Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier: O Primeiro Livro — Autores diversos

Parte III — Chico Xavier: Psicografia

3


Morte

  1 Silenciosa madona da tristeza,

  A morte abriu-me as catedrais radiosas,

  Onde pairam as formas vaporosas

  Do país ignorado da Beleza.


  2 Num dilúvio de lírios e de rosas,

  Filhos da luz de uma outra Natureza,

  Que entornavam no espaço a sutileza

  Dos incensos das naves harmoniosas!


  3 Monja de olhar piedoso, calmo e austero,

  Que traz à Terra um tênue reverbero

  Da mansão das estrelas erradias…


  4 Irmã da paz e da serenidade,

  Que abriu meus olhos na Imortalidade,

  A esperança de todos os meus dias!


A. G.

.Abel Gomes



Sessão de 06-09-1933.

Nota — Houve em setembro algumas outras reuniões dedicadas à doutrinação, onde foram recebidas páginas de prosa que não foram copiadas.

Essa mensagem foi também publicada pela FEB e é o 2ª soneto do 1º capítulo do livro “Parnaso de Além-Túmulo


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir