O Caminho Escritura do Espiritismo Cristão
Doutrina espírita - 2ª parte.

Índice | Página inicial | Continuar

Pétalas da primavera — Autores diversos


13

Trovas e provas

1 Quem diz que depois da morte
Não há saudade na gente
Saberá quando morrer
Que a verdade é diferente.

José Albano


2 Que ninguém acuse a sorte
Rogando que a prova cesse,
Na vida quanto na morte
Só há o que merece.

Sylvio Fontoura


3 Vi o sol da primavera
Aquecendo a moradia;
Mais tarde, se chega a morte
Tudo é tapera vazia.

Pedro Silva


4 Sempre noto com reserva
As dores que vêm do herdeiro;
Não sei se o choro é de mágoa,
Ou de briga por dinheiro.

Cornélio Pires


5 Luta, serve e segue acima,
Trabalha, constrói e avança,
Serviço dissipa as sombras
Entre a saudade e a esperança.

Sabino Batista


6 Não te deixes mergulhar
No fel da melancolia,
A tristeza que é de hoje
É luz para novo dia.

Antônio Barros


7 Desgostos que te procuram
Em todo e qualquer momento,
São apoios disfarçados
Em forma de sofrimento.

Augusto Coelho


8 Era um menino inocente,
Chamavam-me anjo Tonim,
Depois fui ao mundo… E agora
Tenho saudades de mim.

Toninho Bittencourt


9 Dizem que a flor da saudade
Foi nascida, aos pés da cruz,
Quando Maria, em silêncio,
Chorava a dor de Jesus.

Auta de Souza


Texto extraído da 1ª edição desse livro.

Abrir