Bíblia do Caminho  † Estudos Espíritas

Índice Página inicial Próximo Capítulo

OCE — Orientação ao Centro Espírita


1


Palestras Públicas

1. FUNDAMENTAÇÃO


“Ide, pois, e levai a palavra divina: aos grandes que a desprezarão, aos eruditos que exigirão provas, aos pequenos e simples que a aceitarão; porque, principalmente entre os mártires do trabalho, desta provação terrena, encontrareis fervor e fé. Arme-se a vossa falange de decisão e coragem! Mãos à obra! O arado está pronto; a terra espera; arai! (…)

(…) Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que Ele vos confiou; mas, atenção! Entre os chamados para o Espiritismo muitos se transviaram; reparai, pois, vosso caminho e segui a verdade.” Erasto (Allan Kardec — O Evangelho segundo o Espiritismo, Capítulo XX, item 4).


2. CONCEITO


É uma reunião pública; na qual são realizadas palestras ou conferências sobre temas relacionados com a Doutrina Espírita, voltadas a atender aos interesses da população em suas necessidades de esclarecimento e consolação.


3. FINALIDADE


O propósito desta reunião é a divulgação da Doutrina Espírita em seus aspectos científico, filosófico e religioso, sempre que possível, de forma integrada.


4. PARTICIPANTES

  • a) O dirigente da reunião;

  • b) O expositor ou conferencista;

  • c) Os freqüentadores do Centro Espírita.

5. DESENVOLVIMENTO DA REUNIÃO


Recomenda-se que os participantes, ao chegarem, acomodem-se no ambiente onde a atividade será desenvolvida, realizando uma leitura de página doutrinária espírita, a fim de estabelecer sintonia com os Benfeitores espirituais responsáveis pela tarefa e, por conseguinte, obter um melhor aproveitamento do tema a ser estudado, da seguinte forma:

  • a) Preparação do ambiente

    Leitura de página doutrinária espírita pelo dirigente da reunião ou por quem este indicar, de obra a ser definida pela direção do Centro Espírita.


  • b) Prece inicial

    Simplicidade, concisão e clareza deverão estar presentes nesta prece, a qual deverá ser proferida pelo dirigente da reunião ou por outro integrante do grupo por ele indicado.


  • c) Palestra ou conferência doutrinária

    Um tema previamente programado será abordado, sempre de acordo com as obras da Codificação Espírita constituída pelos cinco livros básicos de Allan Kardec: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese.

    A duração desta etapa da reunião deverá ser estimada entre quarenta e sessenta minutos.


  • d) Prece final

    Também simples e concisa, agradecendo-se a oportunidade do aprendizado, da convivência fraterna e do amparo espiritual.

    A prece poderá ser realizada pelo dirigente ou por quem este indicar.

6. RECOMENDAÇÕES E OBSERVAÇÕES

  • a) Elaborar um programa mensal, trimestral ou anual, para as palestras que serão realizadas. Os expositores escalados deverão receber o tema com antecedência para possibilitar seu estudo e preparação, com linguagem adequada ao público a que se destina.

  • b) Convidar para proferir palestras apenas pessoas reconhecidamente espíritas e conhecidas dos dirigentes do Centro Espírita, para não proporcionar, inadvertidamente, apresentações de princípios contrários aos postulados espíritas.

  • c) Manter, se possível, no recinto designado às palestras ou conferências, recursos audiovisuais ou de multimídia que sirvam de apoio aos expositores ou conferencistas.

  • d) É dever do dirigente da reunião, caso o expositor faça afirmações contrárias aos princípios da Doutrina Espírita, esclarecer devidamente o assunto, ao final da palestra, com fundamento nas obras da Codificação Espírita, evitando-se constrangimentos.

  • e) Esta reunião poderá contar ou não com a aplicação do passe.

  • f) Opcionalmente pode-se reservar espaço para participação do público com perguntas e respostas.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

 

.

D
W