Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Caminho, Verdade e Vida — Emmanuel


127


Enquanto é dia

“Convém que eu faça as obras d’Aquele que me enviou, enquanto é dia.” — JESUS (João, 9.4)


1 Sabemos que o labor divino do Mestre é incessante e efetua-se num dia perene e resplandecente de oportunidades; no entanto, para gravar-nos no entendimento o valor real da passagem na Terra, fala-nos Jesus de sua conveniência em aproveitar o ensejo do contato direto com as criaturas.

2 Se semelhante atitude constitui motivo de preocupação para o Mestre, que não dizer de nós mesmos, nos Círculos carnais ou nas Esferas que lhes são imediatas, dentro das obrigações que nos competem na sagrada realização do bem eterno?

3 Cristo não se refere à necessidade de falar das obras de Deus, mas, sim, de construí-las a seu tempo.

4 Não ignoramos que, sendo Ele o Enviado do Altíssimo no mundo, os discípulos da Boa Nova são, a seu turno, os mensageiros do seu amor, nos mais recônditos lugares do orbe terrestre. 5 Os que vibram de coração voltado para o Evangelho são, efetivamente, emissários da Divina Lição entre os companheiros da vida material, onde quer que estejam, 6 e bem-aventurados serão todos aqueles que aproveitarem o dia generoso, realizando em si próprios e em derredor de seus passos as obras santificadas d’Aquele que os enviou.

7 Jamais desdenhes, desse modo, a posição em que te encontrares. Busca valorizá-la, através de todos os meios ao teu alcance, a fim de que teu esforço seja uma fonte de bênçãos para os outros e para teu próprio círculo. 8 Nunca te esqueças de aproveitar o tempo na aquisição de luz, enquanto é dia.


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir