Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

O Evangelho por Emmanuel — Volume III

Comentários ao Evangelho segundo Lucas

208


Fé e paz

E ele lhes disse: por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos ao vosso coração? — JESUS (Lucas, 24:38)


1 Para a inquirição do Senhor aos discípulos a quem demonstrava a sobrevivência, não encontraríamos realmente uma resposta aceitável, porque o abatimento e a perturbação quase sempre resultam da inconstância na fé.

2 O objetivo que atingiremos na senda evolutiva inclui, hoje ou amanhã, o domínio de nós mesmos, guardando-nos o coração tranquilo e imperturbável.

3 E, enquanto experimentamos o suor das tarefas que nos honram o “hoje”, é preciso aceitar de frente todas as circunstâncias, para que não desmereçamos o ideal superior que nos alimenta os sonhos.

4 Fenômenos infelizes ou sucessos amargos não nos devem toldar o clima de esperança.

5 Resguardados na fé que nos emoldura os passos, estejamos desassombrados e valorosos perante todas as ocorrências que nos envolvem as horas.

6 Perturbar-se é render-se à névoa da invigilância. Apavorar-se é cair sob o domínio das sombras.

7 Mantenhamos o coração sereno, firme e forte, em qualquer emergência escura, pois os minutos próximos são incógnitas constantes para o nosso raciocínio humilde e fragmentário.

8 Não nos deixemos abater ante as lutas da marcha.

9 Se trazemos conosco a fé, a paz ser-nos-á o escudo amigo e invulnerável.

10 Assim, que as aflições jamais nos amedrontem, porquanto, muitas vezes, qual sucedeu um dia aos amigos do Mestre, a surpresa que surge, a trazer-nos espanto, é somente a visita da mensagem do Céu em talentos de amor e tesouros de luz.


.Emmanuel



(Reformador, fevereiro 1958, p. 43)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir