide no item 2 do artigo O Jornal La Solidarité sobre as consequências do Espiritismo para a humanidade: A existência do mundo invisível em meio de nós, parte integrante da humanidade terrena, desaguadouro das almas desencarnadas e fonte das almas encarnadas, é um fato capital, imenso; é toda uma revolução nas crenças.
 
AFORISMOS E CITAÇÕES
  1. Não temas! crê somente. — Marcos (Mc)
  2. Eu creio, Senhor! ajuda a minha incredulidade. — Marcos (Mc)
  3. Porque qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do Homem. — Jesus (Lc)
  4. E digo-vos que tudo aquilo que me confessam diante dos homens, também o Filho do Homem o confessará, diante dos anjos de Deus. — Jesus (Lc)
  5. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. — Jesus (Jo)
  6. Porque muitos dos judeus, por causa dele, iam e criam em Jesus. — João (Jo)
  7. Não se turbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. — Jesus (Jo)
  8. Disse-lhes: — Recebestes vós o Espírito Santo quando crestes? (At)
  9. Mas o justo viverá pela fé. — Paulo (Rom)
  10. …Mas se alguém não tem o Espírito do Cristo, esse tal não é dele. — Paulo (Rom)
  11. Acolhei ao que é débil na fé, não, porém, para discutir opiniões. — Paulo (Rom)
  12. Tens uma convicção; guarda-a para ti mesmo, diante de Deus. Feliz é aquele que não se condena a si mesmo no ato a que se decide. — Paulo (Rom)
  13. Pois nós somos um santuário do Deus vivo. — Paulo (2Cor)
  14. Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé e não tiver as obras? porventura a fé pode salvá-lo? — Tiago (Tg)
  15. Crês que há um só Deus e fazes bem. Mas os demônios também o creem e estremecem. — Tiago (Tg)
  16. Alcançando o fim da vossa fé, que é a salvação das vossas almas. — Pedro (1Ped)
  17. E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude e à virtude a ciência… — Pedro (2Ped)
  18. Por absurda que seja, uma ideia supersticiosa repousa quase sempre sobre um fato real, mas que a ignorância desnaturou, exagerou ou interpretou falsamente. — Allan Kardec (Ipr)
  19. A crença no Espiritismo só é proveitosa para aquele de quem se pode dizer: hoje está melhor do que ontem. — Allan Kardec (Oes)
  20. Homens de todas as castas, de todas as seitas e de todas as cores, vocês são todos irmãos, pois Deus os chama a todos para ele; estendam-se pois as mãos, qualquer que seja sua maneira de adorá-lo, e não atirem o anátema, pois o anátema é a violação da lei de caridade, proclamada pelo Cristo. — Allan Kardec (Oes)
  21. Se se dissesse que a superstição era filha da realidade, o conceito seria tomado como um paradoxo. Contudo nada mais verdadeiro: não há superstição que não repouse sobre um fundo real. — Allan Kardec (Re)
  22. Sem dúvida crer é alguma coisa, porque já é um pé colocado no bom caminho; mas a crença sem a prática é letra morta. — Allan Kardec (Re)
  23. Não há fé inabalável senão a que pode olhar a razão face a face em todas as idades da humanidade. — Allan Kardec (Re)
  24. Sem vida nova em Jesus || Nossa crença é muito estranha… || A raposa muda a pele || Conservando a velha manha. — Casimiro Cunha (Cla)Tx24
  25. Quando notarmos a presença de um crente de boa palavra, mas sem o íntimo renovado, dirigindo-se ao Mestre como um prisioneiro carregado de cadeias, estejamos certos de que esse irmão pode estar à porta do Cristo, pela sinceridade das intenções; no entanto, não conseguiu, ainda, a penetração no santuário de seu amor. — Emmanuel (Cvv)Tx38
  26. Quem não consegue crer em Deus está doente. — Emmanuel (Cvv)Tx38
  27. Crê em Deus e crê em ti mesmo. A majestade da árvore frondosa dorme embrionária na minúscula semente. — Mariano (Ft)Tx46
  28. Nas escolas religiosas, existem crentes célebres pela grandeza dos seus conhecimentos e teorias, mas, como acontece à famosa Vênus de Milo, requestada pela pureza de suas linhas, não têm braços para ajudar a ninguém. — Mariano (Ft)Tx46
  29. O bem está em toda parte e quem é fiel a Jesus na posição em que o venera e ama deve ser sempre honrado pelos companheiros da mesma fé. — Neio Lúcio (Cdb)Tx83
  30. O culto espírita possui um templo vivo em cada consciência na esfera de todos aqueles que lhe esposam as instruções, de conformidade com o ensino de Jesus: “O reino de Deus está dentro de vós” e toda a sua teologia se resume na definição do Evangelho: “a cada um por suas obras”. — Emmanuel (Le)Tx89
  31. Do cultivo da crença raciocinada, no santuário da Inteligência, nascem os frutos substanciosos da certeza no porvir. — André Luiz (Eev)Tx93
  32. Toda convicção merece respeito. — André Luiz (Eev)Tx93
  33. Quem recebe uma fé raciocinada para o coração e para a cabeça, qual acontece na Doutrina Espírita ajustada ao Evangelho de Jesus, adquiriu o mais alto instrumento que se pode obter do mundo para construir em si mesmo a elevação do próprio destino. — Albino Teixeira (Ce)Tx98
  34. Ai daquele que não tem, || No vento da insegurança, || Uma lanterna de crença || Que lhe resguarde a esperança. — Francisco Ricardo (Ol)Tx106
  35. Não é a tua crença sectária, embora fervorosa, que te guiará à sublimação na vida espiritual, depois da morte do corpo e, sim, os teus atos de bondade santificante, que serão testemunhas permanentes de tua alma, onde estiveres. — André Luiz (Adt)Tx127
  36. A coragem da fé começará sempre através da veemência com que exponhamos as próprias ideias, diante da verdade, entretanto, só se realizará em nós e por nós, quando tivermos a necessária coragem para compreender todos os homens, — ainda mesmo os nossos mais ferrenhos perseguidores, — como nossos verdadeiros irmãos e filhos de Deus. — Emmanuel (Mu)Tx128
  37. Buscar Deus nas horas calmas || De coração calmo e atento || É a maneira de encontrá-lo || Nos dias de sofrimento. — Sebastião Lasneau (Rca)Tx138
  38. Analisa a própria crença || Onde colocas a fé || Segundo aquilo que pensa || Assim a pessoa é. — Ciro Silva (Rca)Tx138
  39. A própria vida onde estejas || Na pauta de tuas crenças, || Traz tudo quanto desejas || Mais depressa do que pensas. — Ormando Candelária (Cdf)Tx150
  40. Em matéria de fé, procura acatar o modo pelo qual esse ou aquele irmão se coloca à busca de Deus, porque, se para cada cidade terrestre dispomos de trilhas numerosas, imagina quantas vias de acesso existirão para o acesso aos Lugares Divinos. — Emmanuel (Ba)Tx153
  41. Estranha crença em João Luz. || No Retiro de Água Rasa, || Dizia seguir Jesus || Mas nunca saiu de casa. — Cornélio Pires (Rdp)Tx155
  42. Tal qual sucede na crença || Razão que sobe de nível || Descobre, pesquisa e pensa || Muita cousa intraduzível. — José Albano (Rdp)Tx155
  43. Se a crença em Deus te conforta, || Na provação dura e grave, || Não lhe arrebentes a porta || Da qual já te deu a chave. — Cornélio Pires (Rdp)Tx155
  44. O homem percebe a vida, || Estuda, corta, examina, || Mas sem Deus no coração || Não entende patavina. — Milton da Cruz (Rdp)Tx155
  45. Quando no mundo, ante o Cristo, || Sempre tive em minha fé, || Muita lembrança de Pedro, || Muita cousa de Tomé. — Lamartine Babo (Rdp)Tx155
  46. Filho pródigo (Lc) de Deus || É aquele que aceita a fé, || Mas quando chega o serviço || Pede porta e dá no pé. — Lamartine Babo (Tdl)Tx178
  47. O homem que busca Deus || Rogando sinais de escol, || Parece que acende a vela, || A fim de encontrar o sol. — Jesus Gonçalves (Tdl)Tx178
  48. Bendito o verbo que ensina || O caminho redentor, || Unindo a ciência e a fé || No mesmo laço de amor. — Oscar Batista (Tdl)Tx178
  49. Ampara-te na fé em Deus, seja qual seja o campo religioso em que estagies, construindo resistência íntima com os recursos do conhecimento e do amor. — Emmanuel (Nht)Tx181
  50. A luz da religião || Que nos cabe recompor || É a que nasceu de Jesus, || Na crença chamada Amor. — Jovino Guedes (Sdf)Tx215
  51. Fé viva, em cada existência, || Antecede-se ao porvir, || Achando a luz que a ciência || Não pode ainda atingir. — Sylvio Fontoura (Pda)Tx222
  52. Espantado, penso nisto: || Há pecadores no bem || E há muito amigo do Cristo || Que não ajuda a ninguém. — Jaks Aboab (Pda)Tx222
  53. Nunca entendi Léo Armando || Que, no Sítio do Cascalho, || Viveu e morreu rezando, || Mas nada quis com trabalho. — Cornélio Pires (Pda)Tx222
  54. Quando a fé nos elucida, || Iluminando a razão, || A esperança, em nossa vida, || Faz-se divina canção. — Meimei (Pda)Tx222
  55. Se alguém te despreza a fé, || Não te agastes… Pensa nisto: || O que seria do mundo || Sem a presença do Cristo? — Sabino Batista (Odm)Tx243
  56. Fé que te ampara e elucida? || Não rixes, por isso, em vão. || Trabalho na própria vida || É a mais alta pregação. — Oscar Batista (Sp)Tx255
  57. Não peças provas de fé || A quem pede do teu pão; || A barriga nunca soube || Se existe religião. — Jair Presente (Hna)Tx259
  58. Sem o adubo da caridade não haverá fruto na fronde da fé. — André Luiz (Psc)Tx310
  59. Crê, confia e raciocina || De juízo claro e são. || Jesus nos pede serviço || Não nos pede discussão. — Casimiro Cunha (Rdl)Tx312
  60. Quem diz que a fé propagada || Não serve para os ateus, || Anote: a estrela nos Céus || É um belo cartaz de Deus. — Maria Dolores (Pdp)Tx346
  61. Trabalhar com Jesus, na restauração da fé viva entre os homens, é a grande tarefa do momento, a que os discípulos sinceros do Evangelho não podem fugir. — Emmanuel (Avr)Tx349
  62. Que ninguém se desagrade || Por sofrer, fazendo o bem; || A fé sem a caridade || É uma anedota no Além. — Sylvio Fontoura (Ta)Tx372
  63. Na Bíblia, a história de Jonas || É o caso que me estonteia: || Vê-lo sair são e salvo || Do ventre de uma baleia. — Lamartine Babo (Ta)Tx372
  64. O homem de alma sofrida || Quer milagres para crer, || Carrega, porém, consigo || O prodígio de viver. — Maria Dolores (Eel)Tx382
  65. Em lides religiosas || Eu nunca soube por quê; || Pessoa que mais fala em fé || É aquela que menos crê. — Cornélio Pires (Ddv)Tx411
  66. Muito ajuda a si e aos outros || A fé que procura um Templo; || Esperança dá coragem, || Caridade é o bom exemplo. — Cornélio Pires (Pev)Tx413
  67. Os que dizem ser da fé, || Atingem números loucos; || A crença tem multidão, || O serviço muito poucos. — Cornélio Pires (Cvi)Tx416
  68. Todos nós somos de Deus || Tanto os ateus, quanto os crentes || O uso do livre-arbítrio || É que nos faz diferentes. — Cornélio Pires (Pvi)Tx417