Bible of the WayBíblia do Caminho  † Testamento Redentor

Índice Página inicial Próximo Capítulo

O Evangelho segundo S. Mateus  Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 26

(Versículos e sumário)

Conspiração contra o Senhor

O plano para tirar a vida de Jesus
Mc = Lc = Jo

 

26 Aconteceu isto: Tendo Jesus acabado todos estes discursos, disse a seus discípulos:

2 Sabeis que daqui a dois dias será celebrada a Páscoa, e o Filho do Homem será entregue para ser crucificado.

3 Então se congregaram os príncipes dos sacerdotes e os magistrados do povo no átrio do príncipe dos sacerdotes, que se chamava Caifás;

4 E tiveram conselho para prenderem a Jesus com dolo e fazerem-no morrer.

5 Mas diziam eles: Não se execute isto no dia da festa, para que não suceda levantar-se algum motim no povo.

 

Jesus é ungido no jantar em Bethania

Mc = Jo

 

6 Ora, estando Jesus em Bethania em casa de Simão, o leproso,

7 Chegou-se a ele uma mulher que trazia uma redoma de alabastro cheia de precioso bálsamo, e o derramou sobre a cabeça de Jesus que estava acomodado à mesa.

8 Vendo isto, seus discípulos se indignaram dizendo: Para que foi este desperdício?

9 Poder-se-ia vende-lo por um bom preço e dá-lo aos pobres.

10 Mas Jesus, sabendo isto, disse-lhes: Por que molestais esta mulher? Pois me fez uma boa obra.

11 Porque vós sempre tendes convosco os pobres; mas a mim nem sempre me tereis.

12 Porquanto derramar ela este bálsamo sobre o meu corpo, foi ungir-me para ser enterrado.

13 Em verdade vos digo, que onde quer que for pregado este Evangelho, que será em todo o mundo, publicar-se-á também, para memória sua, a ação que esta mulher fez.

 

Traição de Judas Ee

Mc = Lc

 

14 Então um dos doze, que se chamava Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes;

15 E lhes disse: Que quereis dar-me, e eu vo-lo entregarei? Eles lhe assinaram trinta moedas de prata(Zc)

16 Desde então buscava oportunidade para o entregar.

 

Preparação da ceia pascal

Mc = Lc = Jo

 

17 No primeiro dos dias em que se comiam os pães asmos, vieram ter com Jesus seus discípulos, dizendo: Onde queres que te preparemos o que se há de comer na Páscoa?

18 Disse Jesus: Ide à cidade à casa de um tal, e dizei-lhe: O Mestre diz: O meu tempo está próximo, em tua casa quero celebrar a Páscoa com meus discípulos.

19 Fizeram os discípulos como Jesus lhes havia ordenado, e prepararam a Páscoa.

 

O traidor é indicado Ee

Mc = Lc = Jo

 

20 Chegada a tarde, pôs-se Jesus à mesa com os seus doze discípulos.

21 Estando eles comendo, disse-lhes: Em verdade vos afirmo, que um de vós me há de entregar.

22 Cheios de tristeza, cada um deles começou a dizer: Porventura sou eu, Senhor?

23 Ele respondendo, lhes disse: O que põe comigo a mão no prato, esse é o que me há de entregar.

24 O Filho do Homem vai certamente como está escrito dele(Sl) mas ai daquele homem por quem  há de ser entregue o Filho do Homem; e melhor fora ao tal homem não haver nascido.

25 E Judas, o que o entregou, respondendo disse: Sou eu porventura, Mestre? Disse-lhe Jesus: Tu o disseste.

 

A última ceia do Senhor Ee

Mc = Lc = I Cor

 

26 Estando eles ceando, pegou Jesus o pão, benzeu-o, partiu-o e deu-o a seus discípulos, e disse: Pegai e comei, este é o meu corpo.

27 Pegou o cálice e, dando graças, deu a eles dizendo: Bebei dele todos vós.

28 Porque este é o meu sangue, do novo testamento, que será derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.

29 Mas digo-vos, que desta hora em diante não beberei mais deste fruto da vide até aquele dia em que o beberei de novo convosco no Reino de meu Pai.

30 E cantado o hino, saíram para o Monte das Oliveiras.

 

Jesus prediz a negação do apóstolo Ee

Mc = Lc = Jo

 

31 Então lhes disse Jesus: A todos vós serei esta noite uma ocasião de escândalo. Pois está escrito: Ferirei o pastor e as ovelhas do rebanho se porão em desarranjo(Zc)

32 Porém, depois que eu ressurgir, irei adiante de vós para a Galileia.

33 Pedro respondendo, lhe disse: Ainda quando todos se escandalizarem a teu respeito, eu nunca me escandalizarei.

34 Jesus lhe replicou: Em verdade te digo, que nesta mesma noite, antes que o galo cante, me hás de negar três vezes.

35 Pedro lhe disse: Ainda que seja necessário que eu morra contigo, não te negarei. E todos os demais discípulos disseram o mesmo.

 

Jesus em Getsêmani Ee

Mc = Lc = Jo

 

36 Então foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani,  n e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.

37 Tendo levado consigo a Pedro e aos dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e angustiar-se.

38 Disse-lhes então: Minha alma está numa tristeza mortal; demorai-vos aqui e vigiai comigo.

39 Adiantando-se uns poucos passos se prostrou com o rosto em terra, orando, e disse: Meu Pai, se for possível, passe de mim este cálice; mas não se faça nisto a minha vontade, e sim a tua.

40 Depois veio ter com seus discípulos e achando-os dormindo, disse a Pedro: Então, não pudeste uma hora vigiar comigo?

41 Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito na verdade está pronto, mas a carne é fraca.

42 De novo se retirou segunda vez e orou, dizendo: Meu Pai, se este cálice não pode passar sem que eu o beba, faça-se a tua vontade.

43 Vindo outra vez, encontrou-os novamente dormindo; porque estavam carregados os olhos deles.

44 E deixando-os, foi orar terceira vez, dizendo as mesmas palavras.

45 Então veio ter com os seus discípulos e lhes disse: Dormis ainda e repousais? é chegada a hora em que o Filho do Homem será entregue nas mãos dos pecadores.

46 Levantai-vos! vamos; eis que se aproxima o que vai me trair.

 

Jesus é preso Ee

Mc = Lc = Jo

 

47 Estando ele ainda falando eis que chega Judas, um dos doze, e com ele uma grande multidão de gente com espadas e varapaus, enviados pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo.

48 Ora, o traidor tinha-lhes dado este sinal, dizendo: Aquele a quem eu der um ósculo, é esse, prendei-o.

49 E chegando-se então a Jesus, lhe disse: Deus te salve, Mestre. E deu-lhe um ósculo.

50 Jesus lhe disse: Amigo, a que vieste? Logo os outros se acercaram deles, lançaram mão de Jesus e o prenderam.

51 Eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e feriu a um servo do sumo pontífice, cortando-lhe uma orelha.

52 Então lhe disse Jesus: Embainha tua espada, porque todos os que matarem com a espada, pela espada morrerão.

53 Acaso crês que eu não possa rogar a meu Pai, para que ele me envie aqui agora mais de doze legiões de anjos?

54 Como se poderão, pois, cumprir as Escrituras, que declaram que assim deve suceder?

55 Naquela mesma hora disse Jesus àquela gente: Viestes armados de espadas e varapaus para prender-me, como se eu fora um ladrão; todos os dias estive assentado entre vós ensinando no Templo e não me prendestes.

56 Mas tudo isto assim aconteceu, para que se cumprissem as Escrituras dos profetas(Lm) Então todos os discípulos o deixaram e fugiram.

 

Jesus perante o Sinédrio Ee

Mc = Lc = Jo

 

57 Mas os que tinham preso a Jesus o levaram à casa de Caifás, príncipe dos sacerdotes, onde se haviam congregado os escribas e os anciãos.

58 Pedro ia seguindo-o de longe, até ao pátio do príncipe dos sacerdotes. E tendo entrado, estava assentado com os oficiais de justiça, para ver em que parava o caso.

59 Entretanto, os príncipes dos sacerdotes e todo o conselho andavam buscando quem jurasse algum falso testemunho contra Jesus, a fim de o entregarem à morte;

60 Mas não o acharam, embora fossem muitos os que se apresentaram para jurar falso. Mas por último chegaram duas testemunhas falsas.

61 E depuseram: Este disse: Posso destruir o Templo de Deus e reedificá-lo em três dias.

62 Então levantando-se o príncipe dos sacerdotes, lhe disse: Não respondes nada ao que este depõe contra ti?

63 Jesus, porém, estava calado(Is) O príncipe dos sacerdotes, lhe disse: Eu te conjuro pelo Deus vivo, que nos digas se és o Cristo, filho de Deus.

64 Respondeu-lhe Jesus: Tu o disseste. Mas eu vos declaro que vereis daqui a pouco o Filho do Homem assentado à direita do poder de Deus, e vir sobre as nuvens do céu.

65 Então o príncipe dos sacerdotes rasgou as suas vestiduras, dizendo: Blasfemou; que necessidade temos então de testemunhas? Eis que acabais de ouvir agora uma blasfêmia.

66 Que vos parece? Eles, respondendo, disseram: É réu de morte.

67 Então uns lhe cuspiram no rosto e o feriram a punhadas, e outros lhe deram bofetadas, dizendo:

68 Adivinha-nos, Cristo, quem é o que te bateu?

 

A negação de Pedro Ee

Mc = Lc = Jo

 

69 Pedro, entretanto, estava assentado no átrio; e chegou a ele uma criada, dizendo: Também estavas com Jesus, o Galileu.

70 Mas ele o negou diante de todos e disse: Não sei o que dizes.

71 Saindo ele à porta, viu-o outra criada e disse para os que ali se achavam: Este também estava com Jesus Nazareno.

72 E segunda vez negou com juramento, dizendo: Juro que tal homem não conheço.

73 Daí a pouco chegaram-se uns que ali estavam e disseram a Pedro: Certamente és também dos tais; porque até a tua linguagem te dá bem a conhecer.

74 Então começou a fazer imprecações e a jurar que não conhecia tal homem. E imediatamente cantou o galo.

75 E Pedro se lembrou da palavra que lhe havia dito Jesus: Antes de cantar o galo, três vezes me negarás. E tendo saído para fora, chorou amargamente.

 


Getsêmani: (gr. Lagar de azeite) Bosque situado perto de Jerusalém, do outro lado do Cedron, no sopé do Monte das Oliveiras.

Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition. Edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt

 

.

D
W