Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Esperança e luz — Autores diversos


12


Século XX

  1 Século XX… Entardece.

  Fim do milênio segundo.

  Jesus tutelando o mundo,

  Horas de paz e de prece.


  2 Conflito, inveja, rancor,

  De nada valem na Terra,

  E o ódio que faz a guerra,

  Só se desfaz pelo amor.


  3 Desde milênios distantes,

  Assírios, gregos, romanos,

  Formavam grupos insanos,

  Ostentando o orgulho vão…

  Viviam de luta armada,

  Foice, forca, pedra, espada,

  Terror e devastação.


  4 Nesse clima belicoso,

  Entre nós, brilha Jesus!…

  Mas a guerra do poder,

  Pela astúcia e pelo mando,

  Deu-lhe num gesto nefando,

  Martírio e morte na cruz!…


  5 Depois da angústia do Cristo,

  A guerra vai aos cristãos,

  Que morrem, dando-se as mãos

  Na arena do horror e fel.

  Temos depois as Cruzadas,

  Com matança nas estradas,

  Domina o gládio cruel.


  6 No entanto, os povos do tempo

  Estavam todos cansados

  De tantas guerras… Pediam,

  Nas sombras da Idade Média,

  Termo a qualquer desavença.

  Surge, então, a Renascença,

  Por elevada esperança,

  Mas a guerra ressurgiu

  Nos movimentos da França.


  7 Século XX… Anoitece.

  Ouço dele estranhas vozes,

  O nosso Século XX

  É daqueles mais ferozes!…


  8 Espíritas, companheiros,

  Recordai a trilogia,

  União, serviço e amor,

  Nas lutas de cada dia.

  Resguardai com zelo e fé

  Nossa Doutrina de luz.!…

  Ante a treva mais espessa,

  Que nenhum de nós se esqueça

  Da rota para Jesus!…


Castro Alves



(Mensagem recebida na reunião pública comemorativa do aniversário do Centro Espírita União. São Paulo, Capital, na noite de 7 de outubro de 1992)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir