Bible of the WayBíblia do Caminho  † Temática

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Catolicismo

 

TEMAS CORRELATOS
(Anjo) (Batismo) (Bíblia) (Claustro) (Credo) (Cristianismo) (Exorcismo) (Maria Santíssima) (Reforma Protestante) (Religião) (Santificação)
 
  1. A bibliografia católica contra o Espiritismo (Re)
  2. A confissão auricular (Emmanuel, padre católico em sua última romagem terrena, fala da confissão auricular. A confissão nos tempos apostólicos. A confissão auricular e a sua grande vítima. Reforma necessária [do hábito confessional]. Confessai-vos uns aos outros) — Emmanuel
  3. A Doutrina Espírita e as Religiões Cristãs I — Chico Xavier
  4. A Doutrina Espírita e as Religiões Cristãs II — Chico Xavier
  5. A Doutrina Espírita e as religiões tradicionais [Idem] I — Chico Xavier
  6. A Doutrina Espírita e as religiões tradicionais II — Chico Xavier
  7. A força das tradições (Pergunta de um missivista: “Na leitura de um livro mediúnico, recebido por um médium na Inglaterra, observei muitas passagens com referência aos símbolos do catolicismo, como os dos Sacramentos, do Limbo Sagrado, etc., demonstrando, por parte do guia comunicante, muito apego à letra das Escrituras. Que explicações apresenta Emmanuel a respeito?”) — Emmanuel
  8. A Igreja (Op)
  9. A Igreja de Roma na América do Sul — Emmanuel
  10. A Igreja e a invasão dos bárbaros (Vitórias do Cristianismo; Primórdios do Catolicismo; A Igreja de Roma; A destruição do Império; A invasão dos bárbaros; etc.) — Emmanuel
  11. À igreja para orar (no primeiro dia da erraticidade) — Maria João de Deus
  12. A morte de Pio XI (e seu encontro com Simão Pedro) — Humberto de Campos
  13. A morte do Sr. Bizet, cura de Sétif (Um cura exemplar que conhecia o Espiritismo) (Re)
  14. A oração curativa — Padre Eustáquio
  15. A um padre [Idem] (Versos a um agressor do Espiritismo) — Guerra Junqueiro
  16. Abade Dégenettes, médium (Como foi que recebeu pela audição espiritual a ordem: Consagra tua paróquia ao santíssimo e imaculado Coração de Maria) (Re)
  17. As mil ave-marias — Chico Xavier
  18. As pedras do caminho (Com respeito às teses do Consolador, que consubstanciam a Terceira Revelação, em face da igreja romana) — Emmanuel
  19. As pretensões católicas — Emmanuel
  20. As provações coletivas (As provas do resgate coletivo espanhol durante a 2ª Grande Guerra devido aos crimes bárbaros da Inquisição espanhola) — Emmanuel
  21. Ao pé do altar (Versos) — Marta
  22. Ataques à ideia nova — Comentários de Erasto sobre os ataques ao Espiritismo no artigo: “Do Satanismo no Espiritismo moderno”, publicado pela Revista Católica. (Re)
  23. Bendita união — Maria Dolores
  24. Carta do Sr. Dombre a um pregador (Re)
  25. Conselhos sobre a mediunidade curadora, pelo Abade Príncipe de Hohenlohe (Re)
  26. Conspiração contra a fé (Transcrição de um trecho da ordenação do Sr. Bispo de Langres onde relata os perigos que hoje corre a fé) (Re)
  27. Contra a besta apocalíptica (Versos) — Guerra Junqueiro
  28. Cursos públicos de Espiritismo em Lyon e Bordeaux (Cursos públicos de Espiritismo: a forma encontrada pelo padre Barricand, professor na Faculdade de Teologia de Lyon, para dar lições públicas contra o Espiritismo e o Magnetismo) (Re)
  29. Dissertação (de um padre católico, envergando ainda a veste sacerdotal) — Gustavo Ernesto Coelho
  30. Do Espiritismo do ponto de vista católico (Re)
  31. Em oração (Por ocasião do 36º Congresso Internacional da Igreja Católica Romana) — Cardeal Joaquim Arcoverde
  32. Falando à Igreja de Roma (Versos) — Abílio Guerra Junqueiro
  33. Falando a sacerdotes desencarnados — Silvério Gomes Pimenta
  34. Fora da Igreja não há salvação. Fora da verdade não há salvação (Ev)
  35. Identificação do Espírito (O caso do Espírito de D. Juarez Costanera y Salcedo e os juízes da Santa Inquisição) — Irmão X
  36. Igreja católica apostólica romana e a ortodoxa (Estudos Espíritas)
  37. Instrução pastoral do Sr. Bispo de Argel sobre o Espiritismo O Espiritismo na Argélia (Re)
  38. Intolerância e perseguição com respeito ao Espiritismo (O caso da senhora que por suas ideias espíritas recebeu em casa a visita do vigário de sua paróquia…) (Re)
  39. Lacordaire e as mesas girantes (Excertos de uma carta do Padre Lacordaire à Sr.ª Swetchine em 1853 na qual fala dos Espíritos, das mesas girantes, da comunicação com os Espíritos, dos dois mundos incluídos um no outro: o mundo dos corpos e o mundo dos Espíritos, e do reino do anticristo) (Re)
  40. Leitura mental (Diálogo de Luciana, a enfermeira clarividente, com o padre Domênico. Descrição pela leitura mental, dos registos de todos os fatos e ocorrências arquivados consciente e inconscientemente, pela mente de Domênico, no último dia de sua existência carnal) — André Luiz
  41. Louvores recusados (Aparição de Jesus a S. Vicente de Paulo) — Irmão X
  42. Massacre da noite de São Bartolomeu (TM)
  43. Me achava numa organização católica — Luiza Xavier (irmã de Chico Xavier)
  44. Mensagem de um sacerdote (dignitário da Igreja Católica; narrando a difícil experiência do seu despertamento depois da morte) — C. T.
  45. Milagres (Vide na resposta de Chico Xavier à pergunta formulada por Anselmo Duarte, o profundo respeito que ele sempre dedicou à Igreja Católica e seus dignitários) — Chico / Emmanuel
  46. Notícias que merecem destaque (Sobre a Irmã Dulce)
  47. O abade de Saint-Pierre (Notícias do escritor e filantropo abade de Saint-Pierre: Dar e perdoar devia ser, na sua opinião, a base de toda a moral, e ele a punha em prática constantemente) (Re)
  48. O cardeal Wiseman (Crença espírita do Cardeal Wiseman) (Re)
  49. O Coliseu (sobre Roma e o Evangelho) por Dante
  50. O cura Gassner (Médium curador) (Re)
  51. O enterrado vivo (O drama de dois sacerdotes enterrados vivos devido à morte aparente, um deles pela Pena de talião) — M. Silva
  52. O Espiritismo diante da História e da Igreja, sua origem, sua natureza, sua certeza, seus perigos (Pelo Abade Poussin) (Re)
  53. O Espírito batedor da irmã Maria (Fenômenos de efeitos físicos ocorridos na cela de Irmã Maria, uma religiosa dominicana) (Re)
  54. O Espiritismo e as Grandes Transições (Defecção da Igreja Católica) — Emmanuel
  55. O Espiritismo em toda parte — A pluralidade das existências e dos mundos habitados e a comunicação com os Espíritos, ensinadas pelos reverendos padres Gratry e Hyacinthe (Re)
  56. O Índex da Cúria Romana (A 1.° de maio de 1864 as obras kardequianas são colocadas no Índex expurgatório pela Igreja católica) (Re)
  57. O Irmão da Caridade (Frei Damião) (Versos) — Maria Dolores
  58. O novo Bispo de Barcelona Reprodução in extenso da ordenação do Monsenhor Bispo de Barcelona, substituto do que ordenou o auto-de-fé dos livros espíritas, entremeados das observações de Allan Kardec no final de cada trecho (Re)

    2. Se se é repreensível por ter relações com os Espíritos seria preciso que a Igreja os impedisse de vir sem serem chamados. Se os Espíritos não se tivessem manifestado por si mesmos, não teria havido Espiritismo.

    3. Sobre a infalibilidade da Igreja.

    5. O Espiritismo, uma religião que se cria: Em todo o caso, essa religião nova, caso venha a sê-lo, afastar-se-á do paganismo pelo fato capital que não admite um inferno localizado, com penas materiais, ao passo que o inferno da Igreja é uma cópia amplificada do Tártaro.

    8. Porque motivos o Espiritismo correspondeu às ideias e às tendências positivas do século dezenove.

    12. Por que os argumentos da Igreja não triunfam sobre a incredulidade se, contudo, não lhe faltam os meios materiais e espirituais.

    13. O Espiritismo não preconiza um culto à custa do outro. Sobre o inferno e o paraíso: o que o Espiritismo contesta e o que a Igreja admite.

    14. O Espiritismo seria para a Igreja um obstáculo à conversão dessas almas sepultadas na indiferença religiosa?

    16. Sobre a curiosidade dos jovens cristãos em ler as produções espíritas.

  59. O padre João (Versos) — Guerra Junqueiro
  60. O padre Laverdet (Quem foram os padres exemplares, Laverdet e Châtel) (Re)
  61. O patrono Padre Victor — Mensagem de Francisco de Paula Victor
  62. O Príncipe de Hohenlohe, médium curador (Educado na religião católica, penetrado da santidade de suas máximas, tendo fé em seu ensino, como todos os meus conterrâneos, eu considerava como milagres as manifestações de que era objeto) (Re)
  63. O Século XIX (Depois da Revolução. Provações da Igreja) — Emmanuel
  64. O Sr. Home em Roma (Re)
  65. Os anjos — Os anjos segundo a Igreja (1-2) — Refutação (3-11) — Os anjos segundo o Espiritismo (12-15) (Ci)
  66. Os abusos do poder religioso (Fases da Igreja Católica. Gregório VII. As advertências de Jesus. Francisco de Assis. Os franciscanos. A Inquisição. A obra do Papado) — Emmanuel
  67. Os demônios segundo a Igreja (Ci)
  68. Os milagres de Bois-d’Haine (O caso da jovem Louise Lateau de 18 anos que todas as sextas-feiras de uma hora e meia às quatro e meia, caía em estado de êxtase cataléptico, ficava rígida com os membros na posição da crucificação do Cristo, abriam-se chagas em suas extremidades por onde minavam sangue verdadeiro, depois da crise o sangue cessava, fechavam-se as chagas e cicatrizavam-se em 24 horas) (Re)
  69. Os sermões continuam mas não se assemelham (Sermões a respeito do Espiritismo) (Re)
  70. Os profetas do passado (Excerto do livro do Sr. Barbey d’Aurévilly intitulado Les Prophètes du Passé, onde o autor, defendendo a necessidade da Inquisição, pretendeu que Lutero deveria ter sido morto.  Os quatrocentos mil heréticos queimados pela Inquisição. Os abusos que geraram as reformas protestantes) (Re)
  71. Olhos de freira (Soneto) — Francisco Xavier
  72. Padre João de Deus Macario — Vigário Pe. Joaquim Coelho
  73. Partida de um adversário do Espiritismo para o mundo dos Espíritos (Desencarnação de um clérigo, adversário declarado do Espiritismo, antes e depois da morte. Vide no item 5 a expressiva resposta de Allan Kardec à comunicação do abade D…) (Re)
  74. Pastoral do Sr. Bispo de Argel contra o Espiritismo (Re)
  75. Penitência (Surpresas de um sacerdote ante o inesperado painel da realidade além-túmulo. Orientações para o exercício do sacerdócio genuinamente cristão) — Cardeal Joaquim Arcoverde
  76. Perseguições (Resumo do sermão contra o Espiritismo pregado por um sacerdote católico) (Re)
  77. Prece  (por ocasião do Trigésimo Sexto Congresso Eucarístico Internacional) — Cardeal Joaquim Arcoverde
  78. Preleção educativa (de um católico contando o que lhe sucedeu depois da morte) — Manoel da Silva Pinto
  79. Primeira carta ao Padre Marouzeau (Allan Kardec justifica o fato de responder pessoalmente ao padre Marouzeau somente dois anos depois deste haver lançado uma brochura contra o Espiritismo) (Re)
  80. Princípios de fim (mensagem incompleta) — Emmanuel
  81. Quando Chico Xavier recebeu sua primeira mensagem, ele ainda era católico (A aparição de Isabel de Aragão, a rainha santa) — Chico Xavier
  82. Reconhecemo-nos no Céu, pelo Rev. Pe. Blot, da Companhia de Jesus (Re)
  83. Recordações do Padre Germano (relembrando o drama do conde Enoque de M… e sua jovem esposa Margarida, que o envenenou para casar-se com o médico com quem havia tramado o crime, e sua posterior expiação numa nova encarnação em que era denominada “Fera”) — Padre Germano
  84. Refutação da intervenção do demônio (Por Monsenhor Freyssinous, Bispo de Hermópolis) (Re)
  85. Renascença do Mundo (Renascença religiosa; A Companhia de Jesus; Ação do jesuitismo) — Emmanuel
  86. Respeito à Igreja Católica (Pergunta ao Chico: O que pensa dos ataques da Igreja Católica à sua missão?)
  87. Resposta de uma senhora a um padre sobre o Espiritismo — Émilie Collignon (Re)
  88. Resquícios da Idade Média — Auto-de-fé das obras espíritas em Barcelona, a 9 de outubro de 1861 — Morte do Bispo de Barcelona (… Essa voz terrível me disse: “Queimaste as ideias e as ideias te queimarão!…”) (Re)
  89. Resumo da pastoral do Sr. Bispo de Strassburg (Kardec recomenda abster-se de qualquer recriminação enquanto os antagonistas do Espiritismo ficarem no terreno da discussão teológica) (Re)
  90. Roma e a Humanidade (Justificativa ao título desse capítulo “Roma e a Humanidade”. Roma em seus primórdios. O Cristianismo em suas origens. Os bispos de Roma. Inovações e dogmas romanos. O dogma da trindade, adaptação da trimúrti. Culto católico, organização herdada do paganismo. As pretensões romanas. O Vaticano e o sumo pontífice) — Emmanuel
  91. Sacerdote amigo (que tinha muito medo de morrer) — Um padre
  92. Sacerdote ante a manjedoura — Carlôto Távora
  93. Sacerdote católico que fui (Emmanuel faz referência à sua desencarnação como Padre Amaro, que ocorreu no início do séc. XX) — Emmanuel
  94. Santo Atanásio, espírita sem o saber (Re)
  95. Segunda carta do Padre Marouzeau (Análise de uma brochura do padre Marouzeau intitulada: Refutação completa da Doutrina Espírita do ponto de vista religioso) (Re)
  96. Sermões contra o Espiritismo (Re)
  97. Sermões sobre o Espiritismo (Re)
  98. Teologia da Libertação — Chico Xavier
  99. Tolerância e caridade (Carta do novo Arcebispo de Argel) (Re)
  100. Três instantes de uma vida (Testemunho do cardeal Joaquim Arcoverde) — Relato de Jaime Rolemberg de Lima em torno de Chico Xavier
  101. Uma instrução de catecismo (Textos extraídos de outra instrução dada aos alunos de catecismo de Langres onde trata o Espiritismo como obra do diabo que o inventou, entremeados com comentários de Allan Kardec) (Re)
  102. Uma palavra à Igreja [Idem] (Versos) — Abílio Guerra Junqueiro
  103. Um cura médium curador (Esse artigo descreve particularidades interessantes) (Re)
  104. Um quadro da Quaresma [Idem] (Versos) — Guerra Junqueiro
OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA
  1. A ideia da reencarnação não é nova: é tão velha quanto o mundo e encontrada em autores antigos e modernos. Aos que alegam ser ela contrária aos dogmas da Igreja, respondemos que uma de duas: ou existe a reencarnação, ou não existe. Não há alternativa. Se existe, é uma lei da natureza. Ora, se um dogma é contrário a uma lei da natureza, é preciso saber com quem está a razão. Quando a Igreja anatematizou e excomungou como culpados de heresia os que acreditavam no movimento da Terra, não impediu que a Terra girasse e que todo o mundo hoje creia nisto. Dar-se-á o mesmo com a reencarnação. Não é, pois, questão de opinião, mas questão de fato. Se o fato existe, tudo quanto poderá dizer-se ou fazer-se não impedirá a sua existência e, mais cedo ou mais tarde os recalcitrantes aceitá-lo-ão. Deus não indaga de suas conveniências para regular a ordem das coisas e o futuro provará, mais cedo ou mais tarde, quem tem razão. — Allan Kardec (Re)
  2. Apostolado Veritatis Splendor — Site católico com inúmeros artigos escritos por autoridades eclesiásticas visando contrapor-se ao Espiritismo.
  3. Bíblia Católica Online
  4. Católico.org.br
  5. Catolicismo W
  6. Catolicismo (Consulte as categorias existentes) W
  7. Comentários de Francisco Cândido Xavier sobre a visita de João Paulo II ao Brasil (Eco)
  8. Como deve ser considerada, no Espiritismo, a chamada “Santíssima Trindade”, da teologia católica? (Ocs)
  9. Como interpretar a missa no culto da Igreja Católica? (Ocs)
  10. Confissão (sacramento) W
  11. Considerando que a prerrogativas na realização de determinados acontecimentos da vida, como interpretar as palavras de Mateus: — “Tudo o que ligardes na Terra, será ligado no Céu”, (Mt) se os sacerdotes, tantas vezes, não se mostram dignos de falar no mundo em nome de Deus? (Ocs)
  12. Doutrina da Igreja Católica W
  13. Eucaristia W
  14. Frei Gabriel Malagrida, W o Espírito fundador da Umbanda - Veja este vídeo e saiba porquê.
  15. Index Librorum Prohibitorum W
  16. Indulgência, na teologia católica W
  17. Lista de pessoas executadas por heresia W
  18. O Espiritismo confronta com o Catolicismo? (Eco)
  19. Obs. Com o título “Novas Utopias”, recentemente foi lançado no mercado cultural um livro mediúnico trazendo as reflexões de um padre depois da morte; atribuído, justamente, ao Espírito de Dom Helder Câmara, bispo católico, arcebispo emérito de Olinda e Recife, desencarnado no dia 28 de agosto de 1.999 em Recife, Pernambuco. Os direitos autorais do livro foram divididos em partes iguais, na doação feita pelo médium, Carlos Pereira, à Sociedade Espírita Ermance Dufaux e ao Instituto Dom Helder Câmara, de Recife, o que, aliás, foi aceito pela instituição católica, sem nenhum constrangimento. É um livro que deve ser lido por todos, especialmente pela família católica. Visite o site da editora .
  20. O mosteiro vasto onde se reuniam mais de quatro dezenas de cristãos ricos, desiludidos dos prazeres do mundo, era bem um dos pontos de partida do segundo século para o Catolicismo e para o sacerdócio organizado sobre bases econômicas, eliminatórias de todas as florações do messianismo. (…) ali não mais havia a simplicidade das catacumbas. A simbologia pagã parecia invadir todos os departamentos da casa. Aqueles romanos convertidos não dispensavam as fórmulas de oração aos seus antigos deuses. Por toda parte pendiam cruzes grandes e pequenas, talhadas em mármore ou madeira, esculturadas em moldes diversos. Havia salas de preces em que repousavam imagens do Cristo, de marfim e de cera prateada, dormindo inertes entre verdadeiros tufos de rosas e violetas. O culto exterior do politeísmo parecia redivivo, indestrutível e inelutável. (Cad)
  21. O Padre Médium - Pe. Miguel Martins
  22. Poderemos receber um ensinamento sobre a eucaristia, dado o costume tradicional da Igreja Romana, que recorda a ceia dos discípulos com o vinho e a hóstia? (Ocs)
  23. Qual é verdadeiramente o segundo mandamento? — “Não farás imagens esculpidas das coisas que estão nos céus”, etc., (Ex) segundo alguns textos, ou “Não tomar o seu santo nome em vão”,(Ex) conforme o ensinamento da igreja católica de Roma? (Ocs)
  24. Renovação Carismática Católica W
  25. Respeito mútuo — Francisco Cândido Xavier, médium Chico Xavier, como os chefes da Igreja Católica o veem, o entendem, o compreendem? (En)
  26. Se o sacerdócio da atualidade quiser operar a renascença do espírito popular, antes que o progresso natural lha imponha, é imprescindível se devote à concretização do Evangelho, na missão de instruir e consolar, em nome do Senhor. Para isto, porém, é necessário estender os braços e apertar alheias mãos em atitude compreensiva, reduzindo a escombros as velhas trincheiras da intolerância e da discórdia. — Cardeal Joaquim Arcoverde (Ft)
  27. Vide na Revista Espírita de março de 1864 o caso da senhora médium, espírita fervorosa, que, por sentir a proximidade da morte, pedira ao cura da paróquia lhe desse os sacramentos da Igreja.
  28. Vide na Revista Espírita de novembro de 1864: Um padre, pedindo anonimato, escreve a Allan Kardec enviando-lhe sua contribuição à pobre operária de Lyon e dá sua opinião sobre a comunicação de Cárita.
  29. Vide resposta de Allan Kardec à pergunta de um padre: “Se a Igreja, vendo levantar-se uma nova doutrina, cujos princípios, em consciência, julga dever condenar, podeis contestar-lhe o direito de discuti-los e combatê-los, premunindo os fiéis contra o que ela considera erro?”
  30. Vide no artigo “Um Espírito israelita a seus correligionários” o que segue: “Logo vereis surgir na cátedra de São Pedro W um pontífice que proclamará os novos princípios, e esta crença [Espiritismo], que será a de todos os povos, reunirá as seitas dissidentes numa só e mesma família.” — Vide também no artigo Roma: “Mas a crise que sofres [Igreja católica] será a última e irás sair desse penoso e doloroso trabalho, grande, forte, poderosa, transformada pela vontade de Deus e, do alto de tua velha basílica, a voz do sucessor de São Pedro estenderá sobre ti as mãos que trarão as bênçãos do céu, e ele chamará ao seu supremo conselho os Espíritos do Senhor; submeter-se-á às suas lições e dará o sinal do progresso, empunhando francamente a bandeira do Espiritismo.”
  31. Vide nos itens 46, 47 e 48 do artigo sobre os possessos de Morzine:

    Resultados da visita do Monsenhor Maguin, bispo de Annecy, a Morzine.

    Relato que o Courrier des Alpes fez da visita do Sr. bispo Maguin a Morzine.

    A impotência da Igreja para expulsar os demônios da localidade.

    Por que os meios espirituais empregados pela Igreja em Morzine são ineficazes?

  32. Vide os itens 5 e 6 do artigo Perseguições:

    Transformações proporcionadas pelo Espiritismo a um aldeão, quase suicida. As perseguições do cura da aldeia.

    Kardec cita dois casos de padres que tiveram conduta evangélica perante adeptos do Espiritismo.

  33. Vide no item 3 do artigo Os Espíritos na EspanhaTranscrição da primeira comunicação do Espírito do bispo de Barcelona que ordenou o auto-de-fé, predecessor de Monsenhor Pantaleon.
  34. Vide no item 2 do artigo Uma família de monstros — Reflexões kardecianas:

    Como conciliar as monstruosidades de nascença com a justiça divina.

    Quando a ciência demonstra a existência de um fato, incumbe à religião o dever de aí procurar a prova da soberana sabedoria.

    O mistério dessas existências anormais: O que para a Igreja é um mistério impenetrável o Espiritismo revela a deslumbrante justiça de Deus.

  35. Vide no artigo Uma vingança (O caso do negociante que atirou no vigário de Saint-Barnabé após descobrir as relações adúlteras de sua mulher com o padre. — Reflexões de Allan Kardec:

    Qual o mais culpado neste triste caso? A mulher, o marido ou o padre?

    A falta do sacerdote adúltero, o seu crime, está no abuso de confiança e do ascendente que tirava de sua qualidade, no fascínio que exercia sobre sua vítima, abrigado no seu hábito sagrado.

    Do poder absolutor desse sacerdote.

  36. Vide o item 3 do artigo Suicídio impedido pelo Espiritismo (Um padre, pedindo anonimato, escreve a Allan Kardec enviando-lhe sua contribuição à pobre operária de Lyon e dá sua opinião sobre a comunicação de Cárita.)
  37. Vide os itens 3 e 6 do artigo Temor da morte:

    Consequências da crença na validade do batismo como condição absoluta da salvação.

    Concepções da Igreja respeito à vida de além-túmulo faz que exista entre os mortos e os vivos uma barreira intransponível, uma tal distância que se olha a separação como eterna e toda comunicação impossível.

  38. Vide itens 2 e 3 do artigo Antropofagia:

    Das dificuldades da Igreja em explicar a justiça de Deus diante dos fenômenos de antropofagia nos povos selvagens: O dogma católico não admite a preexistência alma, mas a criação de uma alma nova ao nascimento de cada corpo. Daí resulta que Deus cria lá almas de comedores de homens e aqui almas capazes de se tornarem santos. Porque essa diferença?

    A doutrina da pluralidade das existências progressivas e a doutrina da Igreja sobre o passado e o futuro das almas.

  39. Vide no item 4 do artigo Morte de Joseph Méry: A Pluralidade das existências da alma, de Pezzani, no Índex da Corte de Roma.
  40. Vide no item 1 do artigo Educação de além-túmulo: Diálogo de um espírita de Caen com um sacerdote desencarnado que impedia uma família de estudar a Doutrina Espírita.
  41. Vide no livro Vitória cap. 8, a mensagem do Irmão Celestino a seus familiares.
  42. Vide no livro Viagem sem adeus informações das atividades espirituais do Bispo desencarnado, Monsenhor Dom JÚLIO MATIOLLI. Ele é citado também nos caps. 2,  6 a 10, 14, 15, 17, 19 e 20 deste livro.
  43. Vide no livro “Obreiros da vida eterna” cap. 6, Item 4: Informações de Zenóbia à equipe de Jerônimo, quanto ao irmão a ser socorrido, o padre Domênico: O que motivou sua queda moral; necessidade de prepará-lo para a imersão em uma reencarnação retificadora.
  44. Vide no livro “Entre a Terra e o Céu” no cap. intitulado Novos apontamentos, a partir do item 3: Mariana, mensageira espiritual de auxílio num Templo católico. — Auxílio espiritual nas missas:

    Quais as que se mostram mais receptivas ao trabalho dos mensageiros do bem.

    Questão da consagração de uma igreja e da responsabilidade de seu patrono espiritual para com a mesma.

    Formas de auxílio espiritual nas igrejas católicas.

    A organização católica é suficiente para conduzir o mundo moderno?

    E no cap. 34, item 3: Inesperado encontro com uma freira que postada junto ao leito de Mário, procurava protegê-lo de Espíritos malfeitores. Referências a uma organização espiritual de servidores católicos.

 


 

O Catolicismo (de “católico”, por sua vez do grego antigo καθολικός, “universal”) é um nome religioso aplicado a dois ramos do cristianismo. Em uso casual, as pessoas falam de “católicos” ou de “catolicismo”, geralmente pretendendo indicar os aderentes à Igreja Católica Romana. No entanto, no seu sentido geral (sem o C maiusculo), o nome é usado por muitos cristãos que acreditam que são os descendentes espirituais dos Apóstolos em vez de parte de uma sucessão apostólica física; celebram seus cultos de forma litúrgica; creem em sacramentos como meios de graça; possui uma organização episcopal da Igreja, sendo exemplo disso os católicos romanos.

No seu sentido mais estreito, o termo é usado para referir a Igreja Católica Apostólica Romana, sob o Papado, e que afirma ter mais de um bilhão de aderentes, o que a transforma na maior denominação cristã do mundo. As suas características distintivas são a aceitação da autoridade do Papa, o Bispo de Roma, e a comunhão com ele, e aceitarem na sua autoridade em matéria de “fé” e “moral” e a sua afirmação de “total, supremo e universal poder sobre toda a Igreja”. Esta denominação é frequentemente chamada Igreja Católica Romana, muito embora o seu nome formal seja apenas “Igreja Católica”. W