Bible of the WayBíblia do Caminho  † Temática

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Cantigas

 

TEMAS CORRELATOS
 (Temas diversos) (Temas no tema)
(AFORISMOS)
 
  1. A melodia de Ismália — André Luiz
  2. Alfabeto de Estrelas — Inês de Castro
  3. Alma gêmea — Lívia
  4. Companheiro [Idem] — Irmão Corvino
  5. Canção da Esperança (Versos) — Maria Dolores
  6. Canção da Fé (Versos) — Maria Dolores
  7. Canção do Natal (Versos) — Casimiro Cunha
  8. Canção do serviço (Versos) — Maria Dolores
  9. Canção do Tempo (Versos) — Francisca Clotilde
  10. Canção do Tempo (Versos) — Maria Dolores
  11. Canção para Jesus (Versos) — Meimei
  12. Canções da alegria (Versos) — Trovadores diversos
  13. Canções maternas (Versos) — Trovadores diversos
  14. Canções para Jesus (Versos) — Trovadores diversos
  15. Cântico de Amor — Inês de Castro
  16. Cântico de glória — Emmanuel
  17. Cântico de louvor (Soneto) — Jesus Gonçalves
  18. Cântico fraterno (Versos) — João de Deus
  19. Cantiga da dor (Versos) — Maria Dolores
  20. Cantiga da fé (Versos) — Maria Dolores
  21. Cantiga da paz (Versos) — Maria Dolores
  22. Cantiga da Reencarnação (Versos) — Maria Dolores
  23. Cantiga da tolerância (Versos) — Maria Dolores
  24. Cantiga da Vida (Versos) — Maria Dolores
  25. Cantiga das palavras (Versos) — Maria Dolores
  26. Cantiga de esperança [Idem] (Versos) — Maria Dolores
  27. Cantiga de gratidão(Versos) — Maria Dolores
  28. Cantiga de gratidão II (Versos) — Maria Dolores
  29. Cantiga do perdão [Idem] (Versos) — Maria Dolores
  30. Cantiga em caminho [Idem] (Versos) — Maria Dolores
  31. Cantiga na seara (Versos) — Maria Dolores
  32. Cantigas da fraternidade (Versos) — Trovadores diversos
  33. Cantigas de pensar (Versos) — Jovino Guedes
  34. Cantigas do Tempo (Versos) — Chiquito de Moraes
  35. Cantigas do Tempo (Versos) — Leonel Coelho
  36. Cantigas para a Mulher (Versos) — Manoel Ricardo Júnior
  37. Cantando agradecemos (Versos) — Maria Dolores
  38. Canto das aves nos céus de Ellon College (Versos) — Casimiro Cunha
  39. Cantoria da criança (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  40. Cantoria da fé (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  41. Cantoria da inteligência (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  42. Cantoria da Morte (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  43. Cantoria de passagem (Versos) — Josué da Cruz
  44. Cantoria do adolescente (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  45. Cantoria do Progresso (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  46. Confissão de cantador (sobre as surpresas da atualidade) (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  47. Desengano de cantador (Versos) — Joaquim Serra
  48. Droga na cantiga (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  49. Hino às estrelas (Canto de Lívia, filha de Basílio) — Emmanuel
  50. Hino da Casa dos Pobres (Versos) — João de Deus
  51. Hino do Entardecer (Canto de Célia) — Emmanuel
  52. Hino do repouso (Versos) — Anônimo
  53. Hino dos cristãos martirizados (Hino cantado pelos que iriam morrer no Coliseu em Roma, glorificando o Divino Mestre pelo sacrifício) — Emmanuel
  54. Médiuns na cantiga (Versos) — Leandro Gomes de Barros
  55. Parnaso de Além-Túmulo (Soneto) — João de Deus
  56. Pastoral (Soneto) — Luís Guimarães Júnior
  57. Redivivo (Soneto) — Alphonsus de Guimaraens
  58. Se continuo um enigma (Versos) — Ruy Apocalypse
  59. Seguimos cantando (Versos) — Trovadores diversos
 
AFORISMOS E CITAÇÕES
  1. A cantiga sem cautela || Desce a abismo inesperado. || Alçapão abre a janela || Ao pássaro descuidado. — Belmiro Braga (Rl)Tx79
  2. Entre lutas a vencer, || Cumpri tarefas em bando || Cego, cumpri meu dever: || Passei a vida cantando… — Aderbal Ferreira de Araújo (Ruv)Tx201
  3. Minha festa na cegueira || Que Deus cercou de alegria || Foi cantar a vida inteira || Sem perceber quem me ouvia. — Aderbal Ferreira de Araújo (Ruv)Tx201
  4. Também eu fui trovador, || Trabalho ameno e divino, || Jogando rosas de amor || Nas estradas do destino! — Aderaldo Ferreira de Araújo (Nda)Tx203
  5. Se cantas com o coração || Formosa prece resumes, || Pois as notas da canção || No Céu se fazem perfumes! — Meimei (Nda)Tx203
  6. Fui poeta e fui cantor, || A vida vivi assim, || Semeei Deus e o Amor || E o Céu se abriu para mim. — Catulo da Paixão Cearense (Nda)Tx203
  7. Deus me chamou à cegueira || Para a festa da alegria; || Foi assim a vida inteira || Ou eu cantava ou morria. — Aderaldo Ferreira de Araújo (Sdf)Tx215
  8. Quem queira ser salvador, || Salve o mundo para o bem, || Sou apenas cantador, || Não posso salvar ninguém. — Leandro Gomes de Barros (Sdf)Tx215
  9. Eu canto como o sertão || Nas águas em desafio, || Quando a chuva cai no chão || E vira Poeta-Rio! — Catulo da Paixão Cearense (Mv)Tx219
  10. Canta, dança e entra na fila, || Mas vem com respeito e fé; || Quem não tem a alma tranquila, || Não ponha o samba no pé. — Noel Rosa (Hna)Tx259
  11. Lembro os trinos de garganta || Nas noitadas de seresta, || Hoje, quase ninguém canta, || Televisão faz a festa. — João Sobral (Tf)Tx267
  12. Os trovadores revelam || Que, na morte, há novo dia, || Entre os encantos da graça || E a beleza da alegria. — Auta de Souza (Rdl)Tx312
  13. Trovador, além da morte, || Desde que viva no bem, || É livre para escrever || Conforme a ideia que tem. — Auta de Souza (Rdl)Tx312
  14. Trovadores!… Trovadores!… || Mesmo após desencarnar, || Muitas vezes, falam cantando || Com vontade de chorar… — Auta de Souza (Rdl)Tx312
  15. Prodígios da inspiração!… || Os trovadores em lida || Cantam sempre sem vanglória || Toda a ciência da vida. — Auta de Souza (Pdf)Tx318
  16. Somos nós, os trovadores || Almas sedentas de Luz, || Buscando constantemente || A proteção de Jesus. — Casimiro Cunha (Pdp)Tx346
  17. Cego, cantando na espera || De socorro, dia a dia, || Nunca soube de quem era || A mão que eu agradecia. — Aderaldo Ferreira de Araújo (Ta)Tx372
  18. A trova é nota pequena, || Segundo as ideias minhas, || Definindo o necessário, || tão somente em quatro linhas. — Cornélio Pires (Pev)Tx413
  19. Estas trovas que escrevo || São de amor e de saudade, || Lembram flores que colhi || No meu jardim da amizade. — Versos simples de meus sonhos || Ah! queridos sonhos meus!… || Estas trovas, finalmente, || São todas de amor a Deus. — Cornélio Pires (Tdc)Tx418