Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Sementeira de paz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


80


Trabalho em favor dos cegos no Brasil

14/04/1948


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês todos, concedendo-lhes muita saúde e paz, alegria e bom ânimo.

2 Minha prezada Maria, aqui está conosco a nossa irmã Engrácia que, como sempre, se rejubila pelo trabalho que se vem fazendo em favor dos cegos no Brasil, com a liderança de D. Júlia, no setor confiado a ela, no campo de assistência aos encarnados. n Recomenda-me dizer a você alguma coisa, entretanto, reconheço que a sua palavra é mais clara e mais convincente que a minha, mormente em se tratando desse grande e abençoado círculo de luta. Pede-lhe não se desanime e, nesse apelo tão sincero, não pude furtar-me ao dever de obedecer-lhe as ordens.

3 Realmente, é tão volumosa a necessidade humana, minha filha, que em nos voltando para qualquer esfera de construção o esforço é gigantesco, o serviço, imenso. A obra mais avançada de assistência assemelha-se a simples gota em pesada corrente de imperativos. É indispensável que a criatura se muna de energias para a resistência e de forças para sustentar o trabalho. Não podemos, é bem verdade, cooperar apenas com aqueles que nos compreendam integralmente os bons desejos, nem receber o concurso tão somente dos espíritos mais evoluídos, dos corações mais elevados. 4 Em suportarmos as vicissitudes da situação e harmonizarmo-nos com os elementos edificantes de que os nossos companheiros mais frágeis podem dispor estão justamente as nossas mais decisivas probabilidades de êxito. Engrácia, entre nós, é uma pioneira do serviço aos cegos do corpo e da alma. Entrou nessa vanguarda com formoso título de combatente e tudo nos faz crer que a vitória dela será expressiva e fundamental pelas formosas expressões de ideal superior que já tem conseguido concretizar no campo dos espíritos revestidos da roupagem carnal. 5 A sementeira é ilimitada e a seara é sem fim. Não nos doa ver o esforço desaproveitado no que se reporta ao imediatismo. Lembremo-nos de que nem um til na edificação do bem poderá perder-se. Todo o germe se desenvolve, medra, floresce e frutifica a seu tempo. Nesse sentido, em despertando para as realidades espirituais mais profundas, com admiração e respeito pelos institutos da previdência divina, reconhecemos que todos os recursos necessários à nossa iluminação e progresso, enriquecimento e aperfeiçoamento já se encontram em derredor de nós, trazidos por mãos e corações mais sábios e previdentes que os nossos em nome do amor de Deus.

6 A luta não é pequena por socorrer-lhes as necessidades educacionais. Unindo-nos, porém, na colaboração fraterna, faremos muito. Se alguém nos desentende e procura vantagens financeiras imediatas, não interessa ao nosso programa de restauração espiritual. Não podemos impedir a necrose consciencial de grande número de companheiros que se distraíram à margem das estradas do serviço. Cabe-nos o prazer de semear algum bem e isso é um privilégio que tudo faremos por não desmerecer. Quem nos observa de plano mais alto é o Senhor, Senhor de nossas almas e da obra de renovação do mundo inteiro. Não deve o vaso confiar no oleiro? Assim, pois, repousemos nas determinações do divino Supervisor. Sabemos que você tem feito muito, mas que produzirá ainda muito mais nessa realização que nos é sumamente cara.

7 A irmã Engrácia agradece-lhe, tanto quanto à D. Júlia, e promete, de nosso lado, contribuir com todos os elementos ao seu alcance a benefício da obra de assistência a que nos referimos.

8 Desejamos a vocês todos feliz ingresso na estação fria. Cuidem da saúde orgânica, zelando nela um tesouro de inigualável expressão para o espírito que encontrou a felicidade de trabalhar e servir. Agora que projetam a construção de um novo ninho doméstico, ajustando a terra à maneira das aves que buscam adaptação na árvore acolhedora, não se esqueçam do vaso físico em forma excelente, tanto quanto possível. Bem sabemos que vocês já conhecem a beleza e a eternidade do lar espiritual consagrado à vida superior, a que já se acolhem seguros e felizes, mas formulamos votos ardentes ao divino Construtor para que materializem os santos desejos de que se sentem animados, desde muito tempo. A vida deve ser uma edificação constante para o bem, onde estivermos.

9 A receita da Wanda, ao que me parece, está mais reforçada. O seu organismo vai bem, entretanto, essas defesas lhe farão grande bem.

10 Desejo-lhes a todos muita saúde e tranquilidade. Os remédios preventivos da gripe devem ser usados cautelosamente. Com um abraço muito afetuoso, sou o papai muito amigo e que não os esquece,


A. Joviano



[1] Nota da organizadora: Engrácia Ferreira, tia de Júlia, foi pioneira do alfabeto Braille para cegos. Desencarnou a 21 de abril de 1937 e menos de um mês depois, a 6 de maio, comunicou-se através de Chico Xavier, em uma mensagem dirigida a D. Júlia, solicitando a continuação de sua obra. Para maiores dados biográficos, sugerimos a leitura de Sementeira de luz (VINHA DE LUZ, 3. ed., 2008), Deus conosco (VINHA DE LUZ, 2. ed., 2008) e Militares no Além (VINHA DE LUZ, 2008).


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir