Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Sementeira de luz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


64


Sanatório de Uberaba

13|05|1941


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês, concedendo-lhes paz duradoura e santa ao espírito.

2 Depois da luta, o reconforto. Após as expressões tumultuárias da conjugação de interesses propriamente materiais, o descanso na fé viva. Isso, meus filhos, constitui um bem valioso e inapreciável. Estabelecer o culto da paz em Cristo, no templo dos corações, representa edificação espiritual de sublimado preço nos valores imortais. Cada vez mais vocês vão verificando que Jesus é o centro. Imaginemos uma roda de proporções quase infinita a girar. Quanto mais vizinhança das extremidades, maiores deslocamentos e atropelos, porém quanto menor é a distância do centro, mais calma a segurança. Como sabemos, toda roda tem o seu ponto fixo inalterável, onde o repouso é seguro. Essa é a imagem mais adequada para nós outros do magnetismo central do Cristo, o símbolo do segredo divino da tranquilidade espiritual.

3 Estive com vocês sempre que semelhante satisfação me foi possível. Vocês viram comigo a paisagem dos interesses imediatos do Plano material. E bom meditar entre tamanhas expressões de negócio mundano, aquele negócio lucrativo do bem, que nunca morrerá. Tantos homens permutaram economias financeiras, revelaram sua posição no círculo das moedas correntes, entretanto, notamos quão difícil se tornava ali o sagrado comércio das coisas espirituais! Os nossos amigos do mundo, em sua maioria, andam esquecidos de que há também um mercado de valores santos, uma feira divina, onde as aquisições têm o cunho luminoso da Eternidade. O dinheiro, porém, para semelhante movimentação de interesses da alma eterna não traz a efígie de César, mas o sinal de Deus, e esse sinal está no coração puro e simples no caminho que se desdobra para a marcha ascensional e sem fim para a perfeição com Deus.

4 Concluo com vocês que a visita ao Sanatório foi das mais proveitosas. Ali um grupo numeroso de entidades abnegadas trabalha sob a égide de Jesus para as divinas realizações do amor. O detalhe da maternidade consciente é muito importante, porque veio revelar a vocês mais esse traço divino de semelhante acontecimento na vida de uma alma. Nesse instante, a criatura está santificada por luzes e forças que ela própria ignora. Deus sela o ato da continuidade da existência com a proteção de Sua divina misericórdia. Aí dentro, nesse delicado mecanismo das responsabilidades maternais, muitos problemas preciosos surgiriam à visão espiritual dos homens se eles já estivessem preparados para compreendê-los. O Espírito que contraiu a responsabilidade de ser mãe, por mais duras que lhe sejam as provas orgânicas, é chamado à plena consciência do fenômeno divino para que este não seja perturbado em seus trâmites. Como esta, meus filhos, numerosas questões poderiam suscitar estudos e pensamentos novos ao nosso coração, no entanto, aos poucos, iremos examinando quanto seja dado à nossa capacidade de compreensão e de interpretação.

5 Novamente reintegrados na tarefa consoladora de edificação útil e de trabalho com o Cristo, peço a ele os abençoe, multiplicando-lhes as energias.

6 Você, Rômulo, deverá usar o Aconitum Nappelum alternado com o Bryonia por uns três a quatro dias. Essa aplicação terá muita utilidade ao seu organismo, após a viagem. Quanto à Maria, o Pulsatila lhe será de efeito benéfico nesses dias de readaptação.

7 Que Deus os ajude e proteja sempre, conferindo-lhes novas oportunidades de aprender no serviço santo da iluminação íntima.

8 A meu ver, a viagem do Fausto lhe trouxe grande bem, de maneira geral. Noto-o mais bem disposto e a sua situação orgânica, com alguns dias metodizados, melhorou muito. Graças a Deus não tenho a registrar preocupações de maior envergadura.

9 Abraçando a vocês ambos, num só amplexo muito afetuoso, pede a Jesus por vocês, como sempre, o papai muito amigo,


.A Joviano


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir