Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Vida em vida — Autores diversos


13


Mulheres nossas irmãs

   1 Amigos querem que eu fale,

  Olhando o mundo pra frente,

  Quanto à mulher de hoje em dia

  E a mulher de antigamente.


  2 Não sei se falo no assunto,

  Versejando em boa hora,

  Que a Lei de Deus me castigue

  Se ofendo alguma senhora.


  3 Reconheço que na Terra

  Muitas imitam Maria,

  Essas todas são sagradas

  Mas não fazem maioria.


  4 A mulher de minha infância

  Andava em outro sentido,

  Orgulhando-se de ser

  A proteção do marido.


  5 Se o homem vinha armado,

  Dando força ao palavrão,

  Ela sorria em silêncio,

  Ouvindo qualquer sermão.


  6 Esposo vindo da rua

  Com os nervos postos em brasa

  Achava na companheira

  O alívio dentro de casa.


  7 Toda moça que casasse

  Não encontrava empecilhos

  Para ser mãe amorosa

  De oito, nove ou dez filhos.


  8 Quando o Céu trazia a noite,

  Do lar rico aos mais plebeus,

  As mães, ao lado dos filhos,

  Rezavam pensando em Deus.


  9 Hoje a moda mudou muito,

  A Terra deu grande salto.

  Se o homem comenta crises,

  A mulher fala mais alto.


  10 Se o esposo traz conselhos,

  Mesmo de jeito sofrido,

  A mulher, em muitos casos,

  Desce a bronca no marido.


  11 Quando o homem quer mais filhos,

  Após colher um ou dois,

  A esposa adia a conversa

  E diz que os terá depois.


  12 Mas depois nem pensa nisso

  E o marido que se rompa,

  Porquanto, a esposa procura

  A tal de tranca na trompa.


  13 Muitos Espíritos vejo

  Rogando a Deus vida nova,

  Mas muita mulher de hoje

  Diz que ser mãe é uma prova.


  14 Se o cabra insiste chorando,

  A pedir berço e conforto,

  Muita mãe cede e arrepende

  Jogando o infeliz no aborto.


  15 Se o pobre teima, insistindo,

  Em chorança que não para ,

  Vem a pílula do contra

  Que lembra um tapa na cara.


  16 Muita mulher de hoje em dia

  Tem gabinete de lado,

  E, em casa, o esposo a recebe

  Qual um colega cansado.


  17 Engenheiras e ministras

  Exercem alta missão,

  No entanto, na gravidez,

  Voltam à antiga função.


  18 O esposo, às vezes, inquieto,

  Que se cale sem palpite,

  Senão é rua, pensão

  E os cobres para o desquite.


  19 Creio que toda mulher

  É um anjo que nos domina,

  Todas as mães são ligadas

  À Providência Divina.


  20 Muita gente diz que, em breve

  Nós teremos novo lar,

  Que as mulheres progredindo,

  O mundo vai melhorar.


  21 Hoje, porém, vendo muitas

  Pedindo o aborto por lei,

  Se há progresso para a vida,

  Sinceramente, não sei.


.Leandro Gomes de Barros


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir