Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Falou e disse — Augusto Cezar Netto


18


Resposta breve

1 Irmã, recebi sua carta. É uma pedida de pasmar, porque nessa de foca sou ainda penetra. Nas letras, nunca fui pras quebradas e nem sou de grandoriasn

2 Você pede uma colher de chá de conselhos sobre namoro e responder pra isso não é bolinho.

3 Nunca soube tocar nessas muminhas, mas não posso partir pra ignorância. É preciso desenrolar o papo e soltar algumas dicas pra não ficar naquela dos carrancas que esperam santidade pra hoje e na marra. Devo expor qualquer trapo de verbo escrito.

4 Então, ouça. Se você está gravando algum plá de certos granfos inseridos, desses que acreditam em virtudes do corpo livre, saia dessa. Fuja dos contos de noivado na marginália e não se prenda às palas dos garotões na marcação.

5 Se algum nossa-amizade largar as papas em seus ouvidos, repetindo milongas e cascatas, caia fora. É muita gente a entrar nesses canos sem caminhos de volta.

6 Pense e resguarde você contra grudes e rolos desnecessários.

7 Não acredite que estamos sem disciplina. Olhe um carango na descida e imagine o que pode acontecer na banguela.

8 Espere o homem raçudo que não convide a você pra festinhas de embalo ou para fazer rua, porque isso é dar mancada na certa. 9 Aguarde esse homem que falará pra você em casa e filhos, com quem os seus sentimentos estejam emplacados nas obrigações bem cumpridas.

10 A vida no mundo é de muito tempo e alegria não é sopro de um momento só. Existem muitos morros e planícies, rios e furnas pra atravessar.

11 Fique na sua de garota legal, mantendo-se em trabalho, na canoa firme em que seus sonhos consigam navegar sem quedas nas corredeiras, no rio da vida.

12 Felicidade existe, mas é preciso saber viver pra saber encontrá-la. 13 Você não perderá esperando, porque muita menina precipitada, querendo atingir, de qualquer modo, o outro lado das grandes águas, acaba estraçalhando a própria cabeça nas lajes escondidas nas correntes de que ninguém sabe o fundo.

14 Sustente sua paróquia em paz e viva improvisando o melhor de você pra fazer felizes aqueles que participam de sua estrada.

15 Releve a minha opinião de mocorongo que tem custado muito a aprender como se deve ser simples para não bobear.

16 Quanto ao mais, defenda-se você própria com os recursos que o Céu lhe deu ao coração bem formado. 17 E, em resumo, não duvide da presença de Deus em sua vida e procure ser feliz sem invadir o quintal da felicidade dos outros.

18 Isso é tudo o que posso dizer. Por isto mesmo, se não pude expressar com segurança o que disse, fique certa de que falei.


Augusto Cezar



[1] Obs.: Para melhor compreensão de algumas expressões utilizadas pelo autor espiritual vide Glossário de gírias.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir