Bíblia do Caminho  † Testamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Intervalos — Emmanuel


20


Em louvor do silêncio

“Não saiba a tua mão esquerda o que deu a direita”. (Mt)

Não se inteirem os teus adversários gratuitos daquilo que fazes, sob a inspiração da fraternidade e da justiça.

Não se informe o mal, acerca do bem que praticas.

Não invoque a leviandade ao círculo de teu dever que deve ser bem cumprido.

Não busque poeira para a água cristalina.

Não te associes à perturbação para a sementeira da harmonia.


Jesus não se reportava somente à humildade, no ensinamento a que nos referimos. Destacava também a prudência e a ponderação, assinalando a riqueza do silêncio, que nos compete usar, nas menores lutas da vida, em favor do êxito de nossas próprias tarefas.

Lembra-te de que os problemas se estendem ao infinito…

Cada ser, cada criatura, cada consciência possuem necessidades diferentes entre si.

A caridade para com o instrutor não é a mesma que devemos prestar ao aprendiz e a assistência ao homem enfermo não é igual a que nos cabe endereçar ao homem robusto.

A essência do bem é una em suas raízes fundamentais, mas os seus métodos de manifestação variam infinitamente.

Guardemos, pois, o ensinamento da mão direita que deve trabalhar sem a intromissão da esquerda e adotemos o silêncio por soberana medida de equilíbrio, na sementeira de felicidade, em nosso próprio benefício.


.Emmanuel



Essa mensagem, diferindo na palavra marcada, foi publicada em fevereiro de 1953 pela FEB no Reformador e é também a 129.ª lição do 1º volume do  livro “O Evangelho por Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

 

.

D
W