Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier: O Primeiro Livro — Autores diversos

Parte III — Chico Xavier: Psicografia

44


Ao mundo

1 A Terra é o vasto abismo onde a alma chora,

O vale de amarguras do Salmista,

Lodoso chavascal onde se avista

A podridão dos vermes que apavora.


2 Mas, para os grandes bens, para que exista

A perfeição da luz deslumbradora,

Precisamos da carne que aprimora

Com o camartelo mágico do artista.


3 Terra tranquilamente eu te abençoo…

Porque da tua dor alcei meu voo

Para a mansão das luzes opulentas;


4 Teu rigor nos redime e nos eleva;

Mas és ainda o cárcere da treva,

Triste mundo de chagas pustulentas!


.Antonio Nobre



Na sessão de 21-03-1934.

Essa mensagem foi também publicada pela FEB e é o 4ª soneto do 11º capítulo do livro “Parnaso de Além-Túmulo


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir