Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Palavras sublimes — Autores diversos


25


Soneto mediúnico

1 No surto louco dos iconoclastas,
Em fúria ignota, homífera, suprema,
Matei em mim as ilusões mais castas
Como se espreme o pus de um apostema.


2 Andei no mundo arremessando as hastas
De uma idiossincrasia atra e extrema.
Dor que me trouxe as dores mais nefastas,
Minha horrorosa e trágica alçaprema!


3 Vida de pobre célula tarada,
De uma genealogia envenenada,
Em que acha o “morbus” pábulo profundo,


4 Só a morte absolveu minha alma escrava,
Morte que, para mim, representava
O espasmo tenesmódico do mundo.


.Augusto dos Anjos





Reformador — 1º de dezembro de 1936.

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir