Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Escrínio de luz — Emmanuel


5


Considerações

[Sobre o uso do Evangelho]

1 Devemos guardar o Evangelho na cabeça?

  Sim, porque precisamos orientar o pensamento para o bem…


2 Cabe-nos a obrigação de imprimir o Evangelho nos olhos?

  Sim, porque é indispensável permaneça a nossa visão identificada com o ensinamento divino, que transparece de todos os lugares.


3 Compete-nos conservar o Evangelho nos ouvidos?

  Sim, porque é imprescindível registrar a mensagem de bondade que o Alto nos reserva, em todas as particularidades da senda a percorrer.


4 É imperioso guardar o Evangelho nas mãos?

  Sim, porque nossos braços são os instrumentos com os quais criaremos o mundo de nossas boas obras, na direção do Paraíso.


5 Será necessário respeitar o Evangelho com os nossos pés?

  Sim, porque a reta diretriz é imperativo comum.


6 Justo, porém, antes de tudo, é situar o Evangelho no coração, para que o ensino de Jesus aplicado em nós mesmos resplandeça através de nossa mente, de nosso olhar, de nossa audição, de nossas mãos e de nossos pés, a fim de que não sejamos aprendizes fragmentários, subestimando o serviço do Divino Mestre.

7 É imprescindível trazer a Boa-Nova, em todos os nossos pensamentos e aspirações, potências e atividades, salientando-se, contudo, o impositivo da lição de Jesus, no imo dos nossos sentimentos, para que estejamos ligados, primeiramente, ao Senhor, e não ao nosso “eu”, de vez que, segundo as velhas e sempre jovens palavras da Escritura Celeste, onde guardamos o coração aí se encontrará o tesouro de nossa vida.

8 Evangelho no coração será, portanto, a plenitude do Cristo em nós. [Vide lição: O Evangelho no coração]


Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir