Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Escrínio de luz — Emmanuel


27


Na tarefa cristã

1 Reparte o teu pão com o faminto e alivia a sede nos lábios ressequidos do teu irmão, mas não esqueças balsamizar-lhes as chagas interiores, com o remédio do entendimento e do carinho, restaurando-lhe a força exaurida ou a esperança quase morta.

2 Jesus deseja ver com os nossos olhos, escutar com os nossos ouvidos e socorrer por nossas mãos…

3 Não estendas os braços somente nos dias da grande necessidade do teu próximo, porque a dádiva tardia significa recusa.

4 Sustenta a alegria edificante, alimenta o bom ânimo, ampara a boa vontade dos outros e dilata o estímulo nos corações que te cercam, de vez que muita gente existe recordando o semelhante apenas quando a miséria já reduziu a alma e a carne a farrapos de sombra e pó.

5 Ante a maledicência, sê o verbo de Jesus, auxiliando o ausente cujo nome é golpeado sem compaixão.

6 Diante da palavra em desvario, aplica os ouvidos do Amigo Celestial e sê complacente com os escravos da ignorância e do infortúnio.

7 À frente da aflição e do mal, usa os olhos do Cristo, enchendo-te de compreensão e amor para ajudar sempre.

8 E, sobretudo, perante o trabalho digno, qualquer que ele seja, retém o júbilo de buscar as mãos do Mestre nas tuas e coopera na execução das boas obras, sem o intuito de recompensa e sem a vaidade de pareceres superior.

9 Não repouses no serviço espontâneo do bem e surpreenderás na tua fadiga um cântico de gloriosa e indefinível luz, porque o Senhor terá realmente encontrado em ti o sublime instrumento para a extensão do seu Reino na Terra.


Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir