Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Trovas do Outro Mundo — Autores diversos


10


Trovas depois da morte

1 O regozijo da morte
Que ninguém sabe dizer
Tem a beleza da noite
No instante do amanhecer.


2 Ouvi alguém que dizia:
— “Lá se vai o poeta morto”,
Sem perceber a alegria
Do sonho chegando ao porto.


3 No momento derradeiro,
Antes do sono feliz,
Compus em gotas de pranto
A trova que nunca fiz.


4 Afeições enternecidas,
Meus derradeiros amores!…
Deus vos salve, mãos queridas,
Que me cobristes de flores!…


5 Morte!… No termo das provas,
Senhor, agradeço a luz
Com que adornaste de trovas
As trevas de minha cruz!


Adelmar Tavares


Texto extraído da 1ª edição desse livro.

.

Abrir