Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier: O Primeiro Livro — Autores diversos

Parte III — Chico Xavier: Psicografia

24


Beleza da morte

  1 Há no estertor da morte uma beleza

  Transcendente, ignota luminosa,

  Beleza sossegada e silenciosa,

  Da luz branca da Paz, trêmula e acesa…


  2 É o augusto momento em que a alma, presa

  Às cadeias da carne tenebrosa,

  Abandona a prisão, dorida e ansiosa,

  Sentindo a vida de outra natureza.


  3 Um mistério divino há nesse instante,

  No qual o corpo morre e a alma vibrante

  Foge da noite das melancolias!…


  4 No silêncio de cada moribundo,

  Há a promessa de vida em outro mundo,

  Na mais sagrada das hierarquias.


.Cruz e Souza



Sessão de 14-03-1934.

Essa mensagem foi também publicada pela FEB e é o 12ª soneto do 26º capítulo do livro “Parnaso de Além-Túmulo


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir