Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Palco iluminado — Jair Presente


10


Espanto

  1 Juca Monteiro, no sítio,

  Estava octogenário,

  Sempre alegre e acolhedor,

  Muito embora solitário.


  2 Preso à cadeira de rodas

  Depois de grave acidente,

  Não lastimava a velhice

  Nem se dizia doente.


  3 Cedo ficara viúvo

  E as duas filhas casadas

  Residiam longe dele,

  Amigas e dedicadas.


  4 Mantinha, porém, consigo

  Os seus próprios defensores:

  Quatro cães policiais

  E um casal de servidores.


  5 No dia em que fomos vê-lo

  Em serviço de assistência

  Mostrava-se qual criança…

  Chegara um dos netos dele,

  O jovem Paulinho França.


  6 Monteiro muito contente

  Conversava em voz segura,

  Admirava no moço

  A gentileza e a cultura.


  7 Em certo instante, Paulinho

  Comunicou ao doente

  Que cedo viajaria,

  A fim de seguir à frente…


  8 E acentuou constrangido:

  — “Rogo ao senhor me releve

  Vou ver contas de meu pai,

  Mas voltarei muito em breve.


  9 O avô disse concordar

  E explicou que ele sabia

  Que o genro necessitava

  De pôr as contas em dia.


  10 O neto voltou à carga,

  Consultando, apreensivo:

  — “A pedido da mamãe,

  Preciso eu de levar

  As fotos do mano Altivo.


  11 “Rogo ao senhor emprestar-me

  A chave do quarto dela,

  É aquele muito abafado

  Pela falta de janela…”


  12 O avô atendeu, de pronto.

  Retirou a dita chave

  De um molho com laço forte

  E disse-lhe: “Achar retratos

  Com tanta pressa, meu filho,

  Seria ter muita sorte.


  13 “Procure entrar no aposento,

  Entretanto, acenda velas,

  Pois o quarto é muito escuro…

  Caminhe lá com cuidado,

  Aqui, há sempre monturo…”


  14 O rapaz, incontinente,

  Toma a chave e eis que se apruma;

  Vai ao quarto, a pé ligeiro,

  Mas sem levar luz alguma.


  15 Fechando-se lá por dentro,

  Tateia caixas em pilha

  Retira logo a terceira

  Por saber que ela guardava

  Os brilhantes da família.


  16 Mergulha as mãos entre as pedras,

  A ambição lhe surge e cresce,

  Levaria do tesouro

  Os brilhantes que pudesse…


  17 Agitando as pedras todas

  O moço geme e se estaca,

  Sem tirar pedra nenhuma,

  Tocado de dor aguda,

  Caiu no piso, gritando,

  Mordido de jararaca.


.Jair Presente


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir