Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Sementeira de luz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


199


Décimo aniversário do Grupo Doméstico A. Joviano

14|11|1945


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês, conferindo-lhes muita saúde e paz íntima.

2 Comemoramos ontem, com vocês, o décimo aniversário do grupo doméstico — dez anos de consagração — deste gabinete à Espiritualidade Superior, não só do gabinete na sua expressão física, mas também da zona espiritual de oração e realização divina, no compartimento sagrado do coração de vocês mesmos.  n Sentimo-nos muito felizes e esperamos que a existência terrestre lhes corra tranquila e rica de bênçãos, como nesse último decênio, em que vocês reforçaram as bases da construção espiritual que lhes cabe na vida eterna. Cultivem o santuário interior do otimismo sublime, perante Deus, haja o que houver, aconteça o que acontecer, nos círculos da luta humana. A prece, com o desejo firme de adaptação à vontade divina, constitui abençoado altar do espírito, onde o coração — peregrino a caminho da luz perfeita — se retempera na longa e áspera jornada. Sejam felizes, meus filhos, é o que desejo a vocês de todo o coração!

3 Parece-me estar novamente em nossa primeira reunião familiar. Lembro-me de que o General, D. Júlia, Fausto, o médium e vocês estavam presentes comigo. Diversos companheiros haviam vindo. Eu, pobre de mim, ainda era incipiente aprendiz no intercâmbio com a esfera que havia deixado. Fato é que a “pequena assembleia” da noite constituía como que a “pedra fundamental” de grande trabalho, que a mim tem feito enorme bem. Que Jesus conceda a vocês, como sempre, a força da compreensão límpida e pura, a fim de que a obra de nossa redenção prossiga para a nossa felicidade no plano imortal.

4 Abençoamos os dez anos findos e amigos nossos recomendam-me agradecer a fé viva que vocês empenharam na travessia destes 120 meses de edificações, que jamais esqueceremos. É sempre fácil começar as obras, todavia, é sempre muito difícil dar-lhe segmento. Por tudo o que vocês trouxeram ao nosso humilde esforço espiritual, rogamos ao Senhor os recompense.

5 Rômulo, meu filho, achei excelente sua viagem! Trará frutos benéficos a nós todos. Estive em sua companhia junto do Roberto, animando-lhe os propósitos, perante a luta de formação espiritual. Fiquei satisfeito com a alegria que você experimentou ao contato com ele e considero que foi muito acertada a providência quanto à viagem. Maria e Wanda não deviam expor-se a uma posição incômoda por mais de seis horas, considerando as sensações de dor que ambas sentiram na região da pleura. Não seria acertado arriscar as melhoras obtidas. 6 Quanto a você, felicito as suas realizações no campo magnético. Tem conseguido extraordinariamente no setor da circulação, prejudicada, de alguma sorte, pelos fenômenos de desarmonia do sistema nervoso. Esperamos que você obtenha sempre mais! Os elementos medicamentosos foram muito bem indicados,. mas manda a verdade que se proclame o mérito de seu esforço nas aplicações metódicas de auto-magnetização dos agrupamentos celulares. Continuemos trabalhando, atentos à vontade do Pai. É sempre uma nota de júbilo para o coração a consciência do dever bem cumprido. 7 Peço a Jesus para que você continue edificando nesse particular. Um dia verá você a oportunidade desses conhecimentos e práticas. O campo de serviço na vida eterna é infinito. Semeie incessantemente o bem e a colheita recompensará mecanicamente o seu trabalho. Não se trata de faculdade a completar-se com escasso tempo de exercício e aplicações benéficas. Trata-se da aquisição de qualidades imperecíveis que passam a formar no patrimônio indestrutível da alma. Recordemo-nos do culto da noite passada e procuremos dar o “depoimento” coerentes com os desígnios do Senhor. Somos Seus cooperadores e servos humildes. Que Ele nos conceda a Sua administração e nos indique o trabalho a fazer. Dentro desse espírito de solidariedade com o programa do divino Mestre, jamais nos faltarão energias. Prossigamos.

8 Hoje veio conosco a Helena Maia, que cumprimenta a vocês com muito carinho e amizade. Também ela se recorda, grata, do início do trabalho e rende graças a Deus, deixando-lhes sinceras felicitações.

9 Adeus, meus filhos, que a paz do Todo-Poderoso abrigue o coração de vocês no santuário da confiança e da alegria em Jesus Cristo. Presentemente, nada possuo com que lhes possa significar meu contentamento, a não ser o coração reconhecido e feliz. Recebam-no com os meus votos de muitas felicidades, saúde e harmonia. Que o Pai de inesgotável bondade abençoe vocês para sempre, são os votos do papai que não os esquece,


A. Joviano



[1] Nota da organizadora: em 13 de novembro de 1935, Arthur Joviano deu a primeira mensagem no lar de Rômulo e Maria. As anteriores foram recebidas no lar de Chico Xavier.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir