Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Fonte viva — Emmanuel


177


Riqueza para o Céu

“Ajuntai tesouros no Céu…” — Jesus. (MATEUS, 6.20)


1 Quem se aflige indebitamente, ao ver o triunfo e a prosperidade de muitos homens impiedosos e egoístas, no fundo dá mostras de inveja, revolta, ambição e desesperança.

2 É preciso que assim não seja!

Afinal, quem pode dizer que retém as vantagens da Terra, com o devido merecimento?

3 Se observamos homens e mulheres, despojados de qualquer escrúpulo moral, detendo valores transitórios do mundo, tenhamos, ao revés, pena deles.

4 A palavra do Cristo é clara e insofismável.

— “Amontoa tesouros no Céu”, — disse-nos o Senhor.

5 Isso quer dizer: “Acumulemos valores íntimos para comungar a glória eterna”!

6 Efêmera será sempre a galeria de evidência carnal.

7 Beleza física, poder temporário, propriedade passageira e fortuna amoedada podem ser simples atributo da máscara humana, que o tempo transforma, infatigável.

8 Amealhemos bondade e cultura, compreensão e simpatia.

9 Sem o tesouro da educação pessoal é inútil a nossa penetração nos Céus, porquanto estaríamos órfãos de sintonia para corresponder aos apelos da Vida Superior.

10 Cresçamos na virtude e incorporemos a verdadeira sabedoria; n porque amanhã serás visitado pela mão niveladora da morte e possuirás tão somente as qualidades nobres ou aviltantes que houveres instalado em ti mesmo.


Emmanuel



[1] [Observação: Até aqui, o autor se expressa usando compreensivelmente a 1ª pessoa do plural, em seguida utiliza a 2º pessoa do singular; pois, estando desencarnado, não poderia “ser visitado pela mão niveladora da morte”.]



Texto extraído da 1ª edição desse livro.

.

Abrir