Bible of the WayBíblia do Caminho  † Súmulas Biográficas

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Allan Kardec

 

(Codificador da Doutrina Espírita)

 

 

TEMAS CORRELATOS
Doutrina EspíritaFrancisco Cândido XavierJohn Huss Pentateuco kardequiano
 
  1. A Allan Kardec — José Tosta
  2. A tiara espiritual (Um caso ocorrido com Allan Kardec) (Re)
  3. A volta de Allan Kardec — Hilário Silva
  4. Algumas palavras sérias a propósito de bordoadas — História fictícia narrada por um correspondente, onde, numa reunião havida em casa do Sr. Kardec, todos os assistentes foram mimoseados a cacetadas pelos Espíritos (Re)
  5. Allan Kardec: o professor e o codificador (Estudos Espíritas)
  6. Ante Allan Kardec [Idem] — Emmanuel
  7. Consciência espírita (Sobre a autocensura nas comunicações dos espíritas desencarnados e sobre o sonho de Allan Kardec nos primórdios da Codificação envolvendo a questão número 642, de “O Livro dos Espíritos”: “Para agradar a Deus e assegurar a sua posição futura, bastará que o homem não pratique o mal?”) (Lde) — Irmão X
  8. Dois missionários (Allan Kardec e Francisco de Assis) — Bezerra de Menezes
  9. Em homenagem a Kardec (Soneto) — Amaral Ornellas
  10. Em honra a Kardec (Allan Kardec foi ultrapassado?) — Emmanuel
  11. Estudo e observação (Jamais esquecer de associar Kardec ao Cristo de Deus, qual o próprio Kardec se associou a Ele em toda a sua obra) — Emmanuel
  12. Falando a Kardec (Soneto) — Cruz e Souza
  13. Há um século (Narração de um fato ocorrido com Allan Kardec em 1860, quando recebeu um enigmático embrulho contendo O Livro dos Espíritos ricamente encadernado, acompanhado de uma missiva do remetente expressando sua gratidão, pois aquele livro salvara-lhe a vida quando já se encaminhava para o suicídio em uma ponte)  — Hilário Silva
  14. Homenagem a Kardec (Soneto) — Amaral Ornellas
  15. Jesus e Kardec — Emmanuel
  16. Jesus, Kardec e nós — Emmanuel
  17. Kardec [Idem] — Emmanuel
  18. Kardec e a Espiritualidade (da missão de Allan Kardec) — Emmanuel
  19. Kardec e Jesus (Versos) — Bezerra de Menezes
  20. Kardec e Napoleão — Irmão X
  21. Kardec e vida — Bezerra de Menezes
  22. Kardec no século XIX [Idem] (Soneto) — Amaral Ornellas
  23. Kardec, obrigado — Irmão X
  24. Kardequização — Chico Xavier
  25. Lembrando Allan Kardec — Leopoldo Cirne
  26. Lembrando Allan Kardec — Irmão X
  27. Luz redentora [Idem] (Soneto) — Casimiro Cunha
  28. Missionário [Idem] (Lembrando Allan Kardec) (Soneto) — Cruz e Souza
  29. Na trilha de Allan Kardec — André Luiz
  30. O barco e a rota — Bezerra de Menezes
  31. O discípulo amado (Mensagem psicografada por Chico Xavier na União Espírita Mineira, em sessão comemorativa ao desenlace de Allan Kardec) — Emmanuel
  32. O grande Missionário (Homenagem de Humberto de Campos ao grande missionário de Lion, codificador do Espiritismo, discípulo fiel de Nosso Senhor Jesus-Cristo ) — Humberto de Campos
  33. O Mestre e o apóstolo (Coerências entre o Cristo e seu apóstolo da Nova Revelação, Allan Kardec) — Emmanuel
  34. O primeiro capítulo (Episódio ocorrido em nevada noite do inverno de 1856, quando o Codificador iniciava a organização do Livro dos Espíritos) — Irmão X
  35. Obrigado, Senhor! [Idem] (No centenário do Evangelho) — Emmanuel
  36. Perante a Codificação Kardequiana — Emmanuel
  37. Perante Allan Kardec — Emmanuel
  38. Reencarnação de Allan Kardec — Chico Xavier
  39. Reverenciando Kardec — Emmanuel
  40. Saudando Allan Kardec (Interpretação da passagem de João 16.13: “Quando vier, porém, o Espírito da Verdade, ele vos guiará em toda a Verdade…”) — Emmanuel
  41. Semeador (Soneto) (Recordando Allan Kardec) — Cruz e Souza
  42. Sessão anual comemorativa dos mortos — Comemoração especial do Sr. Allan Kardec
  43. Soneto — Augusto dos Anjos
  44. Viver Kardec — Bezerra de Menezes

 

OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA
  1. Manifestação de Santo Agostinho na FEB em 1919 confirma reencarnação de Allan Kardec no século XX no Brasil
  2. Retrato do Sr. Allan Kardec
  3. No artigo: Conferência do Sr. Trousseau, Kardec fala de sua enfermidade. (Em 1850 Allan Kardec quase ficou cego, conseguiu, no entanto, restabelecer sua visão através do tratamento com uma sonâmbula)
  4. Obs. Causa-nos estranheza o fato do eminente Espírito Simão Pedro, a quem Jesus disse: “eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja” (Mt), nunca ter se manifestado na época do estabelecimento do Espiritismo na França. Um Espírito que não se identificou disse ao Codificador: “Tenho, porém, fé em ti, como tu tens fé em nós, e sei que a tua fé é das que transportam montanhas e fazem caminhar por sobre as águas.” (Op) Além de Jesus, não houve outro que caminhou sobre as águas senão Pedro. (Mt) Há referências inúmeras a esse apóstolo do Senhor nas obras de Allan Kardec e de Francisco Cândido Xavier, mas ele próprio jamais assinou qualquer comunicação. Isso é o que estranhamos, mas, parafraseando o profeta, diremos: Quem tiver entendimento para entender, entenda. (Ez)
  5. O Castelo de Yverdum onde Allan Kardec estudou.
  6. Palestra de Geraldo Lemos NetoA volta de Allan Kardec em Chico Xavier” (Publicado em 30 de agosto de 2016)
  7. Palestra de Haroldo Dutra Dias - Deus, Jesus e Kardec (Publicado em 26 de novembro de 2014) - Kardec e o Evangelho (Publicado em 19 de agosto de 2015)
  8. Vide um artigo de Charles Kempf anexado à edição brasileira de Obras Póstumas: “Como Allan Kardec preparou O Evangelho segundo o Espiritismo”.
  9. Vide mais sobre Allan Kardec na  W
  10. Vide no Boletim da Sessão de 3 de fevereiro de 1860 em Comunicações diversas: 1° O Sr. Allan Kardec anuncia que uma senhora assinante da província, acaba de enviar-lhe uma soma de dez mil francos, para ser usada em favor do Espiritismo. — Vide também: Testamento em favor do Espiritismo (Re)
  11. Vide notícias sobre a futura reencarnação de Allan Kardec para concluir sua obra: De acordo com as minhas observações e com os informes colhidos em boa fonte, é evidente para mim que, quanto mais cedo se der a sua desencarnação, tanto mais breve reencarnará para completar a sua obra. É preciso, contudo, antes de partir, dar a última demão às obras complementares da teoria doutrinal de que é o iniciador. — Dr. Demeure (Ci) e, em Obras Póstumas: Primeira notícia de uma nova encarnação
  12. Visita virtual ao cemitério de Père-Lachaise Para visualizar a galeria de fotos do túmulo de Allan Kardec vá ao índice de sepulturas e selecione a letra K, clique no nome KARDEC Allan e depois na cruz pulsante do mapa do cemitério.

 

AFORISMOS *
  1. Nossa lembrança afetuosa e agradecida ao inesquecível organizador da “batalha contra a morte”. — Neio Lúcio (Slz)Cx42
  2. O apostolado de Allan Kardec é a restauração do Cristianismo simples e claro, em que Jesus procura o povo e o povo encontra Jesus. — Emmanuel (Eev)Cx92
  3. Allan Kardec é o Missionário Sublime, que revela e prepara. Jesus é o Mestre Supremo, que renova e ilumina. Com o Apóstolo, temos as portas abertas; com o Senhor, recebemos o ministério da realização. Do Cooperador Devotado, adquirimos o conhecimento em função da época; do Cristo Soberano, recebemos a luz imperecível para a Eternidade. — Emmanuel (Pj)Tx347
BIOGRAFIA DE ALLAN KARDEC POR HENRI SAUSSE
 

Foto de Allan Kardec tendo em mãos o Livro dos Espíritos