Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Conversa firme — Cornélio Pires


5


Assunto de incompreensão

  1 Aqui vai minha resposta,

  Meu caro Lico Assunção,

  Quanto ao que vejo no Além,

  No estudo da incompreensão.


  2 O tema, em si, é tão sério

  Que em toda e qualquer idade,

  A história da incompreensão

  É a história da Humanidade.


  3 Discórdias e dissensões

  Em que o ódio se encastela,

  E a guerra — o horror de milhões —,

  São sombras que vivem nela.


  4 Há quem tome a incompreensão

  Por assunto sem valor,

  No entanto, vejo-a daqui

  Por fluido destruidor.


  5 Nascida da ignorância

  Da Vida Espiritual,

  É a sombra que se condensa

  Gerando a sombra do mal.


  6 Agride, acusa, vergasta,

  Separa, fere, suspeita,

  E quase sempre se oculta

  Por delinquência perfeita.


  7 Parece um caldo de lodo

  Tocado de força extrema;

  Nele, as moléstias do orgulho

  Proliferam sem problema.


  8 Não é só para a doença

  Que essa treva se despacha,

  Onde alguém lhe dê guarida,

  Vai complicando o que acha.


  9 Você recorda o Antonico:

  Vendo a esposa com Porfiro,

  Sem entender-lhes a prosa,

  Matou a mulher num tiro.


  10 Sem saber que Ana ajudava

  Ao pai oculto em Lajão,

  Géo julgando-se enganado,

  Suicidou-se sem razão.


  11 Entretanto, a incompreensão

  Dando força ao que não é,

  Opera com mais destreza

  Nas grandes obras da fé.


  12 Fundou-se o Grupo Fraterno,

  Na Fazenda dos Macacos;

  Incompreensão deu de cima,

  O Grupo jogou-se aos cacos.


  13 Era médium das melhores

  Dona Liquita Valença,

  Porque poucos a entendessem

  Largou-se de toda crença.


  14 Era homem de oração,

  O nosso Balbino Jece;

  Incompreensão veio a ele,

  O moço fugiu da prece.


  15 Nobres senhoras fizeram

  O Educandário Harmonia;

  Incompreensão revelou-se,

  A escola acabou num dia.


  16 Era bom médium de curas

  O nosso Adalvino Adão

  Incompreendido entre amigos,

  Perdeu-se na obsessão.


  17 Juca era médium servindo

  Numa limpeza sem jaça;

  Recebendo incompreensão,

  Derivou para a cachaça.


  18 Era apontada em missão

  Nossa médium Leodegária;

  Incompreensão veio ao grupo,

  Apagou-se a missionária.


  19 Lia, médium de cabine,

  Produzia voz direta;

  Incompreensão discutiu,

  A moça ficou pateta.


  20 Escrevia lindos textos

  A médium Joana Azevedo;

  Encontrando a incompreensão,

  Fugiu do lápis com medo.


  21 Dedicando a vida aos passes,

  Era grande o João José;

  Escutando a incompreensão,

  O rapaz perdeu a fé.


  22 É isto aí, caro irmão…

  Por tudo o que tenho visto,

  Para curar essa chaga,

  Precisamos mais de Cristo.


  23 Só se cura a incompreensão

  Pela farmácia do bem,

  Formada no amor de Cristo

  Que não despreza a ninguém.


  24 Dos remédios mais aceitos,

  Que não se aplicam em vão,

  São eles: serviço, paz,

  Bondade, apoio, perdão…


  25 Quanto ao mais, tudo se explica,

  Neste conceito comum:

  Incompreensão sem amor

  Arrasa com qualquer um.


Cornélio Pires


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir