Bible of the WayBíblia do Caminho  † Temática

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Condenação

 

TEMAS CORRELATOS
 (Acusação) (Claustro) (Correção) (Criminalidade) (Culpa) (Direito) (Falibilidade) (Julgamento) (Justiça) (Maledicência) (Penas) (Prisão) (Misericórdia)
(AFORISMOS)
 
  1. A exemplo do Cristo (não condenes, ajuda quanto possas. Interpretação da passagem de João 2.25: “Ele bem sabia o que havia no homem”) — Emmanuel
  2. A primeira pedra (Interpretação da passagem de João 8.7: “Aquele que dentre vós outros estiver sem pecado, seja o primeiro que atire pedra contra ela”) — Emmanuel
  3. A surpresa (Não condene) (Versos) — Jair Presente
  4. Anotação em serviço [Idem] (Corrigir-nos sim e sempre; condenar-nos não) — Emmanuel
  5. Bendigamos (Não condenes. Estudo da epístola 1 Pedro 3.10: “Porque quem quer amar a vida e ver os dias bons, refreie a sua língua contra o mal…”) — Emmanuel
  6. Condenação e vida (Versos) — Cornélio Pires
  7. De alma para alma (Não condenes, não firas, não acuses!…) (Versos) — Maria Dolores
  8. Deus é amor (Jamais condenes. Deus é, sobretudo, amor) — Meimei
  9. Do lado de Deus (Interpretação da passagem de João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”) — Emmanuel
  10. Fala amparando (Quando estiveres a ponto de condenar alguém, lembra-te de ti mesmo) — Meimei
  11. Ensaio de compaixão (E fiquei a pensar, indagando de mim própria quanto ao motivo de analisar, com tanta volúpia, os defeitos alheios…) — Meimei
  12. Entre hoje e amanhã (Qual deveria ser nossa conduta diante dos irmãos que nos busquem solicitando conforto depois de quedas e desenganos) — Emmanuel
  13. Esperemos (Evita as sentenças definitivas, em face dos quadros formados pelo mal. Interpretação da passagem de Mateus 12.20: “Não esmagará a cana quebrada e não apagará o morrão que fumega, até que faça triunfar o juízo”) — Emmanuel
  14. Extinção do mal (Exemplos de como o Senhor corrige o mal) — Bezerra de Menezes
  15. Lembrança íntima (Se souberes de alguém que se afastou do bem, nada digas de mal) (Versos) — Maria Dolores
  16. Maldição (Estudo da epístola de Judas, 9: “Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: — O Senhor te repreenda”) — Emmanuel
  17. Não reproves I — Emmanuel
  18. Não reproves II — Emmanuel
  19. Não reproves (Versos) — Maria Dolores
  20. Recorda sempre (o engano de outros nas horas de hoje, amanhã talvez seja nosso em maior extensão) — Emmanuel
  21. Reeducandos (Diante de companheiros considerados delinquentes abstém-te de condená-los) — Emmanuel
  22. Quando puderes (ver… não te sentirás com disposição de condenar a ninguém) — Emmanuel
  23. Se fosse (Perante alguém a condenar alguém, dize contigo assim: “Se fosse eu…”) (Versos) — Manoel Monteiro
  24. Sentenciados I — Emmanuel
  25. Sentenciados [Idem] II — Emmanuel
  26. Sofrendo reprovações — Emmanuel
OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA
  1. Perdoar e não perdoar significa absolver e condenar? (Ocs)
 
AFORISMOS E CITAÇÕES
  1. A figueira condenada — Jesus (Mc)
  2. Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; soltai e soltar-vos-ão. — Jesus (Lc)
  3. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação. — Jesus (Jo)
  4. Aquele que estiver sem pecado atire a primeira pedra! — Jesus (Jo)
  5. Feliz é aquele que não se condena a si mesmo no ato a que se decide. — Paulo (Rom)
  6. Quem perpetra a inverdade a si mesmo condena. — Guerra Junqueiro (Pat)Tx1
  7. Evita as sentenças definitivas, em face dos quadros formados pelo mal. Da lama do pântano, o Supremo Senhor aproveita a fertilidade. — Emmanuel (Cvv)Tx38
  8. Quem reprova sem reservas, seca o manancial da cooperação. — Mariano (Ft)Tx46
  9. O libelo mais admirável sem a íntima luz da compreensão santificante a lhe clarear a estrutura será sempre mera demagogia. — Maria Lacerda de Moura (Ft)Tx46
  10. Junto à boca enegrecida || Que nos condena ou magoa, || Seremos iluminados || Na glória de quem perdoa. — Casimiro Cunha (Gdl)Tx55
  11. Aprende a orvalhar de luz || O afeto de teu caminho. || Se queres amar a rosa, || Não lhe condenes o espinho. — Casimiro Cunha (Gdl)Tx55
  12. Se queres conforto e paz || Nunca reproves ninguém. || Se buscas os bens do Céu, || Começa fazendo o bem. — Casimiro Cunha (Rl)Tx79
  13. Não condenes quem resvala || Onde o vício se avolume. || Muita flor que enfeita a sala || Nasceu na fossa de estrume. — Américo Falcão (Ani)Tx81
  14. Amigo suposto em erro, || Não lances condenação; || A roseira não dá rosas || Sem ter raízes no chão. — Gastão de Castro (Tma)Tx117
  15. Não me culpes, nem condenes, || Se meu erro te aparece, || Talvez suceda contigo || Aquilo que me acontece. — Colombina (Tma)Tx117
  16. Suporta as faltas alheias, || Reprovar não vale a pena, || Quase sempre quem censura || Acaba no que condena. — Pedro Silva (Tma)Tx117
  17. Lembra-te de que todo aquele que hoje desaprova os outros contigo, amanhã te desaprovará também diante dos outros. — Emmanuel (Tl)Tx129
  18. Se lanço condenação || Eis a lição com que esbarro: || O pão que enriquece a mesa || Vem de uma cova de barro. — Ferreira Aguiar (Rca)Tx138
  19. Não reproves alma alguma || Em provações dolorosas!… || Há muita raiz no lodo || Para que o ramo dê rosas. — Ferreira Aguiar (Rca)Tx138
  20. Quando alguém condena o mundo, é porque se sente condenado em si mesmo. — Emmanuel (Co)Tx162
  21. Não atires condenação sobre os companheiros da Humanidade, caídos em erro, que nos requisitam respeito pelo infortúnio que carregam. — Emmanuel (Ps)Tx197
  22. Não grites condenação. || Perdoa, eleva, auxilia… || Em casos de tentação, || Cada qual tem o seu dia. — Casimiro Cunha (Ruv)Tx201
  23. Chegas ao fim da existência || Cobrando paz ao Senhor, || Escuro de consciência || E tão vazio de amor. — Murilo Buarque (Nda)Tx203
  24. Quem condene aquilo ou isto || Dos males em derredor, || Tome a cruz de Jesus Cristo || E veja se faz melhor. — Lamartine Babo (Sdf)Tx215
  25. Notando os irmãos que caem, || Não lhes perguntes porquê; || Só reprova os semelhantes || Aquele que não se vê. — Noel de Carvalho (Sdf)Tx215
  26. Usa a palavra que abençoa e auxilia. Não reproves ninguém. Deus é amor! — Emmanuel (Agt)Tx252
  27. Ante o mal que o mundo encobre, || Cala-te e aguarda o futuro. || Há muita semente nobre || Que procede do monturo. — Marcelo Gama (Sp)Tx255
  28. Nunca reproves ninguém. || Ideia é fala sem voz. || A gente vê no vizinho || Aquilo que vive em nós. — Pedro Silva (Adl)Tx320
  29. Não faças condenação… || Lembra este ensino bizarro: || O trigo que faz o pão || Vem de uma cova de barro. — Américo Falcão (Pdp)Tx346
  30. Nunca reproves a falta || Que sucede em casa alheia; || A fim de não condenar, || Jesus escreveu na areia. — Firmino Amaral (Fne)Tx361
  31. Não condenes quem errou || Nem critiques a quem chora; || Todos teremos na vida || A dor que chega na hora… — Cornélio Pires (Caf)Tx419