Bíblia do Caminho  † Testamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Páginas de fé — Autores diversos — F. C. Xavier / Carlos A. Baccelli

 

3

 

Norma ideal

(Caminho mais alto)  n

“Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens.” — PAULO (2 Coríntios, 3.2)

 

O obreiro do Senhor notadamente na Doutrina Espírita, há que se reger pela harmonia, a fim de que a segurança lhe presida todas as resoluções e atitudes.

 

  Nem tão ardente no ideal que descambe na precipitação, nem tão extático que apenas viva de sonho.

  Nem tão exigente, no trato com os outros, que se converta em figurino de intolerância, nem tão apático que se torne irresponsável.

  Nem tão fanático na atividade que suscite perturbação, nem tão brando que se faça preguiça.

  Nem tão extremista em questão de direito que inspire violência, nem tão fraco que encoraje o desrespeito.

  Nem tão isolado em sociedade que se encastele em egoísmo, nem tão agarrado às relações de toda espécie que se queime nas paixões.

  Nem tão prudente que se atenha à frieza, nem tão desabrido que abrace a temeridade.

  Nem tão aflito, ante as lutas e problemas do cotidiano, nem tão despreocupado que se arroje à indiferença.

 

A lógica da Doutrina Espírita nos assinala a todos uma norma ideal de ação, nas mais diversas áreas da vida: equilíbrio e mais equilíbrio, a fim de que venhamos a identificar-nos com o Bem, sempre mais e melhor.

 

.Emmanuel

 

(Psicografia de Francisco C. Xavier)

 


[1] O título entre parênteses é o mesmo da mensagem original e seu conteúdo, diferindo nas palavras marcadas, foi publicado em 1981 pela editora CEU e é a 6.ª lição do livro “Linha duzentos

 

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

 

.

D
W