Bible of the WayBíblia do Caminho  † Temática

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Aparência

Blue bar

 

TEMAS CORRELATOS
(Avaliação) (Beleza) (Carnaval) (Carrancismo) (Engano) (Esnobismo) (Falsidade) (Fama) (Gesto) (Identificação) (Realidade) (Saudação) (Sorriso) (Valia)
(AFORISMOS)
 
  1. A fala de cada um (O caso do burrinho disfarçado de tigre, que bastou abrir a boca para que fosse identificado) — Hilário Silva
  2. A falsa mendiga — Neio Lúcio
  3. A jovem atriz (que mantinha o internamento do pai no sanatório) (Versos) — Maria Dolores
  4. A surpresa (Teodoro Pancrácio e a maleta encastoada de prata que alguém esquecera num dos bancos de praça pública) — Hilário Silva
  5. Aparências — André Luiz
  6. Aparências — Emmanuel
  7. Aparências (Versos) — Maria Dolores
  8. Aparências do mundo (Versos) — Trovadores diversos
  9. Capas (Interpretação da passagem de Marcos 10.50: “E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se e foi ter com Jesus”) — Emmanuel
  10. Conflito (v. O palhaço do mesmo autor) (Versos) — Jair Presente
  11. Coxos e estropiados (Em matéria de auxílio aos que te reclamam a luz da fraternidade, não te deixes guiar pelas aparências) — Emmanuel
  12. Desfiles (Esses outros desfiles, os dos irmãos de Jesus) (Versos) — Maria Dolores
  13. Dever cristão (em casa suspeita) — Hilário Silva
  14. Doenças da alma (É possível acredites estejas sempre no trato de pessoas normais) — Emmanuel
  15. Ensinamento e surpresa (O caso do companheiro amargurado por desgostos no cotidiano que ouviu a voz empolgante de um professor de otimismo através de emissora interiorana) — Emmanuel
  16. Escuta, meu irmão!… (Busquemos ser, antes de aparentar e fazer, antes de instruir) — André Luiz
  17. Explicação necessária (O comunicante era Jesus, de Nazaré) (Versos) — Jair Presente
  18. Exterior e conteúdo (Exterior atende à informação e ao revestimento. Conteúdo, porém, é substância e vida. Interpretação da passagem de Mateus 24.4: “Acautelai-vos, que ninguém vos engane”) — Emmanuel
  19. Figurino (Somos igualmente observados no reino da verdade, através do porte espiritual que adotamos) — Scheilla
  20. Lógica espírita (Deus não cogita daquilo que parece mas daquilo que é) — Albino Teixeira
  21. Luz para todos (Não é a face externa da criatura que lhe determina o grau da necessidade espiritual) — Emmanuel
  22. Mãos enferrujadas (O caso de Joaquim Sucupira, o que aparentava ser um santo homem, mas vivia na inércia) — Irmão X
  23. Mascaradas humanas — Delphine de Girardin
  24. Meditemos — Batuíra
  25. Mimetismo e identificação (O Cristo nunca se achou fora do caminho aberto que conhecemos como sendo definição) — André Luiz
  26. No clima da corrigenda (Estudo da epístola de Paulo aos Hebreus 6.1: “… Deixemo-nos levar para o que é perfeito…”) — Emmanuel
  27. Nossas mãos (Há milhares de mãos maravilhosamente limpas no jogo das aparências) — Emmanuel
  28. Num domingo de calor (Benedita Fernandes estava trajando seu mantô de lã) — Hilário Silva
  29. O cartaz (Um caso com Frederico Figner, o irmão Jacob do livro “Voltei”) — Hilário Silva
  30. O disfarce (O cadáver estava em posição solene, envergando grande roupão branco, cana humilde entre as mãos, coroa de espinhos na cabeça, pés descalços) — Hilário Silva
  31. O elogio da abelha (Parábola da abelha e da mosca verde-azul) — Neio Lúcio
  32. O futuro genro (O moço que lhe pedira a filha em casamento, fora visto abraçado a uma jovem pela qual parecia apaixonado) — Hilário Silva
  33. O juiz reto (Ao tribunal de Eliaquim ben Jefté, juiz respeitável e sábio, compareceu o negociante Jonatan ben Cafar arrastando Zorobabel, miserável mendigo) — Neio Lúcio
  34. O palhaço (v. Conflito, do mesmo autor) (Versos) — Jair Presente
  35. O palhaço (Versos) — Maria Dolores
  36. No Reino da Terra (O Diabo, certo dia, tomou as aparências do Mestre) — Irmão X
  37. Parábola da figueira que secou (Ev)
  38. Parecem, mas não são (Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 8.9: “Mas quem não possui o espírito do Cristo, esse tal não é dele”) — Emmanuel
  39. Posições (Os dois homens recém-chegados da Terra que compareceram ao Tribunal Divino) — Irmão X
  40. Pureza de coração (Não basta a feição externa da vida) — Emmanuel
  41. Pureza em branco (do que fora sempre considerado puro entre os homens) — Irmão X
  42. Rotulagem (Estudo da epístola de Paulo aos Romanos 8.9: “Mas quem não possui o espírito do Cristo, esse não é dele”) — Emmanuel
  43. Santidade de superfície (a libertação das cadeias mentais da santidade de superfície) — André Luiz
  44. Sejamos ricos em Jesus (Quem julga pelas aparências, quase sempre esbarra na areia móvel das transformações repentinas a lhe solaparem o edifício das errôneas conclusões) — Emmanuel
  45. Três almas (Na antecâmara do Céu três almas se reuniam, à espera do Anjo da Passagem) — Mâncio da Cruz
  46. Verdade e compaixão (Conto) (…e reconheceu que todas as pessoas, em trânsito, usavam o corpo à feição de máscara, por trás da qual se escondiam) — Meimei
OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA
  1. Aparência W
  2. Aparência (Citações e frases célebres sobre o tema) W
  3. Mimetismo W
  4. Vide no livro “Obreiros da vida eterna” cap. 4, Item 4: Motivo de se apresentarem os Espíritos inferiorizados no mal com aparências animalizadas (Zoantropia)
 
AFORISMOS E CITAÇÕES
  1. Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte. — Salomão (Pv)
  2. Dar importância à aparência das pessoas não é bom, porque até por um bocado de pão um homem prevaricará. — Salomão (Pv)
  3. Acautelai-vos, que ninguém vos engane. — Jesus (Mt)
  4. Não vem o Reino de Deus com visível aparência. — Jesus (Lc)
  5. Estamos orando a Deus para que não façais mal algum, não para que simplesmente pareçamos aprovados, mas para que façais o bem… — Paulo (2Cor)
  6. Procura apresentar-te a Deus aprovado como obreiro que não tem de que se envergonhar… — Paulo (2Tim)
  7. A flor, no mundo, pode ser o princípio do fruto, mas pode também enfeitar o cortejo das ilusões. — Humberto de Campos (Bn)Tx15
  8. Não julgue o próximo pelo guarda-roupa ou pela máscara. A verdade, como o Reino de Deus, nunca surge com aparências exteriores. — André Luiz (Ac)Tx34
  9. Procura aquilo que realmente é, a fim de que não te encarceres nas aparências. — Mariano (Ft)Tx46
  10. Evita o rosto agradável || De sorrisos escarninhos, || Cuja boca vive cheia || De pedras, cobras e espinhos. — Casimiro Cunha (Gdl)Tx55
  11. Se estás anotado entre os homens pela feição que aparentas, perante a Verdade serás conhecido pelo que és. — Emmanuel (Rde)Tx71
  12. O aspecto exterior nem sempre denuncia a realidade. O vento, supostamente vadio, trabalha na função de cupido das flores. — André Luiz (Oev)Tx76
  13. Enquanto no corpo físico, desfrutas o poder de controlar o pensamento, aparentando o que deves ser; no entanto, após a morte, eis que a vida é a verdade, mostrando-te como és. — Emmanuel (Jdn)Tx77
  14. Foge aos gozos aparentes. || Toda flor cai ao monturo, || Mas o fruto dá sementes || Que seguem para o futuro. — Belmiro Braga (Rl)Tx79
  15. No madeiro, o Cristo parecia vencido, entretanto, a cruz era o começo de sua maior luta pela redenção, que ainda não terminou. — Neio Lúcio (Cdb)Tx83
  16. Há espinheiros que escondem tesouros e sombras, que velam temporariamente territórios e possibilidades de sublime extensão. — Neio Lúcio (Cdb)Tx83
  17. Perante a Vida Maior, || Fantasia não faz fé. || Parecer não adianta || É-se aquilo que se é. — Cornélio Pires (Tma)Tx117
  18. Entre a verdade e o disfarce, || A pessoa perde a fé, || Se já não surge por anjo || Que parece mas não é. — Antônio Chaves (Tma)Tx117
  19. Aquele que julgas como sendo o mais rico, diante da realidade será provavelmente o mais pobre, tanto quanto o que se te afigura o mais feliz seja talvez o mais infortunado. — Emmanuel (Bp)Tx118
  20. Há que prevenir-nos, não só contra o fingimento que nos impele a exibir superioridade imaginária, como também contra aquele outro que nos induz a parecer piores do que somos. — Emmanuel (Bp)Tx118
  21. Zele pela tranquilidade de sua consciência, sem descurar de sua apresentação exterior. — André Luiz (Sv)Tx124
  22. Às vezes, quem te consola || E te distrai a contento || Traz o peito estrangulado || A fogo de sofrimento. — José Bartolotta (Rca)Tx138
  23. Toda forma que há na vida || Por onde a vida se vá || Guarda outra forma escondida || Que a morte revelará. — Regueira Costa (Rca)Tx138
  24. Quem ama acima da forma, || Quem se eleva amando assim, || Em tudo encontra a beleza || Brilhando no amor sem fim. — Cornélio Pires (Rv)Tx142
  25. Seja você mesmo, evitando disfarces que lhe complicariam a própria existência. — André Luiz (Cdv)Tx151
  26. Não te importe o mundo ver || Os teus problemas e males, || Como cumpres teu dever || É o que mostra quanto vales. — Noel de Carvalho (Tdl)Tx178
  27. Pompa, fortuna, aparato? || Fica firme em teu dever. || O que há de falso ou de exato || O tempo é que vai dizer. — Carlos Jardim (Ruv)Tx201
  28. No jogo da arena humana, || O forte, de alma atrevida, || Tem sempre as melhores cartas || Mas perde sempre a partida. — Ormando Candelária (Nda)Tx203
  29. Humildade — amor ardente, || Auxílio, perdão e prece, || Onde ela está realmente, || Está, mas não aparece. — Jaks Aboab (Sdf)Tx215
  30. Na Terra, o que mais me azara || É ver tanto gênio louco || Que não revela na cara || A treva que traz no coco. — Jair Presente (Pda)Tx222
  31. Tinha a voz quase divina || E, ao notar-lhe o gesto manso, || Acompanhei a menina… || Nunca mais tive descanso. — Moacyr Cunha (Pda)Tx222
  32. Não te omitas no socorro || Aos que pareçam felizes, || Quem vê as flores no ramo || Não vê praga nas raízes. — Maria Dolores (Rva)Tx237
  33. Lembro os rostos do passado… || Agora, não mostram fé; || Seja mulher, seja homem || Ninguém mais sabe quem é… — João Moreira da Silva (Fdp)Tx277
  34. Trajes ricos? Não reproves || A alheia apresentação; || Há muita ferida oculta || Em luxo de provação. — Pedro Silva (Jv)Tx278
  35. Quem julga pelas aparências, quase sempre esbarra na areia móvel das transformações repentinas a lhe solaparem o edifício das errôneas conclusões. — Emmanuel (Di)Tx284
  36. A moda pode ser branco, || De rosa, amarelo ou preto, || Mas na pessoa a elegância || É problema do esqueleto. — Rogaciano Leite (Rdl)Tx312
  37. Encontro certas mulheres || Cujo brilho não me ataca; || Parecem garças de arminho || Com sangue de jararaca. — Lulu Parola (Fne)Tx361
  38. A veste do crente é sua própria indumentária viva de sentimentos edificantes. — Aires de Oliveira (Uej)Tx388
  39. “Minha mulher é uma santa”, || Falava Aprígio Biela; || Numa festa de São João, || Aprígio ficou sem ela. — Cornélio Pires (Pev)Tx413
  40. Lina furtou um porta joias || Num vizinho, ao ver-se só, || No entanto, em casa, ao abri-lo, || Tinha apenas fumo em pó. — Cornélio Pires (Opc12)Tx412
  41. Passada a festa do circo || O palhaço Mirolando || Foi visto atrás do cenário || De mãos no rosto, chorando… — Cornélio Pires (Cvi)Tx416
  42. Crendo ver um vaso de ouro || Gildo furtou de Manoel; || Chegando, porém, no lar || Notou que era só papel. — Cornélio Pires (Pvi)Tx417
  43. Na Terra, muitas vezes temos a máscara física emoldurada em honrarias e esplendores, guardando nossa alma em deploráveis cubículos de padecimentos e trevas. — Emmanuel (Oee4)Tx454