Bible of the WayBíblia do Caminho  † Estudos Espíritas

Índice Página inicial Próximo Capítulo

EADE — Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita — Religião à luz do Espiritismo

 

Esclarecimentos necessários

 

Os assuntos desenvolvidos no Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita / EADE, seguem  uma programação previamente definida, que prioriza o aprendizado da Doutrina Espírita. Se necessário, é possível fazer pesquisas complementares em fontes bibliográficas confiáveis (enciclopédias, dicionários, obras especializadas, etc.), não-espíritas, desde que não ocorram conflitos com os fundamentos do Espiritismo. É importante destacar que não há pretensões de se fazer análises comparadas de conteúdos históricos, religiosos, filosóficos ou científicos com as orientações espíritas, por serem interesses que não atendem às finalidades de uma Casa Espírita.

 

I - ORGANIZAÇÃO DO CURSO

 

O Curso está, didaticamente, organizado em dois Programas, a saber: Religião à Luz do Espiritismo e Filosofia e Ciência Espíritas.

 

1. Religião à Luz do Espiritismo

 

O conteúdo doutrinário deste programa está distribuído em três tomos:

  • Cristianismo e Espiritismo.

  • Ensinos e Parábolas de Jesus, partes I e II.

  • Espiritismo, o Consolador prometido por Jesus.

 

2. Filosofia e Ciência Espíritas

 

Este programa — Filosofia e Ciência Espíritas — faz o fechamento dos conteúdos doutrinários do Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita EADE.

Organizado em 33 Roteiros, Filosofia e Ciência Espíritas prioriza os aspectos filosóficos e científicos do Espiritismo, tendo como base os referenciais do conhecimento universal que integra os saberes da humanidade terrestre, deles retirando subsídios que demonstram a relevância e atualização do pensamento espírita.

 

II - FUNDAMENTOS ESPÍRITAS DO CURSO

 

1. Religião à Luz do Espiritismo

 

A moral que os Espíritos ensinam é a do Cristo, pela razão de que não há outra melhor. […] O que o ensino dos Espíritos acrescenta à moral do Cristo é o conhecimento dos princípios que regem as relações entre os mortos e os vivos, princípios que completam as noções vagas que se tinham da alma, do seu passado e do seu futuro […]. Allan Kardec: A Gênese. Cap. 1, item 56.

  • […] O Espiritismo é forte porque assenta sobre as próprias bases da religião: Deus, a alma, as penas e as recompensas futuras; […]. Allan Kardec: O Livro dos Espíritos. Conclusão, item 5.

  • […] O mais belo lado do Espiritismo é o lado moral. É por suas consequências morais que triunfará, pois aí está a sua força, pois aí é invulnerável […]. Allan Kardec: Revista Espírita, 1861, novembro, p. 359.

  • […] O Espiritismo prova e faz ver o que a religião ensina em teoria. […]. Allan Kardec: O que é o Espiritismo. Cap. I - terceiro Diálogo: o Padre.

  • […] Mais uma vez, [o Espiritismo] é uma filosofia que repousa sobre as bases fundamentais de toda religião e sobre a moral do Cristo […]. Allan Kardec: Revista Espírita, 1862, maio, p.121.

  • […] Não, o Espiritismo não traz moral diferente da de Jesus. […] Os Espíritos vêm não só consumá-la, mas também mostrar nos a sua utilidade prática. Tomam inteligíveis e patentes verdades que haviam sido ensinadas sob forma alegórica. E, juntamente com a moral, trazem-nos a definição dos mais abstratos problemas da psicologia […]. Allan Kardec: O Livro dos Espíritos. Conclusão, item 8.

  • Podemos tomar o Espiritismo, simbolizado desse modo, como um triângulo de forças espirituais: A Ciência e a Filosofia vinculam à Terra essa figura simbólica, porém, a Religião é o ângulo divino que a liga ao céu. No seu aspecto científico e filosófico, a doutrina será sempre um campo de nobres investigações humanas, como outros movimentos coletivos, de natureza intelectual, que visam o aperfeiçoamento da Humanidade. No aspecto religioso, todavia, repousa a sua grandeza divina, por constituir a restauração do Evangelho de Jesus-Cristo, estabelecendo a renovação definitiva do homem, para a grandeza do seu imenso futuro espiritual. Emmanuel: O Consolador. Definição, p. 19-20.

 

2. Filosofia e Ciência Espíritas

  • […] A ciência espírita compreende duas partes: experimental uma, relativa às manifestações em geral; filosófica, outra, relativa às manifestações inteligentes. Allan Kardec: O Livro dos Espíritos. Introdução, item 17.

  • O Espiritismo se apresenta sob três aspectos diferentes: o das manifestações, o dos princípios e da filosofia que delas decorrem e o da aplicação desses princípios […]. Allan Kardec: O Livro dos Espíritos. Conclusão, item 7.

  • Falsíssima ideia formaria do Espiritismo quem julgasse que a sua força lhe vem da prática das manifestações materiais […]. Sua força está na sua filosofia, no apelo que dirige à razão, ao bom-senso. […] fala uma linguagem clara, sem ambiguidades. Nada há nele de místico, nada de alegorias suscetíveis de falsas interpretações. Quer ser por todos compreendido, porque chegados são os tempos de fazer se que os homens conheçam a verdade […]. Não reclama crença cega; quer que o homem saiba por que crê. Apoiando-se na razão, será sempre mais forte do que os que se apoiam no nada. Allan Kardec: O Livro dos Espíritos. Conclusão, item 6.

  • O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática ele consiste nas relações que se estabelecem entre nós e os Espíritos; como filosofia, compreende todas as consequências morais que dimanam dessas mesmas relações. Allan Kardec: O que é o Espiritismo. Preâmbulo.

 

III - OBJETIVOS DO CURSO

  • Propiciar o conhecimento aprofundado da Doutrina Espírita no seu tríplice aspecto: religioso, filosófico e científico.

  • Favorecer o desenvolvimento da consciência espírita, necessária ao aprimoramento moral do ser humano.

 

IV - FUNCIONAMENTO DO CURSO

 

a) Requisitos para admissão: os participantes devem ter concluído o Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita / ESDE. É desejável que no Programa Ciência Espírita os participantes tenham realizado, além do ESDE, o programa I do Estudo e Prática da Mediunidade, EPM.

b) Duração das reuniões de estudo: sugere-se o desenvolvimento de uma reunião semanal de 1 hora e 30 minutos.

c) Atividade extraclasse: é importante que os participantes façam leituras, pesquisas, análises, correlações e reflexões de assuntos a serem estudados — indicados, previamente, pelo monitor — , favorecendo uma melhor compreensão dos conteúdos trabalhados no Curso.

 

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.