Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Sementeira de luz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


85


As falas do lar

22|04|1942


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês, concedendo-lhes muita paz espiritual e saúde.

2 Visitando-os, com a afeição de todos os dias, espero que Jesus lance sobre nós as suas bênçãos. As falas do lar são músicas para a alma. As palestras íntimas, as conversações amigas ecoam docemente em nosso espírito quando visitamos a Terra. Eis por que me é tão grato, meus filhos, escutar os comentários construtivos que costumam fazer. As próprias observações relativamente a uma criança têm a sua beleza peculiar. Tudo é a vida, a rede de sonhos e esperanças que vamos tecendo sob as vistas de Deus.

3 Sinto falta, com vocês, quando os netos se ausentam. A escola é um prolongamento dos círculos domésticos. Embora isso não podemos deixar o cultivo da saudade no canteiro do coração. Mas as chegadas e as saídas constituem circunstâncias do mundo terrestre e temos de nos habituar aos seus imperativos, até que se verifique a completa união no Plano Eterno.

4 Wanda, como sempre, vai seguindo a cavaleiro das situações, mas o Roberto estranha as modificações em todas as ocasiões da volta. É uma questão de temperamento, de experiências anteriores. Em todos os ninhos, existem pássaros que se equilibram na amplitude dos horizontes, enquanto outros ainda não possuem asas reforçadas, esperando o concurso do tempo. Com isso, meus filhos, não quero estabelecer medidas de superioridade, mas comentar com vocês, confidencialmente, uma situação doméstica, já que, nesta noite, tão encantadoramente, falam vocês sobre as tendências infantis. Espero que neste ano alcancem os nossos ausentes no colégio novas expressões educativas. O caso do Roberto precisa tempo, a fim de ser estudado, respeito às normas legais recém-decretadas, quanto ao ensino.  n Vocês não se aflijam. Não faltará recurso para uma boa solução.

5 Você, Maria, com a gripe, tem lutado ainda um tanto. Diariamente, um irmão da Espiritualidade lhe traz passes reconfortadores. A tosse é a última recordação do resfriado, mas aconselho a você, em nome do receitista, usar às refeições um vidro do xarope Iodotânico. Creio que você vai se dar muito bem.

6 Agora recomeçam a tarefa das viagens e peço a Deus que os abençoe e proteja. Não tenho qualquer referência importante a fazer, senão que será útil levarem aquele material de homeopatia que lembrei, quando se foram à Bahia. É sempre útil conduzir esses pequenos apetrechos de saúde nas malas. Se carregamos vestuário para o exterior, é razoável não esquecer as providências que condigam com a tranquilidade interior.

7 Estarei com vocês, sempre que me seja possível. Estaremos juntos, aliás. A vida tem os seus movimentos incessantes, modifica as formas, renova as diretrizes. O tempo é o seu braço de ferro, inacessível a qualquer modificação no seu modo de agir. A única força que o tempo não desloca, e antes, aumenta sempre, é a do amor. Este, meus filhos, é o segredo de nossa paz. Quantos companheiros nossos perdem-se em horas de angustiadas vigílias? Quantos choram secretamente e se sentem constantemente ameaçados pelos dissabores? 8 A existência lhes parece, antes de mais nada, um fardo doloroso. Mas é que a sua bússola de amor experimenta perturbações indefiníveis. Falta-lhes equilíbrio e o rumo torna-se uma figura vaga em sua grande viagem, onde se vão tornando viajores desinteressados. O amor é o grande e maravilhoso segredo. Com ele, esperamos, trabalhamos e vencemos. “Quantos anos gastareis?” — perguntaria um ignorante. Entretanto, poderíamos reafirmar à nossa imagem anterior que o tempo não desgasta a energia amorosa, e que o amor prescinde da contagem do tempo. Para ele, o século é uma figuração, como o milênio vem a ser um minuto.

9 Mas deixemos as muitas teorias filosóficas para lhes desejar uma excursão muito feliz! Deus os ajude no cumprimento do dever. A casa divina é muito vasta e que vocês se sintam integrados em suas infinitas maravilhas, em todas as circunstâncias, são os nossos desejos e votos sinceros.

10 Pedindo o amparo de Jesus para vocês e todos os nossos, reúne-lhes os corações, num mesmo abraço carinhoso, o amigo de todos os dias.

Com um beijo, o


Papai



[1] Nota da organizadora: refere-se à mudança do curso ginasial para 4 anos e a criação dos cursos Clássico e Científico, com duração de 3 anos cada.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir