Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Lira imortal — Autores diversos


42 n


Morte

  1 Longe do sentimento limitado

  Da matéria em seus átomos finitos,

  No limite de um mundo ignorado,

  Celebra a Morte seus estranhos ritos.


  2 Hinos e vozes, lágrimas e gritos

  Do Espírito, que outrora encarcerado

  Contempla a luz dos orbes infinitos

  Bendizendo a amargura do Passado!


  3 Ó Morte, a tua espada luminosa,

  Formada de uma luz maravilhosa

  É invencível em todas as pelejas!…


  4 És no Universo estranha divindade;

  Ó operária divina da Verdade,

  Bendita sejas tu! Bendita sejas!..


.Cruz e Souza



[1] Vide nota do cap. 12


Esta mensagem foi publicada primeiramente em 1935 pela LAKE e é a 5ª da 2ª Parte do livro “Palavras do Infinito


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir