Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Recanto de paz — Autores diversos


Recanto de paz

1 Leitor amigo.

Enfeixando neste volume a primeira seleção das mensagens de amigos espirituais, obtidas, todas elas, em reuniões públicas da Fundação Marietta Gaio, no Rio de Janeiro, detemo-nos a refletir nas várias ocasiões em que foram psicografadas.

2 Em nossas visitas periódicas ao templo de oração e trabalho, em que se efetuam as atividades da Fundação referida — com a qual nos relacionamos através de vinculações respeitáveis sempre dispomos ali de um ponto de encontro, entre a necessidade e a beneficência.

3 Cada noite, o salão iluminado e amplo se nos afigura um oásis de refazimento e esperança.

4 De áreas diversas procediam os corações que nos buscavam.

5 Estudiosos de filosofia garimpando ideias novas.

6 Amigos empenhados à procura da verdade.

7 Irmãos torturados pela saudade de afetos inesquecíveis, domiciliados no Mais Além.

8 Pais devotados, querendo forças e diretrizes na experiência doméstica.

9 Mães atribuladas pelo sofrimento de filhos queridos.

10 Almas dedicadas ao bem do próximo, rogando pensamentos de felicidade e bom-ânimo.

11 Doentes a pedirem energia e consolo.

12 Companheiros da jornada humana, aguardando um momento de confraternização e tranquilidade.

13 De olhar comovido, assim que a palavra do Evangelho de Jesus começa a se fazer ouvir, os mensageiros da Vida Maior chegam até nós, ofertando, pelas mãos do médium, instruções e bênçãos, consolações e respostas.

14 Muitas vezes, findas as tarefas, retiramo-nos do templo, erguido no operoso bairro de Bonsucesso, com lágrimas felizes de agradecimento ao Senhor por nos haver concedido ali um refúgio de paz e amor.

15 É por isto que nos permitimos apresentar este livro, dedicado aos serviços da Fundação Marietta Gaio com o nome de “Recanto de Paz”, homenagem de apreço e carinho à instituição que tanto amparo e alegria distribui em todas as direções.

16 Que estas páginas possam fortalecer-te e abençoar-te nas realizações a que te consagras no mundo, são os nossos votos, leitor amigo, ao mesmo tempo que, na sustentação da paz, rogamos ao Senhor a todos nos inspire e nos abençoe.


Emmanuel


Uberaba, 28 de abril de 1976.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir