Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Fé, paz e amor — Emmanuel


Fé, paz e amor

1 Leitor amigo:

— “Que poderemos fazer individualmente para auxiliar ao nosso mundo, atualmente em crise quase que por toda parte?”

2 Este é o resumo de várias indagações de amigos ainda vinculados à vida física, ansiando colaborar no alívio às tensões que presentemente, assinalam o cotidiano da Terra.

3 Não dispomos de autoridade para indicar essa ou aquela medida, tendentes a elevar o nível de progresso e espiritualização da coletividade terrestre, entretanto, não ignoramos que o trabalho é a base de todas as realizações do engrandecimento humano. E sobre semelhante alicerce, conhecemos a força da cooperação individual em três caminhos que se entrelaçam e se confundem no mesmo contexto de ação, na conquista da felicidade real para todas as criaturas.

4 Essas três estradas, acessíveis a cada um dos seres humanos, são as seguintes: a fé, a paz e o amor.

  5 Fé: — Somos todos compelidos a reconhecer que nos achamos, encarnados e desencarnados, num mundo que não construímos e que funciona sob leis exatas, suscetíveis de serem analisadas com o nosso próprio raciocínio. Nessa observação, identificamo-nos no lugar certo para desenvolver a nossa mente, confiando em Deus, o Criador da Natureza e da Vida e confiando em nós mesmos.

  6 Paz: — A paz começará de nós próprios, a fim de irradiar-se na direção de quantos nos cerquem ou convivam conosco, somando-se à paz que os outros exteriorizem, de modo a que a vida, onde estivermos, possa atingir os domínios da Harmonia que, de futuro, nos regerá os destinos.

  7 Amor: — Todos os ensinamentos filosóficos estão sintetizados nesta afirmação de Jesus: — “Amai-vos uns aos outros como vos amei.” ( † )


8 Amor-compreensão que não espera ser amado por todos os que ainda não nos podem compreender. Amor-renúncia, de modo a sermos colaboradores da felicidade alheia; amor que abrace todas as faixas da Natureza, estendendo-se a todos os seres em evolução, do verme aos astros, a fim de nos integrarmos na Essência de Deus, o Autor do Universo.

9 Note, o amigo leitor, que a verdade fala por si mesma.

10 Ergamos a moradia espiritual sobre os alicerces do trabalho, de conformidade com os nossos deveres, e, aprendendo e progredindo, começaremos a nossa edificação sobre os pilares da fé, da paz e do amor; e, com enorme ganho de tempo, alcançaremos as luzes da Vida Maior.


Emmanuel


Uberaba, 8 de Janeiro de 1989.


.

Abrir