Bíblia do Caminho Seção Temática

Cristo


(AFORISMOS)

OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA



Cristo [grego, ungido].

O Ungido, um título correspondente ao nome hebreu Messias, que designava o rei ungido de Israel, e, depois do reinado de Saul, o filho real de David. O termo foi emprestado da Septuaginta, especialmente de Sl 2.2; Dn 9.25. Quando usado no N. T. geralmente tem como prefixo a letra “o” (artigo def. masc. sing.), e significa o Messias das profecias do  V. T. (Mt 16.16,20; 26.63; Mc 8.29; Lc 3.15; Jo 1.41). Às vezes o artigo é omitido (Mt 26.68; Jo 4.25).

Ainda que a palavra Cristo seja usada isoladamente, constantemente está associada ao nome de Jesus, nome pessoal distintivo de nosso Senhor, que lhe foi dado desde o nascimento, e que praticamente constitui parte de seu nome próprio (Jo 1. 17; At 11. 17; Rm 1. 1; 5. 1; Flm 1, etc.).


E no artigo sobre Jesus Cristo J. D. D. diz o seguinte: “Cristo deriva-se do grego Christos, que corresponde ao hebreu Messias (ungido). Jesus, portanto, era o nome pessoal de nosso Senhor, e Cristo era seu título (o Cristo); embora o último tenha sido também usado por nós como nome próprio,  isolado da palavra Jesus, ou junto dela.” — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©




Cristo (Do) — A anteposição do artigo à palavra Cristo (do grego Cristos, ungido), empregada em sentido absoluto, é mais correta, atento que essa palavra não é o nome do Messias de Nazaré, mas uma qualidade tomada substantivamente. Dir-se-á, pois: Jesus era Cristo; era o Cristo; era o Cristo anunciado; a morte do Cristo e não de Cristo, ao passo que se diz: a morte de Jesus e não do Jesus. Em Jesus-Cristo, as duas palavras reunidas formam um só nome próprio. É pela mesma razão que se diz: o Buda; Gautama conquistou a dignidade de Buda por suas virtudes e austeridades. Diz-se: a vida do Buda, do mesmo modo que: o exército do Faraó e não de Faraó: Henrique IV era rei; o título de rei; a morte do rei e não de rei. — Allan Kardec ( † )



AFORISMOS E CITAÇÕES

.

Abrir