Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Livro da esperança — Emmanuel


25


Donativo da alma

“Bem-aventurados os que são misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.” — JESUS (Mateus, 5.7)


“A misericórdia é o complemento da brandura, porquanto aquele que não for misericordioso não poderá ser brando e pacífico.” — (Cap. X, 4)


1 Reflete nas provações alheias e auxilia incessantemente.

2 Louvado para sempre o trabalho honesto com que te dispões a minorar as dificuldades dos semelhantes, ensinando-lhes a encontrar a felicidade, através do esforço digno.

3 Bendita a moeda que deixas escorregar nas mãos fatigadas que se constrangem a implorar o socorro público.

4 Inesquecível a operação da beneficência, com a qual te desfazes de recursos diversos para que não haja penúria na vizinhança.

5 Abençoado o dia de serviço gratuito que prestas no amparo aos companheiros menos felizes. Enaltecido o devotamento que empregas na instrução aos viajores do mundo, que ainda se debatem nos labirintos da ignorância.

6 Glorificado o conselho fraterno com que te decides a mostrar o melhor caminho.

7 Santo o remédio com que alivias a dor.

8 Inolvidáveis todos os investimentos que realizes no Instituto Universal da Providência Divina, quando entregas a benefício dos outros o concurso financeiro, a página educativa, a peça de roupa, o litro de leite, o cobertor agasalhante, o momento de consolo, o gesto de solidariedade, o prato de pão…

9 Não se pode esquecer que Jesus consignou por crédito sublime da alma, no Reino de Deus, o simples copo de água que se dê no mundo em seu nome.

10 Entretanto, mil vezes bem-aventurada seja cada hora de tua paciência diante daqueles que não te compreendam ou te esqueçam, te firam ou te achincalhem, porque a paciência, invariavelmente feita de bondade e silêncio, abnegação e esquecimento do mal, é donativo essencialmente da alma, bênção da fonte divina do amor, que jorra das nascentes do sacrifício, seja formada no suor da humildade ou no pranto oculto do coração.


Emmanuel


.

Abrir