Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier — Mandato de amor — Autores diversos — 2ª Parte


22


Através dos séculos

1 Inda chora o Senhor nas horas mudas

Na Cruz de vinte séculos ingratos,

Contemplando a progênie de Pilatos

E a descendência exótica de Judas.


2 Examina os Herodes insensatos,

Os novos Barrabás de mãos sanhudas

E as multidões misérrimas, desnudas,

Que lhe cospem no ensino a pugilatos.


3 Chora, Jesus! Amargamente chora,

E clama a sede imensa que O devora,

Buscando gerações, enchendo espaços!


4 Em toda a Terra, há lívidos incêndios…

E entre as humilhações e os vilipêndios

Contempla o mundo que lhe foge aos braços.


Augusto dos Anjos



(Soneto recebido pelo médium Francisco Cândido Xavier, na noite de 30 de março de 1945, em Pedro Leopoldo, Minas Gerais. Prefácio do livro “Bastão de Arrimo”, editado pela União Espírita Mineira, em 1984.)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir