Bible of the WayBíblia do Caminho  † Temática

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Circuncisão

 

TEMAS CORRELATOS
(Islamismo) (Judaísmo)
 

Circuncisão [um corte ao redor de]. W

 

Um rito iniciatório nos privilégios do convênio da família de Deus representada por Abraão e seus descendentes através de Isaac, e o símbolo desse pacto (Gn 17. 1-10, 21). Como um rito da religião do povo, foi instituído por Deus e ordenado a Abraão, que deveria ser circuncidado, assim como todos seus filhos e seus escravos do sexo masculino, nascidos em sua casa ou por ele comprados. O ato consiste em retirar o prepúcio, e era executado na criança pelo pai da casa ou algum outro israelita, e mesmo pela mãe (Ex 4. 25). A época certa para executar o rito era após oito dias do nascimento, mas os nascidos antes da instituição do pacto deveriam ser circuncidados em qualquer época da vida. Abraão foi circuncidado quando tinha 99 anos, e Ismael quando tinha 13 (Gn 17. 11-27). O rito foi observado durante o cativeiro no Egito, mas foi negligenciado no deserto. Antes da entrada em Canaã, no entanto, Josué fez facas de pederneira e circuncidou o povo (Js 5. 2-9). Nesta época o metal já era conhecido, mas havia um forte conservadorismo religioso, e os costumes antigos tendiam a permanecer ainda quando a necessidade deles houvesse passado há muito; então a pederneira substituiu o próprio metal durante séculos, e só depois de muito tempo o metal tomou seu lugar (cp. Ex 4. 25). Aos estrangeiros que desejassem tornar-se membros da comunidade israelita eram exigidos que fossem submetidos ao rito, qualquer que fosse sua idade (Gn 34. 14-17, 22; Ex 12. 48).  Logo antes da era cristã, os povos Edomitas e Itureus conquistados foram deste modo compulsoriamente adicionados à nação judia (Antig. 13. 9, 1; 11, 3). Entretanto existiam outras nações que também circuncidavam seus filhos como os hebreus, especialmente os Egípcios (cont. Apiom, 2. 14; Heród. 2. 104), e eles já desde o ano 3.000 A. C, mas os filisteus, os fenícios, os moabitas, os amonitas, os sírios, os assírios, os babilônios, e várias outras nacionalidades com quem os judeus estavam em contato eram incircuncisos; por este motivo a palavra “incircuncisado”, utilizada como reproche, significava quase praticamente o mesmo que pagão (não etimologicamente) (Gn 34. 14; Jz 14. 3; 15. 18; 1 Sm 17. 26, 36; 31. 4; 2 Sm 1. 20; 1 Cr 10. 4; Ez 28 10; 31. 18; 32. 19-32). “A circuncisão”, por outro lado, quando usada no N. T. quer dizer a igreja Judia e a nação (Gl 2. 8; Cl 4. 11). A circuncisão era um ato de purificação religiosa (Heródoto 2. 37), e em seu significado maior indicava a renúncia à luxúria carnal (Cl 2. 11). Circuncidar o coração é então regenerá-lo, para que a incredulidade desapareça (Dt 10. 16), pondo-se em condições de amar a Deus com todas as suas forças (30. 6). A circuncisão é universal entre os maometanos como também entre os judeus. — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis)

 
AFORISMOS E CITAÇÕES
  1. Circuncidai-vos para o SENHOR, circuncidai o vosso coração, ó homens de Judá e moradores de Jerusalém, para que o meu furor não saia como fogo e arda, e não haja quem o apague, por causa da malícia das vossas obras. — Jeremias (Jr)
  2. O que era circunciso quando foi chamado (à fé), não dissimule sua circuncisão. Quem era incircunciso, não se faça circuncidar. A circuncisão de nada vale, e a incircuncisão de nada vale, o que importa é a observância dos mandamentos de Deus. — Paulo (1Cor)