Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Palavras de vida eterna — Emmanuel


89


Inesquecível advertência

“… Que te importa a ti? Segue-me tu.” — JESUS (João, 21.22)


1 Viste, sim, as desilusões com que não contávamos.

2 Muitos daqueles mesmos amigos que nos exortavam à estrada certa, enovelaram-se nos cipoais da perturbação, como que petrificados na indiferença.

3 Companheiros que supúnhamos estandartes vivos nas trilhas da verdade; renderam-se a deslavadas mentiras.

4 Irmãos que nos prometeram fidelidade inquebrantável deixaram-nos a sós, na primeira dificuldade.

5 Parentes que nos deviam proteção e respeito bandearam-se para campos de sombra e vício, hostilizando-nos o ideal.

6 E multiplicam-se tropeços para que a nossa caminhada se obstrua.

7 Converteram-se estímulos em sarcasmos.

8 Quem nos dava esperança, fornece negação.

9 Quem ontem nos ajudava, hoje nos desajuda.

10 Mãos que nos atiravam flores de aplauso fazem agora chover sobre nós as farpas da incompreensão.

11 Sozinhos, sim… Muita vez, encontrar-nos-emos, desse modo, entre a expectativa e a solidão.

12 Nosso primeiro impulso é o de reclamar naquilo que supomos nosso direito; contudo, buscando a palavra do Evangelho, surpreendemos a inesquecível advertência do Senhor: “Que te importa a ti? Segue-me tu.”


.Emmanuel



(Reformador, fevereiro 1961, p. 26)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir