Bible of the WayBíblia do Caminho  † Temática

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Espírito

 

TEMAS CORRELATOS
(Alma) (Alma e corpo) (Centros Vitais) (Comunicação espírita) (Criação) (Desencarnação) (Deus) (Escala espírita) (Espiritismo) (Evocação e invocação) (Exorcismo) (Homem) (Inteligência) (Matéria) (Mediunidade) (Mente) (Natureza) (Perispírito) (Pneumatofonia) (Pneumatografia) (Reencarnação) (Sensação) (Sentimento)
(AFORISMOS)
 
  1. A Comunidade dos Espíritos Puros — Emmanuel
  2. A ilusória nutrição dos Espíritos — Maria João de Deus
  3. A missão consoladora dos Espíritos na Terra — Maria João de Deus
  4. A vida no além-túmulo: os Espíritos errantes (Estudos Espíritas)
  5. As faculdades volitivas (Locomoção dos Espíritos pelo poder mental) — Maria João de Deus
  6. Ação dos Espíritos sobre a matéria (Ldm)
  7. Ação dos Espíritos sobre os fenômenos da Natureza (Lde)
  8. Ante o Além (Da intervenção ostensiva dos Espíritos entre os homens. Reflexões em torno da questão n° 182 de “O Livro dos Espíritos”) — Emmanuel
  9. Ante os Espíritos puros — Emmanuel
  10. Átomos e Espíritos — André Luiz
  11. Bons Espíritos (O bom Espírito não é somente aquele que te faz bem, mas, acima de tudo, o que te ensina a fazer bem aos outros para que sejas igualmente um Espírito bom) — Emmanuel
  12. Criminosos arrependidos (Comunicações de Espíritos que se arrependeram de seus crimes: 5 exemplos) (Ci)
  13. Diferentes ordens de EspíritosEscala espírita (Lde)
  14. Diferentes ordens de EspíritosEscala espírita (Re)
  15. Diversidade dos Espíritos (Qe)
  16. Do princípio da não-retrogradação do Espírito (Re)

    Espíritos decaídos.

    O expurgo dos Espíritos para mundos inferiores não representa retrogradação moral.

  17. Dos Espíritos (Lde)
  18. Dos Espíritos (Qe)
  19. Em espírito (Bem-aventurado o homem que segue vida a fora em espírito!) — Emmanuel
  20. Emigrações e imigrações dos Espíritos (Ge)
  21. Ensaio teórico da sensação nos Espíritos (Lde)
  22. Espírito [Idem] (Soneto) — Augusto dos Anjos
  23. Espírito (Estudos Espíritas)
  24. Espírito batedor (Ldm)
  25. Espírito elementar (Ipr)
  26. Espírito e matéria (Lde)
  27. Espírito e matéria — Emmanuel
  28. Espírito familiar (Ipr)
  29. Espírito e perispírito (O que é Espírito, o que é perispírito, e qual a diferença entre eles?) — Emmanuel
  30. Espírito, matéria e fluidos (Estudos Espíritas)
  31. Espíritos benfeitores — Emmanuel
  32. Espíritos da Luz (Características deles. Paráfrase da epístola de Paulo 1 Coríntios 13)  — Emmanuel
  33. Espíritos doentes (“Espíritos doentes” não vai… Como engolir a novidade?) — Irmão X
  34. Espíritos em condições medianas (6 exemplos de pessoas que após a morte foram consideradas Espíritos em condições medianas) (Ci)
  35. Espíritos endurecidos (5 exemplos de pessoas que após a morte foram consideradas Espíritos endurecidos) (Ci)
  36. Espíritos exilados na Terra (vindos de um mundo do sistema de Capela na Constelação do Cocheiro) — Emmanuel
  37. Espíritos familiares (Cuidados necessários no intercâmbio com nossos familiares desencarnados) — Emmanuel
  38. Espíritos felizes (17 exemplos de pessoas que após a morte foram consideradas Espíritos felizes) (Ci)
  39. Espíritos incrédulos e materialistas (Re)
  40. Espíritos inexperientes (Muita gente prefere o exclusivo convívio deles no intercâmbio espiritual) — Emmanuel
  41. Espíritos infelizes — Chico Xavier
  42. Espíritos perturbados (São criaturas desencarnadas, Espíritos que perderam o corpo físico e, porque se detiveram deliberadamente na ignorância ou na crueldade, não encontram agora senão as próprias recordações para viver) — Emmanuel
  43. Espíritos sofredores (9 exemplos de pessoas que após a morte foram consideradas Espíritos sofredores) (Ci)
  44. Espíritos transviados (O suplício das consciências transviadas depois da morte) — Emmanuel
  45. Expiações terrestres (Comunicações de Espíritos que tiveram uma existência de penosas expiações: 14 exemplos) (Ci)
  46. Os fantasmas (A Academia assim define o vocábulo: “Diz-se dos Espíritos que se supõe voltarem do outro mundo”) (Re)
  47. Forma e ubiquidade dos Espíritos (Lde)
  48. Fotografia dos Espíritos (Re)
  49. Genealogia do Espírito — André Luiz
  50. Gênese espiritual — Princípio espiritual (1-9) — União do princípio espiritual e da matéria (10-14) — Hipótese sobre a origem do corpo humano (15, 16) — Encarnação dos Espíritos (17-32) — Reencarnações (33, 34) — Emigrações e imigrações dos Espíritos (35-37) — Raça adâmica (38-42) — Doutrina dos anjos decaídos e do paraíso perdido (43-49) (Ge)
  51. Há Espíritos? (Ldm)
  52. Identidade dos Espíritos — Provas possíveis de identidade. Distinção dos bons e dos maus Espíritos. Questões sobre a natureza e a identidade dos Espíritos (Ldm)
  53. Identidade dos Espíritos (Qe)
  54. Identificação do Espírito (O caso do Espírito de D. Juarez Costanera y Salcedo e os juízes da Santa Inquisição) — Irmão X
  55. Imigração de Espíritos superiores na Terra — Mesmer
  56. Influência dos Espíritos nos acontecimentos da vida (Lde)
  57. Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos, e nos acontecimentos da vida (Estudos Espíritas)
  58. Influência dos Espíritos no Plano Físico (Estudos Espíritas)
  59. Irmãos problemas (São vulgarmente chamados “Espíritos maus”, quando, mais propriamente, são Espíritos infelizes) — Emmanuel
  60. Laboratório do mundo invisível — Vestiário dos Espíritos. A escrita direta, ou pneumatografia. Formação espontânea de objetos tangíveis. Modificação das propriedades da matéria. Ação magnética curadora. (Ldm)
  61. Mundo normal primitivo (Mundo dos Espíritos) (Lde)
  62. Na falange dos Espíritos benignos — Maria João de Deus
  63. Não creias em todos os Espíritos (Ev)
  64. Nós todos (Espíritos imperfeitos somos ainda todos nós) — Emmanuel
  65. O Espiritismo sem os Espíritos (Re)
  66. O Espírito  (Versos) — Pero Neto
  67. O Espírito, sua individualidade, sua criação (Oes)
  68. Origem e natureza do Espírito (Estudos Espíritas)
  69. Os Espíritos da Terra — Emmanuel

    (1) A condição evolutiva da maioria dos encarnados e desencarnados da Terra

    (2) Espíritos da Terra [os que se desenvolveram com ela própria ou se adaptam perfeitamente à vida no orbe]

    (3) Como se opera o progresso geral [dos Espíritos da Terra]

  70. Os Espíritos e o Espiritismo — C. Flammarion (Re)
  71. Os Espíritos são agentes do poder divino (Oes)
  72. Os poderes do Espírito (O princípio espiritual e o progresso das civilizações. Os mendigos da sabedoria: [os investigadores incrédulos]. A insuficiência sensorial [para a compreensão do verdadeiro panorama da vida]. A inútil tentativa [de prescindir do Espírito na obra da evolução terrena]. Tudo é vibração espiritual [nos fenômenos da vida]. A matéria. A tarefa bendita dos Espíritos encarnados na preservação dos patrimônios da civilização) — Emmanuel
  73. Ocupação dos Espíritos — Marcillac (Re)
  74. Ocupações dos Espíritos (Re)
  75. Ocupações e missões dos Espíritos (Lde)
  76. Ocupações e missões dos Espíritos (Estudos Espíritas)
  77. Origem e natureza dos Espíritos (Lde)
  78. Perfectibilidade dos Espíritos (Re)
  79. Percepções, sensações e sofrimentos dos Espíritos (Lde)
  80. Princípio espiritual (Sobre a gênese espiritual) (Ge)
  81. Processo para afastar os maus Espíritos (Re)
  82. Profissão de fé espírita raciocinada: (Op)

    Criação dos Espíritos (14)

    Do modo de criação dos Espíritos (15)

    O surgimento do livre arbítrio nos Espíritos (16)

    O objetivo final de todos os Espíritos (17)

    Os Espíritos são os agentes da potência divina (18 e 19)

    A vida espiritual é a vida normal do Espírito (20)

    A encarnação dos Espíritos (21)

    O aperfeiçoamento dos Espíritos (22 a 26)

    Das existências corpóreas, ou reencarnações, do Espírito (27 a 29)

  83. Progressão dos Espíritos (Lde)
  84. Progressão dos Espíritos (Estudos Espíritas)
  85. Provas da existência e da sobrevivência do Espírito (Estudos Espíritas)
  86. Provas possíveis de identidade (dos Espíritos) (Ldm)
  87. Questões sobre a natureza e a identidade dos Espíritos (Ldm)
  88. Reconhecimento da existência dos Espíritos e de suas manifestações (Re)
  89. Resumo da lei dos fenômenos espíritas (Re)
  90. Resumo em 26 itens dos princípios pelos quais se podem reconhecer a qualidade dos Espíritos (Ldm)
  91. Sensações dos Espíritos (Re)
  92. Sexos nos Espíritos (Lde)
  93. Sobre o perispírito (A natureza do Espírito e do perispírito) — Lamennais (Re)
  94. Sombra e luz (Soneto) — Paulo Araújo
  95. Suspensão da assistência dos Espíritos (Re)
  96. Um Espírito batedor no século XVI (Re)
  97. Um Espírito que se julga médium (O caso da Sr.ª Gaspard que desejava ser médium vidente e que surpreendida pela morte súbita, acredita haver obtido a vidência, pois entrevia seus familiares desencarnados) (Re)
  98. Um Espírito que se julga proprietário (Re)
  99. União simpática das almas (Re)
  100. Utilidade do ensino dos Espíritos (Re)
  101. Vestiário dos Espíritos (Ldm)
  102. Vozes do Espírito (Definição máxima do Ente Imaculado) — O Espírito
OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA
  1. Espírito (As diversas acepções dadas a esse termo) W
  2. Gênio (O bom ou mau gênio) W
  3. Mônada celeste, mônada espiritual, mônada fundamental ou simplesmente mônada, para a Doutrina Espírita designa o princípio inteligente em suas primeiras manifestações. Semente da vida criada por Deus, “a mônada vertida do Plano Espiritual sobre o Plano Físico, atravessou os mais rudes crivos da adaptação e seleção, assimilando os valores múltiplos da organização, da reprodução, da memória, do instinto, da sensibilidade, da percepção e da preservação própria, penetrando, assim, pelas vias da inteligência mais completa e laboriosamente adquirida, nas faixas inaugurais da razão” (Edm); daí por diante passa a ser designada por alma ou Espírito. No Testamento Kardequiano, esse verbete aparece em: Ci; Re; Re; Re; e no Testamento Xavieriano em:  Edm; Edm; Edm; Edm; Jpv; Li; Nr; Pat.
  4. Monadologia W A Monadologia e outros Textos.  Por Gottfried Wilhelm Leibniz - Google Books
  5. Vide no item 2 do artigo sobre os possessos de Morzine:

    Natureza dos Espíritos, do ponto de vista moral

    Êxodo dos Espíritos imperfeitos

  6. Vide os itens 6 e 8 do artigo Alucinação nos animais:

    Por que motivos a questão do princípio inteligente dos animais ainda não mereceu maiores estudos no Espiritismo.

    Um outro motivo do adiamento para a solução da questão relativa ao princípio inteligente dos animais.

  7. Vide no item 5 do artigo Curas de obsessões: Porque Deus permite que os maus Espíritos atormentem os vivos?
  8. Vide o artigo Instruções dos Espíritos sobre a regeneração da Humanidade sobre a grande emigração de Espíritos da Terra para outros mundos.
  9. Vide no cap. 17 do livrlações.
  10. Vide no livro “Obreiros da vio “Os Mensageiros”: As informações de Alfredo quanto à impossibilidade do Posto de Socorro atender ao grande número de Espíritos famintos e doentes que procuravam suas instada eterna” cap. 4, Item 4: Motivo de se apresentarem os Espíritos inferiorizados no mal com aparências animalizadas (Zoantropia).

 

No sentido especial da Doutrina Espírita, os Espíritos são os seres inteligentes da Criação, que povoam o Universo, fora do mundo material, e constituem o mundo invisível. Não são seres oriundos de uma criação especial, porém, as almas dos que viveram na Terra, ou nas outras Esferas, e que deixaram o invólucro corporal. (Ldm)

 


Quanto à grafia da palavra Espírito, Allan Kardec a utilizou tanto no singular quanto no plural, com maiúscula, sempre como nome próprio. Seguindo-lhe o exemplo, nessa Bíblia Espírita, onde esse verbete aparece com a acepção dada pelo Espiritismo,  n  ele está grafado com maiúscula; mas quando for utilizado como sinônimo de âmago, ânimo, aptidão, caráter, pensamento, etc., permanece grafado espírito, com minúscula.

 
AFORISMOS E CITAÇÕES
  1. Quem sabe se o Espírito dos filhos de Adão subirá para cima, e se o Espírito dos brutos descerá para baixo? — Salomão (Ec)
  2. Não apagueis o espírito. — Paulo (1Tes)
  3. É natural ouvirmos a existência do Espírito ser negada por aqueles que não o têm. — Jobard (Re)
  4. Da negação da existência do Espírito: O que é não pode ficar eternamente oculto; a luz não pode tornar-se sombra; a verdade não pode torna-se erro; as trevas se desfazem ante a aurora. — François Arago (Re)
  5. Os corpos terrestres encontram no Sol a fonte mantenedora de suas substâncias radioativas mas todas essas correntes de energia são inconvenientes e passivas. Os Espíritos, por sua vez encontram em Deus a fonte suprema de todas as suas forças em perene evolução, no drama dinâmico dos sistemas. — Emmanuel (Em)Tx6
  6. A ausência de demonstrações histológicas não implica a inexistência do Espírito. É essa certeza que compete a Ciência atingir. — Emmanuel (Em)Tx6
  7. O Espírito ordena e o corpo obedece. — Emmanuel (Em)Tx6
  8. O Espírito consciente, criado através dos milênios, nos domínios inferiores da natureza, chega à condição de humanidade, depois de haver pago os tributos que a evolução lhe reclama. — Emmanuel (Jdn)Tx77
  9. A matéria e o Espírito são duas realidades, a nosso ver, sem fronteiras absolutas. Não sabemos, ainda, onde começa uma e termina o outro. — Neio Lúcio (Cdb)Tx83
  10. O Espírito Humano é um anjo, || Por mais se mostre em conflito, || Em gestação no Planeta || Para nascer no Infinito. — Marcelo Gama (Rdp)Tx155
  11. O Espírito reencarnado, na Terra, em condições um tanto mais elevadas do que aquelas que lhe caracterizam os contemporâneos, enquanto estiver entre os homens, habitualmente será interpretado por louco. — André Luiz (Pda)Tx222
  12. Do Espírito dimanam todas as leis e todas as forças que garantem a excelsitude da vida e o equilíbrio do Cosmos. — Emmanuel (Ab)Tx289
  13. Cada Espírito, qual ocorre a cada mundo, possui existência própria, peculiaridades que lhe são inerentes e eflúvios diferenciados entre si. — Emmanuel (Exp)Tx348
  14. Todo Espírito mora no que pensa e se classifica pelo que faz. — Emmanuel (Mlu)Tx353