Bible of the WayBíblia do Caminho  † Xavierian TestamentTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Índice

O Espírito de Cornélio Pires — Cornélio Pires — F. C. Xavier / Waldo Vieira / Elias Barbosa ©

 

Índice

Antologia poética organizada por Elias Barbosa: Nota de liminar | Nota: Selecionamos um total de cento e duas poesias, sendo vinte e um sonetos e trovas as demais. Procuramos colocar entre um soneto e outro quatro quadras (Com os primeiros versos das trovas, entre aspas, no índice). Todas as peças de números ímpares são devidas à psicografia de Francisco Cândido Xavier, e as de números pares à de Waldo Vieira. (Elias B.)

1 Despedida de Vital (1) “Frases do jazigo escuro” (2) “Li num sepulcro de pedra” (3) “Paixão que vem de outras vidas” (4) “Reencarnação!… Vejo agora” (5)

2 A mensagem e a resposta (4) “Alguém gravou no carneiro” (7) “Da lousa do mestre Armando” (8) “Lalau liquidou Quinquim” (9) “Quem mata o tempo na vida” (10)

3 A morte de Nhá Mina (11) “Na cova do jasmineiro” (12) “Li no túmulo de Ormindo” (13) “Qualquer defeito é mal grande” (14) “Maricotinha enjeitou” (15)

4 Na mesma moeda (16) “Alguém escreveu na lousa” (17) “Na sepultura comum” (18) “Não largues ao bem-querer” (19) “Seguro morreu de velho” (20)

5 A enxada (21) “Inveja em torno? Desculpa” (22) “A luta pior da vida” (23) “Independência real” (24) “Muito herói parece quadro” (25)

6 Confortinho (26) “Seja o crime mais perfeito” (27) “Põe na peneira do exame” (28) “Em qualquer parte onde o crime” (29) “Silêncio é ouro — legenda” (30)

7 Partida de Nhá Cota (31) “Grande inscrição de lembrança” (32) “Legenda na sepultura” (33) “Causa e efeito, lei segura” (34) “Quem lhe fala, meu amigo” (35)

8 No rio das lágrimas (36) “Saudade, às vezes, no Além” (37) “Dinheiro lembra no fundo” (38) “Não mexas com vida alheia” (39) “Reencarnação, benefício” (40)

9 Terras de Nho Quinca (41) “Renova-te! Alguém já disse” (42) “Pão que sobra é contrabando” (43) “Caridade indiscutível” (44) “Provérbio que o povo diz” (45)

10 Paixão de “Sá” Biluva (46) “Felicidade é a soma” (47) “Longevidade não vem” (48) “Devagar que tenho pressa” (49) “Nem sempre os males são males” (50)

11 E foi-se embora… (51) “Vingança perante a ofensa” (52) “Mais vale saber que ter” (53) “Ventura que não se perde” (54) “Infeliz não é aquele” (55)

12 Nhô Manduco (56) “Reencarnação!… Que estopada!” (57) “Afeição cega a razão” (58) “Se o coração está rico” (59) “Provérbio claro e bem-posto” (60)

13 Notícia da avareza (61) “Se a prece não me auxilia” (62) “Deveres nas provações” (63) “Há casamento de prova” (64) “Não julgues a vida errada” (65)

14 A tagarela (66) “Lição que toda pessoa” (67) “Micróbio! Um bichinho inquieto” (68) “Descrença? Ninguém se importe” (69) “Preguiça quando conversa” (70)

15 Matava por prazer (71) “Ah! bela mulher fatal” (72) “Explica a reencarnação” (73) “Para o mundo sabichão” (74) “Confesso os enganos meus!” (75)

16 Céu, Inferno e Purgatório (76) “Riquezas de sepultura?” (77) “Conversa de festa e arte” (78) “Entusiasmo onde esteja” (79) “As vezes o bem, no mundo” (80)

17 Nhá Bela (81) “Compaixão inoportuna” (82) “As pessoas preguiçosas” (83) “Discernimento e bondade” (84) “Invejoso inteligente?” (85)

18 O fazedor de caixões (86) “Obrigações pequeninas” (87) “Beleza, glória, alegria” (88) “Humanidade, um só povo” (89)

19 Noventa cruzeiros (90) “Ninguém consegue alterar” (91) “Caridade que deseje” (92) “Felicidade reclama” (93)

20 Esconjuro (94) “Quem foge ao mar não se afoga” (95) “Dinheiro e palha, um só peso” (96) “Não há noite tão profunda” (97)

21 Bota-fora de Nhô Chico (98) “Onde a força manda em tudo” (99) “Doutrinação sem trabalho” (100) “Ensino sem boas obras” (101) “Nem sempre existe defeito” (102)

 

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.