Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Perante Jesus — Emmanuel


19


Lembremo-nos

1 Aceitando a luz do Evangelho na consciência e no coração somos, de imediato, promovidos à condição de cooperadores do Divino Pomicultor, no campo imenso da vida.

2 E cada criatura possui a gleba que lhe cabe cultivar.

3 É a família consanguínea a que nos ajustamos…

4 É a oficina de trabalho que nos aguarda o concurso…

5 É o santuário de fé religiosa onde a bênção do Mais Alto nos felicita…

6 Nesses círculos de ação, em que nossa existência atua nas existências alheias, podemos simbolizar as almas que nos partilham a luta como árvores vivas, de cuja produção somos de alguma sorte responsáveis no que tange à prestação de serviço que nos compete ofertar-lhes constantemente.

7 Assim considerando, não basta estejamos dispostos a manejar o machado na destruição caprichosa do vegetal que se tornou passível de nossa reprovação.

8 É preciso examinar se, à maneira do Senhor, já fizemos o bem possível para analisar com segurança.

9 Antes de censurar a plantação que nos rodeia, reparemos o teor de nosso concurso à terra confiada ao nosso esforço.

10 Antes de golpear a árvore preguiçosa, atentemos para as necessidades que lhe caracterizam o desenvolvimento e a frutificação.

11 Muitos reclamam do tronco desamparado produtos incompatíveis com o abandono em que vive e muitos entregam frondes e flores a vermes roazes e a ervas sufocantes, esperando inutilmente a colheita frustrada pela inércia a que se associam.

12 Recordando este símbolo, não movimente a pesada lâmina da crítica no ambiente em que a Bondade Divina te situou, sem antes considerar a qualidade de tua cooperação, junto daqueles que respiram contigo o ar em que te sustentas.

13 Recorda que se ninguém pode amaldiçoar a árvore que feneceu por falta de adubação e defesa, ninguém poderá igualmente exigir seara abundante e preciosa onde apenas se espalhou o escalracho da negligência.


14 Atende, enquanto é hoje, ao círculo de trabalho que te coube no imenso pomar da vida e guarda a certeza de que do teu suor e do teu carinho na lavoura do Eterno Bem, nascerá, em teu favor, o celeiro de alegria e vitória com que te enriquecerás no Abençoado Amanhã.


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir