Bíblia do Caminho  † Testamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Religião dos Espíritos — Emmanuel


37


O Guia real

Reunião pública de 25 de Maio de 1959

Questão n.° 625 de “O Livro dos Espíritos”


1 Na procura de orientação para a conquista da felicidade suprema, com base na alegria santificante, lembra-te de que não podes encontrar a diretriz integral entre aqueles que te comungam a experiência terrestre.

  2 Nem na tribuna dos grandes filósofos.

  3 Nem no suor dos pioneiros da evolução.

  4 Nem na retorta dos cientistas eméritos.

  5 Nem no trabalho dos pesquisadores ilustres.

  6 Nem na cátedra dos professores distintos.

  7 Nem na veste dos sacerdotes abnegados.

  8 Nem no bastão dos pastores experientes.

  9 Nem no apelo dos porta-vozes de reivindicações coletivas.

  10 Nem nas ordenações dos administradores mais dignos.

  11 Nem nos decretos dos legisladores mais nobres.

  12 Nem no verbo flamejante dos advogados do povo.

  13 Nem na palavra dos juízes corretos.

  14 Nem na pena dos escritores enobrecidos.

  15 Nem na força dos condutores da multidão.

  16 Nem no grito contagioso dos revolucionários sublimes.

  17 Nem nas arcas dos filantropos generosos.

  18 Nem na frase incisiva dos pregadores ardentes.

  19 Nem na mensagem reconfortante dos benfeitores desencarnados.


20 Em todos, surpreenderás, em maior ou menor porção, defeito e virtude, fealdade e beleza, acertos e desacertos, sombras e luzes.

21 Cada um deles algo te ensina, beneficiando-te de algum modo; contudo, igualmente caminham, vencendo com dificuldade a si mesmos… Cada um é credor de nossa gratidão e de nosso respeito pelo amor e pela cultura que espalha, mas no campo da Humanidade só existe um orientador completo e irrepreensível.

22 Tendo nascido na palha, para doar-nos a glória da vida simples, expirou numa cruz pelo bem de todos, a fim de mostrar-nos o trilho da eterna ressurreição.

23 Sendo anjo, fez-se homem para ajudar, e, sem cofres dourados, viveu para os outros, descerrando os tesouros do coração.

24 É por isso que Allan Kardec, desejando indicar-nos o guia real da ascensão humana, formulou a pergunta 625, em “O Livro dos Espíritos”, indagando qual o Espírito mais perfeito que Deus concedeu ao mundo para servir de modelo aos homens, e os mensageiros divinos responderam, na síntese inolvidável: — “Jesus” —, como a dizer-nos que só Jesus é bastante grande e bastante puro para ser integralmente seguido na Terra, como sendo o nosso Mestre e Senhor.


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

 

.

D
W