Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Militares no Além — Autores diversos


36


Deus em nós e nós em Deus

26/12/1951


1 Meu caro amigo General Aurélio, Deus em nós e nós em Deus.

Venho reavivar-lhe a certeza dos nossos trabalhos assistenciais de sempre. O provedor da Cruz, e nosso antigo companheiro de luta, não permanece esquecido. Continuamos a postos. E pouco a pouco as suas forças orgânicas vão sendo reconstituídas.

2 Trabalho de vulto esse em que nos dispomos à recomposição de corpúsculos infinitesimais, em cuja rede harmoniosa recolhemos a bênção da saúde na Terra, não se verifica sem o dilatado esforço e sem sacrifícios compreensíveis. Agradecemos de coração a boa vontade com que nos guardou os avisos e creia que excelentes resultados se alinharam em favor de seu integral reajuste. 3 Com o auxílio do Alto, não obstante pareça morosa e complexa, a sua restauração se processa com segurança. A palavra tem adquirido melhoras gradativas, cada vez mais eficientes, e a visão vem apresentando restabelecimento sensível, embora com o vagar de que carecemos para não nos internarmos na pressa, muitas vezes imprópria e improdutiva.

4 Agora, meu amigo, permita que algo lhe falemos com respeito à sua abnegada companheira. Não há motivo para as manifestas inquietações a que se confia no silêncio de suas meditações. Nossa devotada D. Júlia vem recobrando as energias físicas em brilhante carreira de refazimento. As manifestações reumáticas que a surpreenderam não se revestem de qualquer sintoma grave ou perigoso — simples eclosão de resíduos orgânicos que, gradativamente, será contida em favor do seu equilíbrio completo. 5 Felizmente, o seu estágio aqui no campo tem a função de repouso curativo. Nossa irmã reclamava semelhante período de tranquilidade para atender aos imperativos da saúde, que lhe é preciosa tanto quanto é preciosa a todos os que lhe recebemos edificante cooperação, em diversos setores de nossa luta. Não há justificativa para qualquer aflição, esperando que o seu espírito se mantenha despreocupado e firme quanto à esposa, que nos merece igualmente especial atenção.

6 Desejamos aos dois, e a todos os seus familiares queridos, muita saúde, paz, bom-ânimo e bem-estar no 1952 que se aproxima. E despedindo-me, por agora, na certeza de que a sua confiança corresponderá sempre ao nosso esforço, abraça-o o velho companheiro e irmão muito reconhecido de sempre,


.Ismael


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir