O Caminho Escritura do Espiritismo Cristão
Doutrina espírita - 2ª parte.

Índice | Página inicial | Continuar

Queda e ascensão da casa dos benefícios — Bezerra de Menezes — 2ª Parte


14

O homem novo

De mensagem recebida em 20.03.1949


1 Cada dia que corre sobre a existência do homem constitui um passo a mais na direção da Suprema Verdade.


De mensagem recebida em 5.02.1951


2 Há circunstâncias dolorosas que funcionam por incalculáveis benefícios à nossa própria redenção. Agradece os problemas que a Terra te deu, nos dias que passam, porque através deles recebeste lições inapreciáveis de paz e iluminação.


3 Realmente o caminho a trilhar é grande, todavia, qualquer jornada começa de um passo.


De mensagem recebida em 13.11.1951


4 Antigamente, espalhávamos a riqueza de nossas oportunidades, como filhos perdulários do Lar de Nosso Pai; hoje, meu amigo, ajuntamos os recursos menosprezados e reunimos os tijolos dantes perdidos para restabelecer os nossos créditos morais, diante da Divina Misericórdia.


De mensagem recebida em 8.12.1951


5 Nunca o vosso planeta esteve tão necessitado de amor e luz como na presente época.


De mensagem recebida em 10.03.1954


6 Busquemos a tarefa que nos cabe realizar e a edificação coletiva com Jesus erguer-se-á sublime, lançando seguros alicerces no presente, para que o futuro pertença ao reino de Deus.


De mensagem recebida em 24.04.1957


7 A veste física é barco de inestimável valor para a travessia do oceano das provas, a cujos perigos nos atiramos pela imprevidência do pretérito.


De mensagem recebida em 24.04.1957


8 Roguemos a todos, meus filhos, mais harmonia e mais união, sem o cansaço e sem o azedume que tantas vezes nos impõem dificuldades e espinhos de vulto.


De mensagem recebida em 20.06.1964


9 Tenhamos mais devoção à fraternidade pura, ajudando-nos com lealdade inquebrantável uns aos outros, perdoando-nos mutuamente e entrelaçando os próprios braços no trabalho a realizar.


10 A concórdia fraternal nunca nos foi tão essencial. O espírito de serviço em tempo algum, como agora, foi convocado ao sacrifício e ao devotamento, a fim de que as verdades da alma prossigam luzindo sobre os interesses materiais.


De mensagem recebida em 10.12.1966


11 Serenidade e tolerância uns para com os outros; paciência recíproca e mútua compreensão.


De mensagem recebida em 14.11.1975


12 Esqueçamos quaisquer prurido de separatividade em quaisquer questões a que formos chamados e procuremos compreender e servir.


Bezerra de Menezes


Abrir