Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier — Mandato de amor — Autores diversos — 2ª Parte


12


No banquete fraterno

1 Paira no mundo atual a sombra espessa e imensa!

Levantai, meus irmãos, o eterno altar da crença

Amparando a alma humana, ao pé do sorvedouro…


2 A febre da ambição que faz a fome do ouro

Cose sinistramente a fúnebre mortalha

Que conduz as nações ao campo de batalha!…


3 Na última inquietação se agita o mundo velho,

Antes do alvorecer das luzes do Evangelho.


4 Operários do Bem, apóstolos da Luz

Que buscais cultivar a seara de Jesus,

Revivei, revivei o espírito cristão.


5 Nunca vos esqueçais da Galileia alpestre,

Aprendendo a humildade e a mansidão do Mestre!…


6 No banquete fraterno, em cada novo dia,

Seja a luz do Senhor a doce Eucaristia,

Que vos nutra de amor, que vos salve e conforte

Desde as sombras da Terra, às verdades da morte!


7 Se há de cair do mundo um aluvião de escombros

Ponde a cruz do trabalho e da prova nos ombros,

Porque a mão do Senhor, nos tempos que hão de vir,

Vai colher do trigal o bom grão do porvir.


Guerra Junqueiro



(Psicografado por Francisco Cândido Xavier, na sede da União Espírita Mineira, em 1938)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir