Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Sementeira de luz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


74


Na teia das provas purificadoras

08|10|1941


1 Meus filhos, Deus abençoe a vocês, proporcionando-lhes muita paz.

2 Sinto-me envolvendo-lhes os corações na mesma vibração afetuosa de cada dia. Hoje vão compreendendo o motivo pelo qual recomendávamos a vocês dois não se impressionarem com a leitura do novo trabalho de ordem espiritual. O que triunfa sobre todas as situações, meus filhos, é o amor, o laço bendito do nosso Pai, que equilibra o Universo. Quanto ao mais tudo é um acervo de paisagens móveis de coisas, e mesmo de sentimentos. Recordemos os que conviveram conosco no pretérito como mortos bem-amados. 3 Não se fazem vibrações de preces pelos que já não se encontram mais na Terra? Façamos também isso por aqueles que já não permanecem mais conosco, segundo desejariam nos seus venenosos caprichos, mas sim como Jesus Cristo considera justo. Na teia das provas purificadoras, as lutas são trovões passageiros que deslocam os ares, melhorando-os. Vocês podem estar certos disso e guardem no espírito essa justa satisfação de quem pode oferecer uma experiência em benefício da comunidade fraternal. 4 No passado remoto, hoje vou entendendo a localizar meus grandes desvios. Entretanto, o sofrimento sempre constituiu para minha alma um bálsamo reparador. Continuemos arquivando no coração a essência das coisas eternas e a nossa saúde espiritual permanecerá firme para todos os trabalhos e testemunhos com Jesus e por Jesus. 5 Nossos padecimentos nem foram imerecidos, nem se verificaram em vão. De todos eles foram extraídos numerosos proveitos para todos nós. Agradeçamos ao Mestre a possibilidade de serviço que sua magnanimidade nos conferiu. Existe sempre um “hoje” cheio de oportunidades santas e um “amanhã” renovando as nossas esperanças. Amparemo-nos uns aos outros. A atitude tranquila da perfeita confiança no Pai, com os nossos deveres cumpridos, é a bússola rumo ao porto da paz, por cuja conquista vimos sofrendo e caindo, há muitos anos.

6 Quanto ao mais, meus filhos, aos poucos vocês observam as lutas domésticas que já experimentamos em outros tempos. Aquela heterogeneidade de tendências, aquela diversidade de temperamentos, tudo tem suas causas profundas e insondáveis para a maioria dos componentes de nossa caravana familiar. Lembro-me de Martha, recordando uma entidade benfazeja. Seus pensamentos já não são da Terra, em sua quase totalidade. Entretanto, sua missão junto aos nossos ainda não terminou. Toda a vibração mental de amor e paz que vocês puderem enviar para o seu coração constitui mais um elo de energia para as suas realizações espirituais em nosso ambiente de velhas lutas. E no desdobramento das meditações espero que vocês se encontrem tranquilos e felizes, no amor de Jesus.

7 Sobre a sua saúde, Maria, sou de parecer que deve continuar usando laxativos brandos com o Sal de Uvas, depois das refeições, por alguns dias.

8 Sobre os pequenos, vamos bem, sendo que coopero em seus trabalhos sempre que me é permitido esse prazer espiritual.

9 Quanto a você, Rômulo, não tenho observações a fazer quanto à situação orgânica e apenas recomendo recorra à continuidade de tratamento, já observado no dedo, sempre que as dores ameacem voltar.

10 Graças a Deus sinto-os fortalecidos e bem dispostos, e experimento enorme contentamento em face dessas circunstâncias!

11 Com um abraço afetuoso de muita saudade, deixa-lhes os seus votos de paz, alegria e saúde, o coração sempre amigo do


Papai


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir