Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Fé e vida — Autores diversos


Capítulo 6


Na construção espiritual

1 Iniciar as boas obras, arquitetar o mundo melhor, idealizar a paz, começar o trabalho da redenção!…

2 Todos encontram facilidade para assinar as mais altas promessas nesse sentido, quando a alegria, semelhante à do alvorecer anima o grupo de corações magnetizados de sonho.

3 Entretanto, após a largada de esperança, principiam os entraves da construção.

4 Surgem os conflitos de ideia, as exigências de renúncia à personalidade, os obstáculos que se agigantam com o crescimento das tarefas, as tentações ao desânimo e, com isso, verificam-se os adeuses de muitos companheiros que se afastam.

5 Esse adoeceu, aquele se afirma vencido pelo cansaço, outro se diz onerado de compromissos na equipe doméstica e outro ainda se confessa mergulhado em desalento ou desilusão.

6 Terão decerto motivo para semelhante comportamento, de vez que ninguém pode exigir de alguém aquilo que esse alguém não consiga efetivamente fazer.

7 No entanto, se colocaste o coração no serviço a realizar, mantém acesa a chama do próprio ideal e segue adiante. 8 Os caminhos se alteram para a verdade e muitas vezes se alteram igualmente os viajores por injunções das dificuldades que carregam, mas a verdade é uma luz inalterável e entendendo-se a perenidade do Espírito, nós todos, de um modo ou de outro, volveremos a ela, buscando-a por fonte de nossa própria felicidade.

9 Ora e abençoa os companheiros que se retiram, contando com eles, hoje ou amanhã, depois de amanhã ou mais tarde de regresso.

10 Lembremo-nos do Cristo: um dia o Construtor do reino divino para os homens se viu igualmente a sós com os próprios encargos, mas nem por isso deixou de confiar-se a Deus e com Deus voltou Ele da própria morte para continuar em seu divino apostolado com aquelas mesmas criaturas que transitoriamente não lhe haviam aceito as diretrizes; e a sua obra, iluminada de vida imperecível, até hoje persiste no caminho dos séculos, em plenitude de ascensão.


Emmanuel



(Uberaba (MG), 19 de janeiro de 1973)


.

Abrir