O Caminho Escritura do Espiritismo Cristão
Doutrina espírita - 2ª parte.

Índice | Página inicial | Continuar

Justiça divina — Emmanuel


55

O lugar do Paraíso

Reunião pública de 1-9-1961.

1ª Parte — Cap. III — Item 2.


1 Para além do mais além, espraia-se o Universo infinito, em todas as direções.

2 O homem terrestre já mentaliza Vênus e Marte, Júpiter e Saturno, lares pendentes do colo maternal do Sol que nos anima, por territórios atingíveis.

3 Não nos referiremos em página tão simples à estatística dos milhões de quilômetros que separam os grandes mundos entre si. Recordemos tão só que a galáxia em que respiramos agora, dentro da qual a nossa Terra pode ser comparada a uma laranja no Oceano Pacífico, dista da galáxia mais próxima centenas de anos-luz. E, compreendendo-se que um ano-luz representa mais de nove trilhões de quilômetros, já que a luz se projeta com a velocidade de trezentos mil quilômetros por segundo, é fácil imaginar a grandeza da Criação.


4 Temos, desse modo, a enxamearem, nas vastidões do Cosmo, sóis e planetas incontáveis, todos eles vinculados às pluriformes Esferas espirituais em que se continuam. 5 Aí, aglutinam-se, funcionam, desintegram-se e refazem-se mundos de todas as condições, no incessante quimismo dos elementos.

  6 Mundos — santuários…

  7 Mundos — escolas…

  8 Mundos — sementeiras…

  9 Mundos — searas…

  10 Mundos — desertos…

  11 Mundos — jardins…

  12 Mundos — hospitais…

  13 Mundos — penitenciárias…

  14 Mundos — oficinas…

  15 Mundos — museus…


16 Alma que te purificas na Terra, diante de tamanha magnificência, não menoscabes, porém, a tua glória celeste.

17 No círculo da dor e da experiência, guardas contigo o gérmen da Divindade. Criatura consciente, mais que todas as soberbas formações dos Planos de matéria transitória, encerras o eterno pensamento do Criador!

18 Lutemos e soframos, por aperfeiçoar e aformosear a nós mesmos, nascendo sob o teto da carne e renascendo nos reinos do Espírito, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, até que, um dia, aliando a sabedoria e o amor, por nossas próprias asas, possamos remontar ao Coração da Vida, carregando o paraíso no coração.


Emmanuel


Texto extraído da 1ª edição desse livro.

Abrir