Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Dádivas de amor — Maria Dolores


6


A subida

  1 Disse-nos o Senhor:

  — “Quem quiser encontrar-me

  Tome a sua cruz e siga-me onde eu for…” ( † )


  2 E um homem que o seguiu, sem queixa e sem alarme,

  Observou que o lenho o constrangia…

  Caminhou, mas não mais na antiga estrada.

  A cruz era pesada

  Na marcha, dia a dia…


  3 Perdeu de vista a risonha paisagem,

  Na qual usufruíra o amor de sua gente…

  Precisava escalar rude montanha na viagem

  E se reconhecia, a sós, agarrando-se à frente.


  4 Embora a cruz lhe desse chagas e cicatrizes,

  Conseguia falar, fraternalmente,

  Reconfortando os tristes e infelizes..

  Levantava os caídos,

  Doava nova força aos fracos e aos doentes.

  Consolava os leprosos esquecidos,

  Regenerava os delinquentes…

  Em muitos trechos da subida,

  Tratavam-no por louco e davam-lhe pedradas…

  Deprimiam-lhe a vida…

  Quanto insulto e suplício nas estradas!…


  5 No entanto, ele subia…

  Trazia o Cristo em luz na própria mente.

  Não tinha acessos de melancolia

  E sim uma alegria diferente…

  Mas chorava, por vezes, de cansaço,

  A sentir, sob os pés, o vigor dos espinhos.

  Refazia-se, vendo o Azul do Imenso Espaço

  E ouvindo a voz do Céu na voz dos passarinhos…

  Alcançando, porém, o cimo da montanha

  Notava-se-lhe os pés rasgados e sangrentos,

  E o corpo lacerado

  De atrozes sofrimentos…


  6 Mesmo assim, agradeceu ao Cristo Amado

  A viagem temível…

  Para atingir o topo de alto nível…


  7 Chegando ali, porém, vê, com assombro e atenção

  Que a Terra já não tem com ele ou sobre ele

  O poder de atração…

  Sentia-se envolvido em súbita leveza,

  Respirando, feliz, a paz da natureza…

  Reconhece que o tronco vertical do grande lenho,

  Transformara-se em delicado engenho

  E que os braços da cruz

  Eram asas de luz…


  8 Tentou andar mas, sem querer,

  Na alegria sublime que o invade,

  O homem que seguira os passos do Senhor,

  Planou além, no Além, buscando a Imensidade

  Inflamado de amor.


Maria Dolores


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir